Inverno cripto

Plataforma cripto Celsius demite 23% dos funcionários em meio a reestruturação

Saques ainda estão suspensos e a empresa contratou especialistas em reestruturação em meio à uma crise financeira

Por  CoinDesk -

A plataforma de empréstimos de criptomoedas americana-israelense Celsius demitiu cerca de 150 funcionários diante de sua crise financeira, que levou à interrupção dos saques de clientes no mês passado, informou o jornal israelense Calcalist no fim de semana.

A empresa tem cerca de 650 funcionários listados no LinkedIn, incluindo executivos, o que significa que 23% da empresa foi afetada.

As demissões ocorrem em meio a incertezas para a plataforma, que enfrenta uma possível insolvência. Em 13 de junho, a Celsius interrompeu os saques alegando “condições extremas de mercado” e, desde então, contratou especialistas para ajudar em sua reestruturação.

Leia mais:
Queda do mercado cripto leva a onda de demissões em empresas do setor

A empresa disse que está buscando opções para “preservar e proteger ativos” após a turbulência de meados de junho, que levou a fortes quedas nos preços dos criptoativos.

De acordo com pessoas familiarizadas com o assunto,  o Goldman Sachs está liderando um aumento de US$ 2 bilhões de investidores para comprar os ativos em dificuldades da Celsius. A exchange de criptomoedas FTX, no entanto, teria reprovado um acordo para comprar o credor depois de examinar suas finanças.

A Celsius se junta a um crescente número de empresas de criptomoedas que dispensam funcionários em meio às condições de baixa do mercado. A Coinbase demitiu mais de 1.100 funcionários em junho, com as exchanges Bybit, Huobi, Banxa e várias outras demitindo funcionários no mês passado.

Os preços dos tokens CEL da Celsius aumentaram 15% nas últimas 24 horas, segundo dados da CoinGecko.

Até onde as criptomoedas vão chegar? Qual a melhor forma de comprá-las? Nós preparamos uma aula gratuita com o passo a passo. Clique aqui para assistir e receber a newsletter de criptoativos do InfoMoney

Compartilhe