Reflexos da pandemia

Queda do PIB dos EUA piora para -1,5% no 1º trimestre, aponta segunda revisão

Consenso Refinitiv apontava que revisão seria para melhor, para uma queda de 1,3%; foi a primeira retração trimestral do país desde o começo da pandemia

Por  Equipe InfoMoney -

O Produto Interno Bruto (PIB) dos Estados Unidos retraiu 1,5% no primeiro trimestre de 2022 em termos anualizados, aponta a segunda estimativa do BEA (Bureau of Economic Analysis), órgão ligado ao Departamento de Comércio americano, divulgada nesta quinta-feira (26).

A primeira estimativa havia apontado uma queda de 1,4%, resultado muito abaixo da expectativa (que era de alta de 1,1%). As projeções foram novamente frustradas hoje, pois o consenso Refinitiv apontava que a revisão seria para melhor, para uma queda de 1,3%.

A terceira estimativa do PIB será divulgada em 29 de junho.

O BEA diz que a segunda estimativa é baseada em dados mais completos do que os disponíveis na primeira e que a queda maior “reflete principalmente as revisões para baixo do investimento em estoque privado e do investimento residencial, que foram parcialmente compensados ​​por uma revisão para cima nos gastos dos consumidores”.

O BEA reiterou que a retração no primeiro trimestre deste ano na comparação com o quarto trimestre de 2021 ocorreu devido ao ressurgimento de casos de Covid-19 nos EUA, causados pela variante Omicron, e às reduções nos pagamentos assistenciais do governo relacionados à pandemia.

Resultado não foi tão ruim

Na primeira estimativa, no final de abril, o mercado entendeu que o resultado não havia sido tão ruim como parecia, pois a retração trimestral foi ditada principalmente por um déficit comercial maior, devido a importações mais fortes, e por uma desaceleração no estoques das empresas, mas o consumo seguiu forte.

O temor era que o resultado poderia indicar um cenário de recessão e impactar a decisão do Fed (Federal Reserve, o Banco Central americano) para os juros. Juntos, o déficit comercial e os estoques empresariais tiveram impacto negativo de cerca de 4 pontos percentuais no PIB do primeiro trimestre.

Metodologia do PIB dos EUA

A metodologia utilizada pelo BEA, de calcular o crescimento do PIB em termos anualizados, é diferente da que é usada pelos demais países do mundo. O método dos americanos é o cálculo da variação trimestral com ajuste sazonal anualizado, e a variação resultante é elevada à quarta potência.

Ainda não investe no exterior? Estrategista da XP dá aula gratuita sobre como virar sócio das maiores empresas do mundo, direto do seu celular – e sem falar inglês

Compartilhe