Economia americana

Queda do PIB dos EUA piora para -1,6% no 1º trimestre, aponta terceira revisão

Consenso Refinitiv apontava que revisão manteria queda de 1,5%; foi a primeira retração trimestral do país desde o começo da pandemia

Por  Equipe InfoMoney -

O Produto Interno Bruto (PIB) dos Estados Unidos encolheu 1,6% no primeiro trimestre de 2022 em termos anualizados, aponta a terceira estimativa do BEA (Bureau of Economic Analysis) divulgada nesta quarta-feira (29).

A primeira havia apontado uma queda de 1,4%, resultado muito abaixo da expectativa (que era de alta de 1,1%), e a segunda piorou o resultado para -1,5% (contra uma projeção do mercado de melhora para -1,3% na ocasião).

As expectativas foram frustradas pela terceira vez hoje, pois o consenso Refinitiv apontava que a revisão manteria a queda de 1,5%.

O BEA, órgão ligado ao Departamento de Comércio americano, diz que a retração no primeiro trimestre ocorreu devido ao ressurgimento de casos de Covid-19 nos EUA, causados pela variante Omicron, e às reduções nos pagamentos assistenciais do governo relacionados à pandemia.

Diz também que a terceira estimativa é baseada em dados mais completos e que a queda maior “reflete principalmente uma revisão para baixo das despesas de consumo pessoal (PCE), que foi parcialmente compensada por uma revisão para cima do investimento em estoque privado”.

Metodologia do PIB dos EUA

A metodologia utilizada pelo BEA, de calcular o crescimento do PIB em termos anualizados, é diferente da que é usada pelos demais países do mundo. O método dos americanos é o cálculo da variação trimestral com ajuste sazonal anualizado, e a variação resultante é elevada à quarta potência.

Ainda não investe no exterior? Estrategista da XP dá aula gratuita sobre como virar sócio das maiores empresas do mundo, direto do seu celular – e sem falar inglês

Compartilhe