Radar InfoMoney

Petrobras vende empresas de energia, balanços de M. Dias Branco e BB Seguridade, dados prévios da Gol e mais notícias

Confira os destaques do noticiário corporativo na sessão desta segunda-feira (8)

Por  Equipe InfoMoney -

O noticiário corporativo desta segunda-feira (08) tem como destaque a conclusão do processo de desinvestimento da Petrobras (PETR3;PETR4) em empresas de energia elétrica.

Na sexta-feira, M. Dias Branco divulgaram seus números. A temporada de resultados segue movimentada, com BB Seguridade tendo divulgado seus números antes da abertura do mercado e Banco do Brasil revelando seu resultado do terceiro trimestre após o fechamento. Blau Farmacêutica, CBA, Petz, Direcional, GetNinjas, JSL, Lojas Marisa, Lojas Quero-Quero, São Carlos, São Martinho, Três Tentos e Yduqs também divulgarão seus números.

Petrobras (PETR3;PETR4)

A Petrobras (PETR4) concluiu a venda de suas participações acionárias na Termelétrica Potiguar e na Companhia Energética Manauara para a Global Participações Energia.

A transação foi concluída com o pagamento de R$ 155,6 milhões à Petrobras, já com os ajustes previstos nos contratos, sendo R$ 79,4 milhões pela TEP e R$ 76,2 milhões pela CEM.

Ainda em destaques, o presidente Jair Bolsonaro voltou a repetir no sábado que o governo estuda alguma forma de privatizar a Petrobras. Em discurso a apoiadores após uma motociata na cidade de Ponta Grossa, o presidente afirmou que deseja “se livrar” da estatal.

BB Seguridade (BBSE3)

A BB Seguridade (BBSE3) reportou lucro líquido ajustado de R$ 975,8 milhões no terceiro trimestre de 2021 (3T21), recuo de 11% em relação ao mesmo período de 2020.

Segundo a empresa, o resultado do trimestre foi impactado negativamente em R$ 30,5 milhões pela majoração da alíquota de CSLL em 5 p.p. para as sociedades seguradoras e de capitalização, conforme Lei nº 14.183 de 14/07/2021 em vigor até o final deste ano.

M. Dias Branco (MDIA3)

A M. Dias Branco (MDIA3), líder nos mercados de biscoitos e massas no Brasil, registrou um lucro líquido de R$ 196,6 milhões no terceiro trimestre de 2021, queda de 25,9% na comparação com igual período de 2020, quanto lucrou R$ 265,4 milhões.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Isso por conta de um recuo na demanda após o pico de consumo causado pelas medidas de isolamento social contra a pandemia da Covid-19 em 2020, informou a empresa nesta sexta-feira.

O lucro antes de juros, impostos, depreciação e amortização (Ebitda) foi de R$ 286,6 milhões no trimestre, baixa de 12,6% frente os R$ 328 milhões registrados no terceiro trimestre do ano passado, com impactos desfavoráveis do câmbio e dos menores volumes.

O Bradesco BBI espera uma reação positiva das ações da M. Dias Branco (MDIA3) após o Ebitda ajustado ficar 24% acima do consenso de mercado e 57% acima da estimativa do banco.

Além disso, a margem Ebitda se recuperou muito mais rápido do que esperado pelo banco, como resultado de aumentos de preços e cortes de despesas, chegando em 4,4 p.p. acima da projeção do BBI. O banco mantém avaliação outperform para ações e preço-alvo de R$ 40,00.

O Itaú BBA avalia como positivo os número reportados, com destaque para forte recuperação de margens no período. Segundo o Itaú BBA, o resultado foi impulsionado principalmente pela estratégia de preços da empresa, que desencadeou uma expansão de margem à medida que os preços subiram mais rápido do que os custos.

O banco mantém avaliação marketperform para ações da M. Dias Branco (MDIA3), e preço-alvo de R$ 30,00, frente à cotação de sexta-feira (05) de R$ 30,55.

Gol (GOLL4)

A Gol (GOLL4) registrou um aumento de 13,9% na demanda de voos domésticos (RPK) em outubro de 2021 no comparativo com o mesmo mês de 2020.

Já a oferta de voos, medida pelo indicador assento por quilômetro oferecido (ASK), subiu 5,3% no 3T21.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Em outubro, a Gol transportou 1,9 milhão de passageiros, crescimento de 23,4% sobre outubro de 2020.

Oncoclínicas (ONCO3)

A Oncoclínicas do Brasil Serviços Médicos (ONCO3) anunciou hoje (8) que Cristiano Camargo passa a ocupar a posição de Diretor de Estratégia e de Relações com Investidores da companhia.

Cristiano Camargo sucederá a Eric Alencar na função de Relações com Investidores, ao passo em que o Alencar permanece como Diretor Financeiro da Oncoclínicas.

Aura Minerals (AURA33)

A Aura Minerals (AURA33) divulgou nesta segunda os resultados da avaliação econômica preliminar (PEA) da subsidiária da companhia, Projeto de ouro de Matupá , no município de Matupá, Mato Grosso, Brasil.

Com base no PEA, estima-se que o Projeto deverá demandar investimentos totais de aproximadamente US$ 94,6 milhões, com payback de 2,1 anos e deverá gerar um valor presente líquido (VPL) de aproximadamente US$ 86 milhões.

As projeções utilizam o preço de ouro conforme consenso de analistas de mercado para o período projetado à média ponderada de US$ 1,552 por onça, e uma taxa de câmbio de US$ 1,00 = R$ 5,143.

Assumindo o preço do ouro a US$ 1,800 por onça e alavancagem de 50%, o Retorno sobre o Ativo (ROE) esperado para o Projeto é de 71,1%, e um VPL estimado de aproximadamente US$ 134,1 milhões.

Durante os primeiros três anos do Projeto, a Aura Minerals antecipa que deverá atingir uma produção anual de ouro média de mais de 60.000 ouças e Custo Caixa Total (AISC) médio de US$ 591,4 por onça.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Durante os primeiros sete anos estimados de vida útil (LOM), a produção anual média é estimada em 42.700 onças de ouro, com um AISC de US$ 765 por onça.

A estimativa inicial para o LOM do projeto é de sete anos, baseada nos recursos minerais atualizados, de acordo com o relatório técnico do projeto.

A Aura adquiriu o Projeto em 2018,como resultado da fusão da Companhia com a Rio Novo Gold.

Getnet (GETT11)

O Bradesco BBI iniciou a cobertura das ações da Getnet (GETT11) com rating neutro e preço -alvo para 2022 de R$ 6,10 por ação, implicando em upside de 32%.

Embora o potencial de valorização pareça atraente, o banco acredita que o mercado pode exigir evidências mais fortes da execução da Getnet como uma empresa independente para que uma reclassificação se materialize.

Além disso, o Bradesco BBI destaca riscos como menor liquidez das ações e potenciais riscos de conflito de interesses decorrentes do relacionamento com seu novo acionista controlador, o Grupo Santander.

Unidas (LCAM3)

A Unidas (LCAM3) comprou 100% do capital da Sofit, sendo uma parcela em dinheiro e outra parcela mediante a entrega de ações da locadora de carros.

A Sofit atua com sistemas online para gestão de frotas e é a principal referência neste segmento, comercializando tecnologia de ponta e adaptada para atender variados processos de operações de frotas no Brasil.

Raízen (RAIZ4)

O Credit Suisse espera que Raízen (RAIZ4) registre fortes lucros em geral no resultado da safra 2T22, que equivale ao 3T21 do ano calendário, nesta quinta-feira (11), após o fechamento do mercado.

O banco explica que o resultados da companhia serão ajudados pela dinâmica positiva dos preços nos negócios de açúcar e renováveis. Dessa forma, o Credit Suisse projeta Ebitda de R$ 3,2 bilhões e lucro líquido de R$ 1,3 bilhão.

O banco mantém avaliação outperform para ações da Raízen (RAIZ4), e preço-alvo de R$ 10,00, frente à cotação de sexta-feira (05) de R$ 6,75.

CCR (CCRO3)

O Bradesco BBI comentou que o tráfego administrado pela CCR (CCRO3) ficou -3% abaixo dos níveis de 2019, afetado pelo feriado nacional em 2 de novembro, terça-feira passada, que caiu em um sábado de 2019 e a greve dos caminhoneiros independentes que começou em 01 de novembro.

O BBI destaca que a greve desta semana não teve o apoio de motoristas vinculados a empresas de logística, o que deve resultar em um esforço de curta duração.

Assim, o banco mantém avaliação outperform para ações da CCR (CCRO3), e preço-alvo de R$ 22,00, frente à cotação de sexta-feira (05) de R$ 11,72.

Suzano (SUZB3)

O Itaú BBA mantém avaliação outperform para ações da Suzano (SUZB3), com preço-alvo de R$ 77,00, após evento na sexta-feira (5) para atualizar o mercado sobre os últimos desenvolvimentos do projeto Cerrado.

Com base na cotação de fechamento da última sexta (R$ 49,35), o target representa um potencial de valorização de 56%.

A Suzano estima que o capex para as operações florestais e logísticas chegará a R$ 4,6 bilhões, e o custo caixa de produção do projeto Cerrado será inferior a R$ 500 por tonelada em termos reais após o ramp up e abaixo de R$ 400 / ton após 2030.

Dessa forma, o banco espera que projeto adicione R$ 10,00 ao valor de SUZB3, assumindo os atuais preços de celulose e câmbio.

Varejistas

O Bradesco BBI diz que os papéis de empresas de varejo e e-commerce no Brasil vêm sofrendo “significativamente” desde o final de junho, com queda de 32% entre empresas sob sua cobertura por conta da deterioração de expectativas no cenário macroeconômico no Brasil, com crescimento menos acelerado do PIB e taxas de juros mais altas e inflação, o que torna estimativas sobre vendas em 2022 mais incertas.

Assim, o banco rebaixou os papéis de empresas sobre as quais tem menos estimativas, e reiterou a avaliação outperform (perspectiva de valorização acima da média do mercado) para aquelas componentes de um mercado mais resiliente, com dinâmica de crescimento e valoração mais atrativa.

Aquelas que o banco diz ver como mais resilientes são: Arezzo, Alpargatas, Assai, Carrefour, Grupo Mateus, Mercado Livre e Renner.

O banco rebaixou as avaliações de Allied, C&A, Guararapes e Marisa para neutras (perspectiva de valorização dentro da média do mercado) por conta de pontuação média menor em sua análise de risco e menos certeza sobre as estimativas para 2022 em comparação com outros nomes, o que se deve em parte ao fato de que lucro e valoração serem altamente sensíveis a crescimento menor das vendas.

O banco manteve Alpargatas, Assai, e Grupo SBF como suas escolhas preferidas (“top picks”) e adicionou a Renner ao grupo por conta de sua valoração atrativa. O banco retirou a Natura da lista por conta de menor visibilidade sobre suas estimativas.

Itaú Unibanco (ITUB4) e XP (XPBR31)

O Itaú Unibanco (ITUB4) informou nesta segunda-feira (8) que obteve aprovação do Banco Central do Brasil para adquirir aproximadamente 11,38% do capital social total da XP Inc.

Segundo comunicado, a consumação da operação está prevista para ocorrer em 2022, após a divulgação das demonstrações financeiras da XP referente ao exercício social encerrado em 31 de dezembro de 2021.

Por fim, o banco diz que são necessárias, ainda, aprovações de órgãos reguladores no exterior para concretização da aquisição.

Mitre (MTRE3)

A Mitre Realty anunciou nesta segunda-feira (8) o lançamento do Haus Mitre Jardins. O VGV total do empreendimento é de R$ 189 milhões e já está 26% vendido.

Com este lançamento, a empresa atinge R$ 1,02 bilhão de VGV lançado no ano, em linha com seu Guidance de lançar entre R$ 1,5 e R$ 2,0 bilhões no ano.

Infracommerce CXaaS (IFCM3)

A Infracommerce CXaaS (IFCM3) comunicou que a Austin Rating atribuiu o rating ‘brAA-‘, com perspectiva estável, de risco para as cotas sênior do seu Fundo de Investimentos em Direitos Creditórios (FIDC).

(com Reuters e Estadão Conteúdo)

Aprenda a transformar a Bolsa de Valores em fonte recorrente de ganhos. Assista a aula gratuita do Professor Su e descubra como.

Compartilhe