Infracommerce (IFCM3)

INFRACOMM ON NM

error_outline Atualizado 15/10/21 às 16h53. Delay 15 min
arrow_downward

14,99

-1.38%

14,72

15,25

7.354.252,00

Fechamento anterior 15,2
Abertura 15,2
Negócios 3018
VolumeR$ 7,35 M
Mín — Máx (Dia) 14,72 - 15,25
Variação (Dia) -1.38%
Variação (Mês) -11.82%

Invista com taxa Zero

Sobre Infracommerce

Sigla: IFCM3

Tipo: Ações

Setor: Tecnologia E Internet

Receita Líquida R$ 235,93 M
Lucro Líquido (LL) R$ -6,53 M
Margem Líquida -2.76%
Ebitda R$ 19,02 M
Margem Ebitda 8.06%
Ativo Total R$ 420,9 M
Dívida Bruta R$ 103,64 M
Dívida Líquida R$ 36,39 M
Patrimônio Líquido (PL) R$ 59,03 M
Índice de preço sobre lucro (P/L) -557,57
Retorno sobre o PL (ROE) -11.06%
Retorno sobre o Capital (ROIC) +2.08%

A Infracommerce é uma companhia de soluções digitais focada no negócio de e-commerce para o consumidor final pessoa física ou outras empresas na América Latina.

A empresa tem operações no Brasil, México, Colômbia, Chile e Argentina e tem um modelo de negócio que visa elevar a presença online e melhorar o posicionamento da marca dos clientes.

A Infracommerce se diz a maior empresa de Full Service para negócios digitais, atuando com um conceito modular, reunindo plataforma, marketing, conteúdo, pagamento, logística e SAC em 3 núcleos centrais: Plataforma Omnichannel, Marketing & Vendas e Operações.

“O ecossistema de soluções digitais integradas compõe um ‘white-label digital ecosystem’ para marcas e indústrias terem controle sobre suas jornadas de digitalização do go-to-market por meio de uma experiência ao consumidor excepcional”, diz a companhia.

A empresa é responsável pela operação de e-commerce de empresas como Ambev, Hershey’s, Nike, Motorola, Bayer, Ray Ban e Unilever.

Em 2020, a companhia teve um prejuízo de R$ 2,312 milhões, melhorando o resultado de um ano antes, quando teve prejuízo de R$ 7,888 milhões. O Ebitda aumentou quase 2,4 vezes, ficando em R$ 20,793 milhões, ao passo que a receita cresceu mais de 70%, a R$ 235,933 milhões.

Após chegar a suspender sua Oferta Pública Inicial de Ações (IPO), a Infracommerce retomou o processo uma semana após a estreia prevista, reduzindo o preço inicial dos papéis, que ficou em R$ 16.

A operação movimentou R$ 870 milhões e envolveu apenas investidores institucionais, sem venda de ações para os investidores no varejo.

A emissão primária foi de 54.375.000 ações ordinárias, podendo ser acrescida de lote suplementar de 8.156.250 papéis em até 30 dias. Com a oferta, o capital social da empresa ficou em R$ 942.129.936.

Dados complementares fornecidos pela

Com dinheiro