Petrobras (PETR4) retoma produção em mais unidades de Bahia Terra, Gol (GOLL4) tem alta na demanda, Alupar (ALUP11) pagará dividendos dia 16 e mais

Confira os principais destaques do noticiário corporativo desta segunda-feira (8)

Felipe Moreira

Plataforma da Petrobras na Baia da Guanabara, no Rio de Janeiro(Mario Tama/Getty Images)

Publicidade

O radar corporativo traz nesta segunda-feira (8) traz a prévia operacional da companhia aérea Gol (GOLL4) no mês de abril de 2023.

A Petrobras (PETR4), por sua vez, retomou produção de mais nove instalações do Polo Bahia Terra.

A Wilson Sons (PORT3) movimentou 74,9 mil TEUs (medida equivalente a um contêiner de 20 pés) em abril, alta de 4,6% em relação ao volume do mesmo mês de 2021.

Treinamento Gratuito

Manual dos Dividendos

Descubra o passo a passo para viver de dividendos e ter uma renda mensal previsível, começando já nas próximas semanas

E-mail inválido!

Ao informar os dados, você concorda com a nossa Política de Privacidade.

Já Alupar Investimento (ALUP11) informou que realizará no próximo dia 16 de maio o pagamento dos dividendos aprovados, correspondente a R$ 421,9 milhões.

A Vivara (VIVA3) viu lucro líquido cair 16% no primeiro trimestre, para R$ 38,6 milhões.

Ibovespa hoje: acompanhe o que movimenta Bolsa, Dólar e Juros Ao Vivo

Continua depois da publicidade

Depois do fechamento do mercados, saem os resultados de Caixa Seguridade (CXSE3), Direcional (DIRR3), Grupo SBF (SBFG3), Natura &Co (NTCO3), TIM Brasil (TIMS3) e Totvs (TOTS3).

Confira mais destaques:

Irani (RANI3)

A Irani irá realizar o pagamento em 24 de maio de 2023 de dividendos intercalares com base nas demonstrações financeiras da Companhia de 31 de março de 2023, no valor total de R$ 20,4 milhões, aprovado pelo Conselho de Administração em reunião realizada em 03 de maio de 2023.

As ações de emissão da companhia serão negociadas ex-proventos a partir de 09 de maio de 2023

Gol (GOLL4)

A Gol (GOLL4) informou um aumento de 12,5% na oferta total de voos (ASK) em abril. O total de assentos cresceu 18% e o número de decolagens evoluiu 17,8%. A demanda total (RPK) da Gol aumentou 13,6%.

Petrobras (PETR4)

A Petrobras (PETR4) informou que obteve autorização da Agência Nacional do Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis (ANP) para retomar a produção de mais nove instalações do Polo Bahia Terra (Estação Coletora Nova Tororó, Estação Coletora Pereira, Estação Coletora Rio Taquipe, Estação Coletora Fazenda Panelas Extensão, Estação de Tratamento de Óleo Camboatá, Estação Coletora Malombé, Estação Coletora Fazenda Panelas, Estação Coletora Fazenda Panelas Sul e Estação Coletora Riacho Ouricuri).

A companhia iniciou a execução dos procedimentos operacionais necessários para o retorno seguro do processo produtivo dessas instalações, sendo que das 38 instalações totais, 26 já foram liberadas para operação, o que possibilitará o reestabelecimento de aproximadamente 66% da produção total do Polo Bahia Terra.

O Polo teve a operação paralisada por determinação da ANP e a Petrobras vem envidando todos os esforços para o atendimento às condicionantes estabelecidas pelo órgão regulador e para garantir o reestabelecimento da operação das instalações do Polo Bahia Terra no menor tempo possível.

Wilson Sons (PORT3)

A empresa de logística portuária Wilson Sons movimentou 74,9 mil TEUs (medida equivalente a um contêiner de 20 pés) em abril, alta de 4,6% em relação ao volume do mesmo mês de 2021.

Santos Brasil (STBP3)

A Santos Brasil fechou abril de 2023 com 106.403 contêineres movimentados em seus terminais, um recuo de 9,5% no volume operado em relação ao mesmo mês do ano passado.

Alupar (ALUP11)

A Alupar Investimento (ALUP11) informou que realizará no próximo dia 16 de maio o pagamento dos dividendos aprovados, correspondente a R$ 421.973.401,92.

Esse valor equivalente a R$ 0,48 por ação ordinária de emissão da companhia, R$ 0,48 por ação preferencial e R$ 1,44 por Unit.

Conforme definido na assembleia, terão direito ao recebimento desses dividendos acionistas que encontravam-se inscritos como tal nos registros da companhia ao final do dia 17 de abril de 2023.

Sinqia (SQIA3)

A Sinqia (SQIA3) aprovou o pagamento de juros sobre o capital próprio (JCP) referente ao exercício de 2022 no montante total de R$ 4,7 milhões, informa a atualização do valor a ser pago por ação, equivalente a R$ 0,055404594 por ação ordinária de emissão da Companhia.

Terão direito ao JCP as pessoas inscritas como acionistas da Companhia na data base de 05 de maio de 2023.

As ações da Companhia serão negociadas “ex-JCP” a partir de 08 de maio de 2023.

O pagamento do JCP será realizado em moeda corrente nacional, em parcela única, a partir de 31 de agosto de 2023.

Itaú Unibanco (ITUB4)

O Itaú Unibanco (ITUB4) registrou lucro líquido gerencial de R$ 8,435 bilhões no primeiro trimestre de 2023. O resultado é 14,6% superior ao observado no mesmo intervalo de 2022, e em relação ao quarto trimestre do ano passado, representa um crescimento de 10%. O número foi em linha com o esperado pelo consenso Refinitiv, de R$ 8,42 bilhões.

Em relação ao mesmo período do ano passado, o banco observou um crescimento das margens e também das receitas com serviços e do resultado de seguros. Estes fatores ajudaram a compensar um aumento de 30% no custo de crédito, que chegou a R$ 9,088 bilhões, diante do cenário mais arriscado em especial no segmento de varejo, que atende a pessoas físicas e a empresas de menor porte.

Fleury (FLRY3)

O Fleury (FLRY3) informou a ocorrência de um ataque cibernético em seu ambiente de tecnologia da informação na noite de ontem. A empresa afirma que desde o momento inicial das indisponibilidades, a companhia acionou seus protocolos de segurança e controle com o objetivo de minimizar os eventuais impactos em suas operações, contando com o apoio de empresas especializadas e de referência nessa área de atuação.

“Estamos gradualmente normalizando nossas operações de forma controlada, com os devidos testes de segurança sendo executados, priorizando a integração automática de sistemas em hospitais em nossos ambientes, que vem ocorrendo de forma gradativa. As Unidades seguem atendendo nossos clientes com sistemas já restabelecidos”, afirma a empresa em fato relevante enviado à Comissão de Valores Mobiliários (CVM).

A companhia diz que mantém atualizações frequentes e adota tecnologias disponíveis para preservar um adequado nível de proteção ao seu ambiente tecnológico, tendo inclusive investido substancialmente nos últimos três anos em sua estrutura de tecnologia, de forma a prevenir e proteger a segurança da informação, o que foi essencial para minimizar os efeitos de tal ataque em suas operações.

Vivara (VIVA3)

A Vivara (VIVA3), varejista do setor joalheiro, reportou lucro líquido de R$ 38,571 milhões no primeiro trimestre de 2023 (1T23), uma queda de 16% na comparação com igual período de 2022. Em termos ajustados, houve uma alta do lucro de 6% na mesma base comparativa, para R$ 48,658 milhões.

Já o lucro antes de juros, impostos, depreciações e amortizações (Ebitda, na sigla em inglês) foi para R$ 80,119 milhões, um avanço de 13%, enquanto em termos ajustados foi a R$ 58 milhões, alta anual de 13,3%. A margem Ebitda caiu 0,6 ponto percentual (p.p.), para 20,5%, enquanto a ajustada caiu 0,4 p.p., a 14,8%.

BTG Pactual (BPAC11)

O BTG Pactual registrou lucro líquido ajustado de R$ 2,263 bilhões no primeiro trimestre de 2023, o que representa um aumento de 10% frente ao mesmo intervalo de 2022 e uma alta de 28% se comparado ao quarto trimestre.

O retorno sobre o patrimônio líquido anualizado caiu no primeiro trimestre para 20,9%, de 21,5% no mesmo trimestre de 2022 e subiu de 16,7% no quarto trimestre, quando o resultado foi afetado pelas provisões não recorrentes relacionadas a Americanas.

PRIO (PRIO3) e Enauta (ENAT3)

A PRIO (PRIO3), antiga PetroRio, estaria negociando a compra de participação de cerca de 28% na petroleira Enauta (ENAT3). As informações são do colunista Lauro Jardim, do jornal O Globo.

Segundo ele, a compra seria referente a um percentual pertencente hoje ao Bradesco (BBDC4) e ao Santander (SANB11).