Petrobras (PETR4) assina contrato para modernizar refinaria, prévia da Trisul (TRIS3), Coteminas (CTNM4) assina acordo com a Shein e mais

Confira os principais destaques do noticiário corporativo nesta segunda-feira (24)

Felipe Moreira

Photo by Wagner Meier/Getty Images

Publicidade

O radar corporativo desta segunda-feira (24) traz a Petrobras (PETR4), que assinou contrato para ampliação e modernização de unidades já em operação na Refinaria Abreu e Lima (RNEST), em Pernambuco.

A Oi (OIBR3) adiou de 26 de abril para 22 de maio a publicação de seu balanço referente ao quarto trimestre de 2022. A companhia, que está em uma segunda recuperação judicial, afirmou que seu status jurídico e as negociações com credores impactaram a elaboração das demonstrações financeiras.

Já os acionistas da Unipar Carbocloro (UNIP6) aprovaram a distribuição de dividendos adicionais no valor de R$ 109,4 milhões.

Masterclass

As Ações mais Promissoras da Bolsa

Baixe uma lista de 10 ações de Small Caps que, na opinião dos especialistas, possuem potencial de valorização para os próximos meses e anos, e assista a uma aula gratuita

E-mail inválido!

Ao informar os dados, você concorda com a nossa Política de Privacidade.

Ibovespa hoje: acompanhe o que movimenta Bolsa, Dólar e Juros Ao Vivo

A Iguatemi (IGTI11) informou que foi ratificada em Assembleia Geral Ordinária e Extraordinária (AGOE) realizada na quinta-feira (20) a distribuição de dividendos aos acionistas da companhia no valor de R$ 1,8 milhão.

Ainda em destaque, na quinta-feira, a Justiça de Alagoas determinou o bloqueio de cerca de R$ 1,1 bilhão das contas da Braskem (BRKM5).

Continua depois da publicidade

Confira mais destaques:

Petrobras (PETR3;PETR4)

A Petrobras assinou contrato para ampliação e modernização de unidades já em operação na Refinaria Abreu e Lima (RNEST), em Pernambuco. Após a conclusão das obras, esperada para o quarto trimestre de 2024, a refinaria terá um aumento na capacidade total de processamento do Trem 1: dos atuais 115 mil barris de petróleo por dia (bpd) para 130 mil bpd, conforme previsto no Plano Estratégico 2023-2027.

As unidades envolvidas são destilação atmosférica, coqueamento retardado e unidades auxiliares. A modernização dessas unidades é estratégica para a Petrobras e para o país, pois viabilizará o incremento da oferta de diesel para o mercado brasileiro a partir de 2025.

Transpetro

A Petrobras (PETR3; PETR4) informou que sua diretoria aprovou as indicações de Sergio Hermes Bacci para o cargo de presidente da Transpetro, Fernando Mascarenhas de Barros (CFO) e Jonas Barros Soares (diretor de transportes marítimos).

Os nomes estão sujeitos à eleição pelo Conselho de Administração da Transpetro, que é esperada para ocorrer na próxima quinta-feira (27), reforçou a Petrobras.

Coteminas (CTNM4)

A Companhia de Tecidos Norte de Minas (Coteminas), que pertence ao atual presidente da Federação das Indústrias do Estado de São Paulo (Fiesp), Josué Gomes da Silva, anunciou na quinta a assinatura de um memorando de entendimentos com a chinesa Shein.

O documento prevê que 2 mil dos clientes confeccionistas da empresa passem a ser fornecedores da companhia asiática para atender os mercados doméstico e da América Latina. A parceria abrange o financiamento para capital de trabalho e contratos de exportação de produtos para o lar.

Na quinta-feira, Josué participou de uma reunião do ministro da Fazenda, Fernando Haddad, com representantes da Shein, voltada especialmente para fast fashion.

Oi (OIBR3)

A Oi (OIBR3) adiou de 26 de abril para 22 de maio a publicação de seu balanço referente ao quarto trimestre de 2022. A companhia, que está em uma segunda recuperação judicial, afirma que seu status jurídico e as negociações com credores impactaram a elaboração das demonstrações financeiras.

Por isso, adiou a publicação, que deve acontecer após a data prevista para a apresentação do novo plano de recuperação judicial.

Diante deste fator, a tele publicou informações financeiras preliminares e não auditadas na sexta-feira, 21. De acordo com a Oi, a posição de caixa no fechamento do ano passado era de R$ 3,223 bilhões.

Trisul (TRIS3)

A Trisul (TRIS3) anunciou suas prévias dos resultados do primeiro trimestre de 2023, com as Vendas Brutas 100% totalizando R$ 352,5 milhões, 131% acima do mesmo período do ano passado. Já as vendas líquidas 100% somaram R$ 331,2 milhões, apresentando aumento de 165% com relação ao primeiro trimestre de 2022.

“Embora ainda sejam resultados gerenciais, ainda não submetidos à revisão da auditoria externa, os números preliminares chamam atenção positivamente”, afirma Fernando Salomão, Diretor Financeiro e de Relações com Investidores.

O número de unidades comercializadas foi 121,6% maior que o verificado em igual período do ano anterior. Um lançamento realizado neste trimestre, o Praça Omaguás Pinheiros teve Valor Geral de Vendas (VGV) de 172,3 milhões 100%, com 55% do total vendido (VGV). A venda sobre oferta (VSO) trimestral em unidades foi de 13,1%. A empresa teve um nível de distrato no período de 21,2 milhões.

Em 31 de março de 2023 o banco de terrenos (landbank) da companhia totalizava R$ 4,1 bilhões, considerando terrenos on balance e off balance.

Boa Vista (BOAS3)

A Boa Vista (BOAS3) concluiu com sucesso a formação de uma associação (Joint Venture) com o Grupo Red Ventures, tendo como intervenientes anuentes a IQ360 Serviços de Informação e Tecnologia Ltda. (IQ), a Red Ventures Serviços de Marketing e Tecnologia Ltda. (RV Operacional), a Acordo Certo Participações S.A. e a Acordo Certo Ltda.

A Joint Venture é formada por meio da BVRV Participações S.A. (NewCo) e tem como objetivo o desenvolvimento e operação de um marketplace de crédito, de serviços financeiros para os consumidores, entre outros.

A Joint Venture integra os atuais ativos da operação de serviços ao consumidor da Boa Vista, com os da IQ, que contam com 30,3 milhões e 11,7 milhões de usuários cadastrados até abril de 2023, respectivamente, estruturando um ecossistema de soluções financeiras para os consumidores, estejam eles com dívidas ou não. Assim, a NewCo foi constituída para focar nesse
negócio, otimizando os esforços de aquisição de clientes e desenvolvimento de produtos visando propiciar uma experiência melhor e mais completa aos consumidores.

Braskem (BRKM5)

A petroquímica Braskem (BRKM5) informou na última quinta-feira (20) que a Justiça de Alagoas determinou o bloqueio de cerca de R$ 1,1 bilhão das contas da empresa, segundo comunicado ao mercado.

A companhia afirmou que a determinação decorre de ação movida pela Defensoria Pública de Alagoas no contexto do fenômeno de afundamento de solo em Maceió.

Springs Global (SGPS3)

A Springs Global (SGPS3) informou que sua controlada Companhia de Tecidos Norte de Minas (CTNM), assim como a sua coligada Companhia de Tecidos Santanense, empresa também controlada pela CTNM, em conjunto, assinaram um Memorando de Entendimentos, com a SHEIN, empresa sediada em Singapura, para o estabelecimento de parceria, envolvendo o financiamento para reforço de capital de trabalho das Companhias, contratos de exportação de produtos para o lar, e o esforço conjunto para 2.000 de seus clientes confeccionistas passarem a ser fornecedores da SHEIN para atendimento do mercado local e regional.

JBS (JBSS3)

A JBS (JBSS3) comunicou que seu acionista BNDESPAR indicou os seguintes nomes para integrar a chapa única de candidatos à eleição dos membros do Conselho de Administração da companhia, a ser deliberada na Assembleia Geral Ordinária e Extraordinária da JBS a ser realizada no dia 24 de abril de 2023 (AGOE): (i) Sra. Claudia Pimentel Trindade Prates; e (ii) Sr. Estêvão de Almeida Accioly.

Gafisa (GFSA3)

As vendas brutas atingiram R$ 301,5 milhões, crescimento de 22% em comparação com o 1T22. No acumulado de 12 meses, as vendas brutas somaram R$ 1,2 bilhão, representando um crescimento de 41% em comparação ao mesmo período do ano anterior.

As vendas líquidas atingiram R$ 288,3 milhões no 1T23, aumentando 24% em comparação com o 1T22. Na mesma base de comparação, os distratos se reduziram em 3,3%. No acumulado de 12 meses, as vendas líquidas totalizaram R$ 1 bilhão, representando um crescimento de 50% em comparação com o mesmo período do ano anterior

Iguatemi (IGTI11)

A Iguatemi (IGTI11) informou que foi ratificada em Assembleia Geral Ordinária e Extraordinária (AGOE) realizada na quinta-feira (20) a distribuição de dividendos aos acionistas da companhia no valor de R$ 1,8 milhão, com base no lucro líquido apurado no exercício social encerrado em 31 de dezembro do 2022.

Os dividendos ratificados na AGOE serão pagos em conjunto com o valor total dos dividendos aprovados na Reunião do Conselho de Administração realizada em 28 de fevereiro de 2023, via depósito em conta corrente do beneficiário, sendo que (i) R$ 27,5 milhões, foram pagos, a título de antecipação, em 15 de março de 2023, e (ii) três parcelas de R$ 27,5 milhões serão pagas em junho, setembro e dezembro de 2023, respectivamente.

Dessa forma, o montante total de R$ 110 milhões será pago em 2023.

Terão direito aos dividendos os titulares de ações ordinárias e/ou preferenciais de emissão da Companhia em 20 de abril de 2023 e as ações da companhia passaram a ser negociadas ex-dividendos em 24 de abril de 2023.

Unipar Carbocloro (UNIP6)

Os acionistas da Unipar Carbocloro (UNIP6) aprovaram a distribuição de dividendos adicionais no valor de R$ 109,4 milhões, deduzidos dos valores já antecipados em 2022.

Já o montante de dividendos adicionais à conta de reserva de investimentos, será de R$ 82,9 milhões, sendo o valor total e
unitário por ação de cada espécie e classe conforme abaixo:

Farão jus aos dividendos adicionais referidos acima os detentores de ações da companhia em 20 de abril de 2023. O pagamento dos dividendos será realizado a partir de 04 de maio de 2023, sem remuneração ou atualização monetária, e as ações da empresa passarão a ser negociadas ex-dividendos na B3 S.A. – Brasil, Bolsa, Balcão a partir de 24 de abril de 2023.

(com Estadão Conteúdo)