Fique de olho

Os 5 assuntos que vão movimentar o mercado nesta sexta-feira

Bolsas mundiais sobem forte com avanços para tratar coronavírus e planos para reabrir economia, ofuscando PIB da China; Maia X Bolsonaro e mais destaques

Donald Trump (Official White House Photo by Shealah Craighead)
Aprenda a investir na bolsa

Os mercados começam a sexta-feira com viés de alta, após a notícia amplamente divulgada pela imprensa americana de que a farmacêutica Gilead desenvolveu um remédio que seria eficaz contra o coronavírus. O remédio foi testado em 125 pacientes graves em Chicago; a maioria foi curada e apenas dois morreram, informa a CNN.

A notícia embalou as bolsas de valores ao redor do mundo: as da Ásia fecharam em alta, as da Europa abriram em sólido avanço e os futuros de Nova York estão positivos. Tudo isso, apesar da economia chinesa ter registrado o pior primeiro trimestre desde 1992, com retração de 6,8% no PIB. No Brasil, o Senado deve votar hoje em segundo turno o chamado “orçamento de guerra”.

Nos Estados Unidos, FMI e Banco Mundial fazem reunião pela manhã, e a Procter & Gamble deve divulgar prévia do primeiro trimestre. No Brasil a Vale também deve publicar seus resultados relativos ao primeiro trimestre. No noticiário corporativo, destaque também para a prévia da construtora e incorporadora Helbor.

1.Bolsas mundiais

Aprenda a investir na bolsa

Os mercados ao redor do mundo indicam uma sexta-feira de ganhos. Apesar da economia chinesa ter apresentado uma contração de 6,8% no PIB do primeiro trimestre deste ano, maior que a projeção da agência Bloomberg, que era de uma queda de 6%, e pior resultado desde 1992, os mercados estão embalados pela notícia de que um remédio do laboratório Gilead é efetivo contra o coronavírus.

A droga, chamada Remdesivir, foi ministrada a 125 pacientes em um hospital de Chicago. Em questão de dias, a maioria foi curada e apenas dois morreram, informa a CNN. A Gilead informou que publicará o estudo completo no final de abril.

Outras duas notícias que tracionam os mercados são a retomada das atividades da Boeing em 20 de abril e o plano para “reabrir” a economia americana em três etapas, anunciado ontem pelo presidente do país, Donald Trump.

Veja o desempenho dos mercados, às 7h34 (horário de Brasília):

Nova York
*S&P 500 Futuro (EUA), +2,78%
*Nasdaq Futuro (EUA), +2,46%
*Dow Jones Futuro (EUA), +2,93%

Europa
*Dax (Alemanha), +3,90%
*FTSE (Reino Unido), +3,26%
*CAC 40 (França), +3,77%
*FTSE MIB (Itália), +2,46%

PUBLICIDADE

Ásia
*Nikkei (Japão), +3,15% (fechado)
*Kospi (Coreia do Sul), +3,09% (fechado)
*Hang Seng (Hong Kong), +1,56% (fechado)
*Xangai (China), +0,66% (fechado)

*Petróleo WTI, -6,24%, a US$ 18,63 o barril
*Petróleo Brent, +2,12%, a US$ 28,41 o barril

**Contratos futuros do minério de ferro negociados na bolsa de Dalian fecharam em alta de 1,32%, cotados a 612.000 iuanes, equivalentes a US$ 86,53 (nas últimas 24 horas). USD/CNY= 7,0773 (+0,01%)

*Bitcoin, US$ 7.119,00 -0,58%

2. Indicadores econômicos

A Fundação Getúlio Vargas (FGV) divulgará na manhã de hoje a inflação no segundo decêndio de abril, medida pelo IGP-M. A FGV também publicará pela manhã o IPC-S de abril nas capitais.

Às 11h, sai nos EUA índice de indicadores antecedentes de março, com estimativa de queda de 7,2%,; presidente do Federal Reserve de Saint Louis, James Bullard, participa de painel às 10h.

3. Política

O presidente Jair Bolsonaro acusou o presidente da Câmara dos Deputados, Rodrigo Maia (DEM-RJ) de conspirar para tirá-lo do poder. “Parece que a intenção é me tirar do governo. Quero crer que esteja equivocado”, afirmou o mandatário. Maia respondeu que Bolsonaro tenta desviar a atenção da demissão do ministro da Saúde, Luiz Henrique Mandetta, que ontem foi demitido pelo presidente. “Ele não vai ter de mim ataques”, disse Maia. Confira mais clicando aqui. 

Bolsonaro nomeou o oncologista carioca Nelson Teich, de 62 anos, para comandar a Saúde. Em uma live no Facebook com Teich, o mandatário voltou a criticar governadores e prefeitos pelas medidas de isolamento social para atrasar a difusão do coronavírus. O discurso de Bolsonaro foi acompanhado por panelaços em São Paulo, Rio de Janeiro e Brasília.

PUBLICIDADE

 

4. Pandemia

A cidade de São Paulo já tem três hospitais com UTI lotadas na Zona Leste. Com a lotação das UTI na maioria dos hospitais na Região Metropolitana de São Paulo, o governo estadual estuda transferir pacientes atingidos pelo coronavírus para o interior, onde a pressão por atendimento ainda não é tão forte, informa o jornal O Estado de S. Paulo. No Ceará, os leitos de UTI específicos para pacientes do Covid-19 já estão todos lotados.

A lotação ocorreu cinco dias antes do previsto e a estimativa é a de que 250 pessoas morram por dia da doença a partir de 5 de maio, caso o governo estadual não consiga ampliar a infraestrutura, informa a Folha de S. Paulo. Segundo matéria do jornal O Globo, há risco de colapso nas redes públicas de Saúde nos Estados de São Paulo, Rio de Janeiro, Pernambuco, Amazonas e no Distrito Federal. O governo federal pode negociar com hospitais privados reforço nos leitos. Na noite de ontem, o Brasil tinha 30.425 casos confirmados do coronavírus e 1.924 mortes.

5. Noticiário corporativo 

A construtora e incorporadora imobiliária Helbor publicou prévia do primeiro trimestre de 2020 e informou que obteve vendas de R$ 242,5 milhões no período, uma expansão de 10,1% sobre igual período do dação ano passado. A Helbor não realizou nenhum lançamento no trimestre e 72% das suas vendas foram de unidades prontas.

Em outra notícia, a indústria têxtil Döhler de Joinville (SC) informou que pretende aumentar seu capital social em R$ 45 milhões, com a emissão de 15,1 milhões de novas ações, entre ordinárias e preferenciais. A empresa catarinense também pretende iniciar a negociação dos seus papéis na B3 a partir de 5 de maio.

A agenda destaca relatório de produção da Vale, após o fechamento, e entrevista da Petrobras sobre ações de resiliência adotadas diante dos impactos da pandemia e do choque dos preços de petróleo, com transmissão pela internet, às 12h.

Como se tornar um trader consistente? Aprenda em um curso gratuito os set-ups do Giba, analista técnico da XP, para operar na Bolsa de Valores!