Orizon (ORVR3) precifica follow-on; Eletrobras (ELET3), Assaí (ASAI3), Guararapes (GUAR3) e mais empresas pagarão dividendos e JCP

Confira os principais destaques do noticiário corporativo desta sexta-feira (28)

Felipe Moreira

Publicidade

O radar corporativo desta sexta-feira (28) traz a distribuição de dividendos e juros sobre capital próprio (JCP) de várias empresas listadas em Bolsa.

Um dos destaques fica para a Eletrobras (ELET3; ELET6). A elétrica aprovou a distribuição de dividendos mínimos obrigatórios no valor de R$ 864 milhões.

O Assaí (ASAI3) aprovou a distribuição de dividendos no montante de R$ 67,5 milhões.

Masterclass

As Ações mais Promissoras da Bolsa

Baixe uma lista de 10 ações de Small Caps que, na opinião dos especialistas, possuem potencial de valorização para os próximos meses e anos, e assista a uma aula gratuita

E-mail inválido!

Ao informar os dados, você concorda com a nossa Política de Privacidade.

A Guararapes (GUAR3), por sua vez, pagará, em 22 de maio e em 22 de novembro de 2023, JCP no valor bruto de R$ 30 milhões.

Ibovespa hoje: acompanhe o que movimenta Bolsa, Dólar e Juros Ao Vivo

Usiminas (USIM5), Cemig (CMIG4), Vivara (VIVA3), Cyrela (CYRE3) e outras empresas também pagarão proventos a acionistas.

Continua depois da publicidade

A Orizon (ORVR3) aprovou o aumento de capital social da companhia no âmbito da oferta primária de ações, no montante de R$ 91,1 milhões, equivalentes ao preço de subscrição de R$ 34,00 por ação.

A Suzano (SUZB3) lucrou 49% menos no 1º trimestre de 2023, atingindo R$ 5,24 bilhões.

Já a Cielo (CIEL3) lucrou R$ 441 milhões no 1º trimestre de 2023, alta anual de 139%.

A Multiplan (MULT3), por sua vez, lucrou R$ 207,2 milhões no 1º trimestre, alta de 20,8% na base anual.

A Hypera (HYPE3) teve baixa de 2,9% no lucro no primeiro trimestre, para R$ 339,4 milhões.

Confira mais destaques:

Orizon (ORVR3)

O Conselho de Administração da Orizon (ORVR3) aprovou o aumento de capital social da companhia no âmbito da Oferta Primária, no montante de R$ 91,1 milhões, equivalentes ao preço de subscrição de R$ 34,00 por ação.

Em razão do aumento do Capital, o capital social da Companhia passará de R$ 1 bilhão, dividido em 80.270.889 ações ordinárias, para R$ 1,091 bilhão, dividido em 82.950.889 ações ordinárias.

As Ações emitidas no âmbito da Oferta passarão a ser negociadas na B3 S.A. – Brasil, Bolsa, Balcão (B3) a partir de 2 de maio de 2023,

Eletrobras (ELET3;ELET6)

A Eletrobras (ELET6) anunciou a distribuição de R$ 864 milhões em dividendos mínimos obrigatórios.

O valor total dos dividendos a serem pagos aos acionistas titulares de ações preferenciais de classe “A” é de R$ 292 mil, equivalente a R$ 2,052458330936660 por papel.

Já o valor das ações preferenciais de classe “B” é de R$ 418,1 milhões, equivalente a R$ 1,493651682000000 por ação preferencial de classe “B”.

Enquanto o valor da ação preferencial de classe especial (golden share), que é de R$ 0,220928937550673 por ação preferencial de classe especial (golden share).

A companhia informa que o valor das ações ordinárias é de R$ 444.974.508,36, equivalente a R$ 0,220928937550673 por ação.

Os acionistas que possuíam ações da companhia na data da assembleia, em 27 de abril de 2023, terão direito ao recebimento dos dividendos.

Assaí (ASAI3)

O Assaí (ASAI3) comunicou que, na Assembleia Geral Ordinária e Extraordinária da empresa realizada na última quinta, foi aprovada a distribuição de dividendos no montante de R$ 67,5 milhões, equivalente a R$ 0,0500185431139003 por ação ordinária de emissão da companhia.

Para os detentores de ações da companhia negociadas na B3 S.A. – Brasil, Bolsa, Balcão (B3), o pagamento dos dividendos será efetuado em 26 de junho de 2023, com base na posição acionária de 27 de abril de 2023.

As ações de emissão da companhia serão negociadas “ex-dividendos” na B3 a partir do dia 28 de abril de 2023.

Guararapes (GUAR3)

A Guararapes (GUAR3) informou que pagará, em 22 de maio e em 22 de novembro de 2023, os Juros Sobre Capital Próprio (JCP) no valor bruto de R$ 30.001.766,14, correspondente a R$ 0,0601 por ação. O pagamento ocorrerá em 22 de maio de 2023.

Já o pagamento de JCP no valor bruto de R$ 30.101.605,63, correspondente a R $0,0603 por ação. O pagamento ocorrerá em 22 de novembro de 2023.

Enquanto o JCP no valor bruto de R$ 10.033.868,54, correspondente a R$ 0,0201 por ação, será pago em 22 de novembro de 2023.

SLC (SLCE3)

A SLC aprovou o pagamento de dividendos no valor de R$ 601,9 milhões, sendo que deste total R$ 70,9 milhões já foram distribuídos antecipadamente.

O montante total ainda pendente de distribuição é R$ 530,9 milhões, correspondentes a R$ 2,59718105 por ação ordinária.

Os dividendos serão de direito dos acionistas da companhia com ações em 04 de maio de 2023. As ações serão negociadas “ex-direito” aos dividendos a partir do dia 05 de maio de 2023.

O pagamento será feito no dia 18 de maio de 2023.

Aumento de capital

Os acionistas da companhia também aprovaram aumento do capital social da companhia em R$ 500 milhões, passando este de
R$ 1,512 bilhão para R$ 2,012 bilhões, mediante a capitalização de parte do saldo da conta “Reserva Estatutária”.

Vivara (VIVA3)

A Vivara (VIVA3) aprovou o pagamento de dividendos no montante total de R$ 85,7 milhões, equivalente a R$ 0,36 por ação ordinária de emissão da companhia.

Terão direito ao dividendo declarado as pessoas inscritas como acionistas da Companhia na data-base de 27 de abril de 2023, respeitadas as negociações realizadas até essa data.

As ações da Companhia serão negociadas “ex-dividendos” a partir de 28 de abril de 2023.

Os dividendos serão pagos até 31 de maio de 2023.

Plano&Plano (PLPL3)

A Plano&Plano (PLPL3) aprovou o pagamento de dividendos no valor de R$ 31,7 milhões, correspondente a R$ 0,16014087543 por ação ordinária de emissão da companhia.

Terão direito ao dividendo declarado as ações da Companhia adquiridas e mantidas até a data-base de 28 de abril de 2023.

As ações da empresa serão negociadas “ex-dividendos” a partir de 02 de maio de 2023.

O pagamento dos dividendos será realizado no dia 31 de maio de 2023.

Mahle Metal Leve ([ativo=LEVE4])

Os acionistas da Metal Leve aprovaram o pagamento de dividendos, sendo distribuídos da seguinte forma:

Serão distribuídos dividendos mínimos obrigatórios remanescentes (Exercício Referência – 2022) no valor de R$ 32.245.101,21, correspondendo a R$ 0,251316164 por ação ordinária. Além de R$ R$ 244.133.918,04, correspondendo a R$ 1,902687663 por ação ordinária, a título de dividendos adicionais.

Também foi aprovada a distribuição de dividendos adicionais propostos sobre os lucros remanescentes de exercício anterior (Exercício Referência – 2019) no valor de R$ 175.570.632,60, correspondendo a R$ 1,368347636 por ação ordinária.

Os dividendos serão pagos em 26 de maio de 2023, levando em consideração a posição acionária em 27 de abril de 2023.

Petrobras (PETR3;PETR4)

Em comunicado enviado ao mercado na noite de quinta, a Petrobras (PETR3;PETR4) confirmou que seus acionistas aprovaram em Assembleia Geral Ordinária (AGO) a remuneração aos acionistas relativa ao Exercício Social de 2022 no valor de R$ 17,06202044 por ação (ordinária ou preferencial) em circulação. Esse valor inclui os pagamentos realizados ao longo de 2022 e o dividendo complementar a ser pago a partir do dia 19 de maio de 2023.

O dividendo complementar equivale a R$ 2,74573369 por ação (ordinária ou preferencial) em circulação. Considerando a atualização monetária pela taxa SELIC de 31 de dezembro de 2022 até hoje, esse valor tem um acréscimo de R$ 0,11382822 por ação. Desta forma, o valor total bruto a ser distribuído aos acionistas, considerando a atualização monetária até hoje, é equivalente a R$ 2,85956192 por ação.

Usiminas (USIM5)

Os acionistas da Usiminas (USIM5) aprovaram o pagamento de dividendos no montante de R$ 383,7 milhões, correspondente a R$ 0,29887933082 por ação ordinária e R$ 0,32876726390 por ação preferencial.

O pagamento dos proventos será efetuado no dia 27 de junho de 2023 aos acionistas titulares de ações de emissão da companhia na data base de 27 de abril de 2023.

Dessa forma, as ações de emissão da Usiminas passarão a ser negociadas “ex-dividendos” a partir do dia 28 de abril de 2023.

Cemig (CMIG4)

A Cemig ratificou a distribuição de juros sobre capital próprio no valor de R$ 1,983 bilhão, correspondentes a R$ 0,78 por ação ON e PN, dividas em duas parcelas iguais (junho e dezembro). Deste montante, R$ 245 milhões, equivalente a R$ 0,14473821881 por ação ordinária ou preferencial, já foram pagos em 30 de dezembro de 2022.

Além dos JCP, a Cemig aprovou dividendos no valor de R$ 248,8 milhões, equivalentes a R$ 0,11306986008 por ação ordinária/preferencial.

Farão jus aos dividendos os acionistas que tiverem seus nomes inscritos na base acionária da Cemig no dia 27 de abril. O pagamento dos dividendos também será dividido em duas parcelas iguais: 50% até 30 de junho e 50% até 30 de dezembro de 2023.

Cyrela (CYRE3)

A Cyrela (CYRE3) informou que seus acionistas aprovaram a distribuição de dividendos mínimos obrigatórios pela companhia, no montante total de R$ 192,1 milhões, equivalente a R$ 0,5112946042 por ação ordinária de emissão da companhia.

Terão direito ao dividendo declarado as pessoas inscritas como acionistas da companhia na data-base de 2 de maio de 2023.

As ações da Cyrela serão negociadas “ex-dividendos” a partir de 3 de maio de 2023.

O pagamento dos dividendos no Brasil será realizado integralmente em moeda corrente nacional até o final de exercício de 2023, conforme parcelas e datas a serem fixadas por deliberação da Diretoria da companhia.

Suzano (SUZB3)

A Suzano (SUZB3) registrou um lucro líquido de R$ 5,243 bilhões no primeiro trimestre de 2023 (1T23), queda anual, queda anual de 49%, mas praticamente em linha com o esperado pelo consenso Refinitiv, que apontava lucro de R$ 5,26 bilhões.

O menor lucro líquido em comparação ao 1T22, segundo a companhia, é explicado pela variação negativa no resultado financeiro, como resultado da desvalorização cambial sobre a dívida e sobre a marcação a mercado das operações com derivativos, parcialmente compensado pelo aumento no resultado operacional, por sua vez em função da elevação da receita líquida, a despeito do maior Custo de Produtos Vendidos (CPV) e maior despesas gerais e administrativas (SG&A).

Cielo (CIEL3)

A Cielo (CIEL3) lucrou de forma líquida e recorrente R$ 441 milhões no primeiro trimestre de 2023 (1T23), montante 139% superior ao reportado no mesmo intervalo de 2022.

Segundo a companhia, o resultado foi impulsionado pela sólida melhora nos fundamentos operacionais de Cielo Brasil e Cateno, e pela conclusão da agenda de desinvestimentos, que impactou positivamente a linha de Outras Controladas.

O lucro antes juros, impostos, depreciação e amortização (Ebitda, na sigla em inglês) recorrente totalizou R$ 994,4 milhões no primeiro trimestre de 2023, um crescimento de 39,8% em relação ao 1T22.

Hypera (HYPE3)

A Hypera (HYPE3) obteve lucro líquido das operações continuadas de R$ 339,4 milhões no primeiro trimestre de 2023 (1T23), montante 2,9% inferior ao reportado no mesmo intervalo de 2022.

O lucro antes juros, impostos, depreciação e amortização (Ebitda, na sigla em inglês) das operações continuadas totalizou R$ 580,3 milhões no 1T23, uma elevação de 16,1% em relação ao 1T22.

Multiplan (MULT3)

A Multiplan (MULT3) reportou lucro líquido de R$ 207,2 milhões no primeiro trimestre de 2023 (1T23), o que representa um crescimento de 20,8% frente a mesma etapa de 2022.

O lucro antes juros, impostos, depreciação e amortização (Ebitda, na sigla em inglês) ajustado totalizou R$ 367,6 milhões no 1T23, um crescimento de 20,4% em relação ao 1T22.

JSL (JSLG3)

A JSL (JSLG3), empresa de logística da Simpar (SIMH3), reportou um lucro líquido 18,9% menor no primeiro trimestre de 2023 em relação a igual período do ano passado, chegando a R$ 26,8 milhões.

Alpargatas (ALPA4)

Roberto Funari, CEO da Alpargatas (ALPA4), renunciou ao cargo. Ele ocupava a presidência do grupo há quatro anos. A decisão foi aceita pelos membros do conselho de administração da companhia.

O conselheiro Luiz Fernando Ziegler de Saint Edmond irá exercer, interinamente, o cargo de presidente da Alpargatas. Segundo a companhia, o sucessor de Funari será “apontado oportunamente”.

JBS (JBSS3)

A JBS (JBSS3) comunicou que Wesley Batista Filho assumirá como CEO da JBS USA a partir de 1º de maio de 2023. O atual CEO da JBS USA, Tim Schellpeper, tomou a decisão de se aposentar de seu cargo.

Wesley Batista Filho, com mais de 13 anos de experiência na Companhia, iniciou sua carreira na JBS em 2011. Durante sua gestão, ocupou diversas funções estratégicas, incluindo a de Presidente da JBS Canadá, Presidente da JBS USA Fed Beef, CEO da Seara e CEO da JBS Brasil.