Radar InfoMoney

NotreDame (GNDI3) deixa de ser negociada; Energisa (ENGI11) e Cosan (CSAN3) concluem compras; balanço do BB (BBAS3) após fechamento e mais

Confira os destaques do noticiário corporativo na sessão desta segunda-feira (14)

Por  Equipe InfoMoney -

O noticiário corporativo desta segunda-feira (14) tem como destaque a divulgação dos balanços de Banco do Brasil (BBAS3), Raízen (RAIZ4), Engie (ENGI11), Itaúsa (ITSA4), e São Martinho (SMTO3).

Já as ações da NotreDame Intermédica (GNDI3) deixam de ser negociadas na Bolsa hoje (14).

A Energisa (ENGI11) e Cosan (CSAN3) informaram a conclusão de aquisições.

Confira os destaques:

Banco do Brasil (BBAS3)

O Banco do Brasil (BBAS3) divulgará seus resultados do quarto trimestre de 2021, após o fechamento do mercado. O consenso é de lucro líquido recorrente de R$ 4,97 bilhões no trimestre.

NotreDame Intermédica (GNDI3) e Hapvida (HAPV3)

A partir desta segunda, as ações da NotreDame Intermédica (GNDI3) deixam de ser negociadas na Bolsa. Os papéis serão incorporados à Hapvida (HAPV3) e os investidores que tinham papéis GNDI3 receberão os papéis da HPAV3 na quarta-feira (16).

Além disso, a NotreDame Intermédica comunicou que, como parte da operação para a combinação de negócios com a Hapvida (HAPV3), os membros do conselho de administração Plínio Villares Musetti, T. Devin O’Reilly, Christopher Riley Gordon, Irlau Machado Filho, Ana Paula de Assis Bogus, Michel David Freund e José Luiz Teixeira Rossi, apresentaram, em 11 de fevereiro, as renúncias aos respectivos cargos.

Cosan (CSAN3

A Cosan (CSAN3) concluiu a aquisição de 51% do capital social do TUP Porto São Luís. Com a conclusão desta etapa, a companhia passa a deter 100% da participação societária do Porto.

Energisa (ENGI11

A Energisa (ENGI11) concluiu a aquisição da Geogroup Paranaíta Transmissora de Energia SPE. A aquisição foi feita por meio da controlada direta Energisa Transmissão de Energia (ETE), pelo montante de R$ 102 milhões.

Allied (ALLD3

A Allied Tecnologia (ALLD3) espera a ocorrência de efeitos contábeis não recorrentes no balanço do quarto trimestre do ano passado (4TRI21). Entre os efeitos estão: ganho contábil não recorrente associado ao julgamento da exclusão do ICMS na base do PIS/Cofins; Perda contábil não recorrente associada à modulação do julgamento do ICMS-DIFAL.

Com estes fatores, a companhia espera um lucro líquido na faixa entre R$ 284 milhões de R$ 302 milhões em 2021. Sem esse efeito não recorrente, o lucro líquido esperado deve se situar entre R$ 255 milhões e R$ 266 milhões.

BK Brasil (BKBR3

A BK Brasil (BKBR3) recebeu a renúncia de Joshua Arthur Kobza do cargo de membro suplente do Conselho de Administração. Para o lugar dele foi eleito Renato Malacarne Rossi.

AES Brasil (AESB3)

A AES Brasil (AESB3) informou a renúncia de Leonardo Eleutério Moreno do cargo de conselheiro de administração da companhia. Como substituto foi escolhido Juan Ignacio Rubiolo.

Infracommerce (IFCM3

A Infracommerce (IFCM3) informou que encerrou no dia 10, o prazo para exercício do direito de retirada pelos acionistas dissidentes do capital social da Synapcom Comércio Eletrônico, adquirida pela IFCM3.

A companhia informa que, no período acima, nenhum acionista exerceu o direito de retirada, razão pela qual não haverá necessidade de pagamento do valor de reembolso na forma prevista no Aviso aos Acionistas divulgado em 11 de janeiro.

Equatorial (EQTL3)

A Equatorial (EQTL3) concluiu, sem ordens de venda por parte dos destinatários da oferta, a Oferta Pública de Aquisição (OPA) de ações da Companhia Estadual de Distribuição de Energia Elétrica –CEEE-D, do Rio Grande do Sul. Com isso, não foram realizadas aquisições de ações.

Aegea 

A Aegea aprovou a distribuição de R$ 16,6 milhões em  dividendos intercalares aos titulares de ações preferenciais classe C.

Procurando uma boa oportunidade de compra? Estrategista da XP revela 6 ações baratas para comprar hoje.

Compartilhe