Em mercados

FMI: Zona do Euro dispõe de recursos para capitalizar bancos espanhóis

Entretanto, UE destaca que não planeja ativar fundos de emergência para recapitalizar setor bancário da Espanha

SÃO PAULO - A diretora-gerente do FMI (Fundo Monetário Internacional), Christine Lagarde, afirmou nesta quinta-feira (19) que as autoridades espanholas estão trabalhando para resolver as dificuldades do setor bancário do país e que a Zona do Euro dispõe de recursos para ajudar, se necessário.

A chefe do FMI acrescentou ainda que gostaria de ver a estrutura dos mecanismos de proteção do bloco da moeda única modificada, de modo que os recursos fossem canalizados diretamente aos bancos, ao invés de para o governo espanhol, como é o caso atualmente.

Não é a intenção
De qualquer forma, o porta-voz da Comissão Europeia, Olivier Bailly, afirmou mais cedo que a União Europeia não tem planos para ativar seus fundos de emergência visando a recapitalizar bancos espanhóis, acrescentando que a Espanha não tem necessidade de apelar aos fundos para isso.

"Não há planos para ativar o EFSF [Fundo Europeu de Estabilidade Financeira] ou o ESM [Mecanismo Europeu de Estabilidade Financeira] para dar suporte ou recapitalizar os bancos espanhóis", declarou Bailly.

Ele afirmou ainda que a UE só ativará os fundos para qualquer país se a recapitalização de bancos não for possível nos mercados e se o governo não conseguir fazer isso por si só. "Esse não é o caso da Espanha. Acreditamos que isso não é necessário para a Espanha", finalizou Bailly, segundo agências internacionais.

 

Contato