Em mercados

Ibovespa acompanha mercados externos e inicia pregão no campo positivo

Ampliação do programa de compra de ativos no Reino Unido e possível recapitalização de bancos europeus impulsionam pregão

SÃO PAULO - O Ibovespa mantém a trajetória positiva observada no pregão de quarta-feira (5) ao registrar ganhos de 1,39%, aos 51.721 pontos, na sessão desta quinta-feira (6), conforme a variação positiva observada nos mercados internacionais.

No Reino Unido, o BoE (Bank of England) anunciou a ampliação do programa de compra de ativos em £ 75 bilhões, para £ 275 bilhões, superando a expectativa de parte dos analistas do mercado - enquanto alguns não previam tal expansão, outros projetavam um incremento menor. Por outro lado, assim como o BCE (Banco Central Europeu), a instituição manteve a taxa básica de juro.

O presidente do BCE, Jean-Claude Trichet, também anunciou que irá retomar as operações de financiamento de doze meses às instituições financeiras e lançou um novo programa avaliado em € 40 bilhões para compra de títulos nos mercados primário e secundário, mas apenas aqueles que tenham garantias. O programa terá início em novembro e será totalmente implantado até outubro de 2012.

Além disso, o presidente da Comissão Europeia, José Manuel Durão Barroso, revelou que propôs aos países membros uma ação coordenada para recapitalizar os bancos da Europa, confirmando as declarações desta semana que indicavam para tal movimento, apesar de não revelar mais detalhes sobre a operação.

Ações
No campo positivo, os destaques do Ibovespa ficam por conta das ações preferenciais da TAM (TAMM4, R$ 29,45, +3,33%), ordinárias da Usiminas (USIM3, R$ 20,69, +2,48%), da B2W Varejo (BTOW3, R$ 14,15, +2,46%), preferenciais da Telemar Norte Leste (TMAR5, R$ 37,32, +2,41%) e ordinárias da BM&F Bovespa (BVMF3, R$ 9,00, +2,27%).

Análises
"Nesta quinta-feira o Ibovespa deverá novamente refletir o noticiário internacional, mas o dado divulgado para o IGP-DI de setembro em 0,75% (acima da expectativa de 0,65%) deverá também chamar a atenção do mercado, do lado negativo", pondera a equipe da Planner Corretora.

Já o analista técnico da Gradual Investimentos, Régis Chinchila, ressalta que a tendência de alta poderá seguir nesta sessão, buscando a resistência em 52.400 pontos. "A tendência de baixa continua no curto prazo, com suportes imediatos entre 50.000/49.500 pontos", alerta em relatório.

Aguardo por empregos nos EUA
Nos EUA, os pedidos de auxílio desemprego nos EUA na última semana avançaram de 395 mil para 401 mil, mas vieram praticamente em linha com as expectativas de 402 mil. No entanto, por aqui, o IGP-DI (Índice Geral de Preços - Disponibilidade Interna) revelou um avanço de 0,75% nos preços em setembro, ante alta de 0,14 ponto percentual frente ao mês anterior.

 

Contato