Disputa pelo Eliseu

Le Pen promete continuar enfrentando Macron após perder eleição presidencial na França

Política de extrema-direita francesa admitiu, no entanto, a derrota para o atual presidente, que se reelegeu com cerca de 58% dos votos

Por  Equipe InfoMoney -

A política de extrema-direita da França Marine Le Pen disse no domingo (24) que manterá a luta contra o presidente reeleito do país, Emmanuel Macron, no período que antecede as eleições parlamentares de junho.

Le Pen, no entanto, admitiu a derrota para o atual presidente francês, que se reelegeu com cerca de 58% dos votos.

“Os franceses mostraram nesta noite o desejo de uma forte oposição contra Emmanuel Macron, por uma oposição que continuará a defendê-los e protegê-los”, disse a política a apoiadores após projeções iniciais indicarem a sua derrota.

Leia também:

Após a vitória, Macron foi recebido por milhares de apoiadores nas proximidades da Torre Eiffel e afirmou em discurso que os próximos cinco anos não serão fáceis e que será presidente de uma França dividida.

“Já não sou o candidato de alguns, mas o presidente de todos”, afirmou Macron, que também derrotou Le Pen na eleição anterior, em 2017 — mas por uma diferença muito maior.

* Com informações da Reuters

Cadastre-se na IMpulso e receba semanalmente um resumo das notícias que mexem com o seu bolso — de um jeito fácil de entender:
Concordo que os dados pessoais fornecidos acima serão utilizados para envio de conteúdo informativo, analítico e publicitário sobre produtos, serviços e assuntos gerais, nos termos da Lei Geral de Proteção de Dados.
check_circle_outline Sua inscrição foi feita com sucesso.
error_outline Erro inesperado, tente novamente em instantes.
Compartilhe