Fim do processo

Juiz encerra recuperação judicial da Fertilizantes Heringer (FHER3), e ação dispara 12%

Decisão diz que empresa ‘tem plena capacidade operacional, bem como é capaz de se autogerir sem a necessidade da tutela do Estado’

Por  Lucas Sampaio -

O juiz Anderson Pestana de Abreu, da 2ª Vara da Comarca de Paulínia (SP), encerrou a recuperação judicial da Fertilizantes Heringer S/A (FHER3), e as ações da empresa subiram mais de 12% na Bolsa na terça-feira (22), mesmo dia da decisão.

Hoje, os papéis são negociados a R$ 16,41 por volta das 11h30 (queda de 2,25% em relação ao fechamento de ontem).

Abreu afirmou na decisão que “está cristalina a recuperação da empresa” e que ela “tem plena capacidade operacional, bem como é capaz de se autogerir sem a necessidade da tutela do Estado para cada ato negocial que pretenda fazer”.

O juiz destacou também que o endividamento total da empresa diminuiu em 8% e que protelar o encerramento da RJ seria “atuar como agente fomentador de querelas judiciais desnecessárias”.

A Fertilizantes Heringer protocolou em meados de fevereiro o pedido para encerrar sua recuperação judicial (RJ), e nos últimos 30 dias os papéis da empresa já subiram 19,67% na B3.

Leia também:

Ao fazer o pedido, a empresa afirmou ao mercado que já havia se passado dois anos do início do processo e que ela estava cumprindo as obrigações assumidas no plano de recuperação — e as ações disparam na Bolsa, chegando a subir mais de 10%.

O juiz pediu ao administrador judicial da empresa que se manifestasse sobre o pedido. No relatório sobre a saúde financeira da companhia, o administrador disse que a Fertilizantes Heringer teve uma receita líquida de R$ 4,29 bilhões em 2021, com destaque para um crescimento de 91% das vendas entre abril e julho, e lucro de R$ 630,2 milhões.

“As análises das informações disponibilizadas apontarem que a Fertilizantes Heringer vem operando normalmente, sendo que os custos continuam consumindo grande parte da receita auferida. Entretanto, vem obtendo lucros mensais no exercício de 2021, refletido no resultado superavitário acumulado até dezembro”, apontava o relatório do administrador judicial.

Papel com oscilações bruscas

Historicamente, os papéis da empresa nunca tiveram muita liquidez, o que contribui para a sua volatilidade. A ação ganhou fôlego a partir de 2019, quando a empresa entrou com pedido de RJ para negociar uma dívida de mais de R$ 2 bilhões.

Na época, a Fertilizantes Heringer informou ao mercado sobre a suspensão de atividades em nove unidades de produção, o que derrubou praticamente pela metade a capacidade de produção da companhia, que era de 6,2 milhões de toneladas.

Em 14 de junho de 20212, a ação FHER3 despencou mais de 43% e a CVM (Comissão de Valores Mobiliários) questionou a empresa sobre o que poderia ter motivado a queda. A empresa respondeu que não havia razão para o movimento, a não ser a baixa liquidez do papel.

Mas, até dois dias antes, a ação vinha acumulando alta de 800% no ano e chegou a ser negociada acima de R$ 46 (atualmente, é negociado na casa dos R$ 16 mesmo com a valorização recente).

Procurando uma boa oportunidade de compra? Estrategista da XP revela 6 ações baratas para comprar hoje.

Compartilhe