5 assuntos

Índices futuros dos EUA caem, investidores monitoram situação da Ucrânia e mais assuntos que vão movimentar o mercado hoje

Semana também é marcada pela volta do mercado chinês após feriado lunar, com alta da bolsa de Xangai

Por  Equipe InfoMoney -

As bolsas asiáticas fecharam em queda (exceção à China) e os futuros em Wall Street recuam nesta segunda-feira (7). 

Os investidores continuaram a monitorar a situação na Ucrânia, depois que a Casa Branca alertou que a Rússia pode invadir a Ucrânia a qualquer momento e a notícia de que o presidente francês, Emmanuel Macron, se preparou para uma viagem a Moscou. 

Na Ásia, os mercados chineses voltaram do feriado do Ano Novo Lunar com um salto importante (+2,03% de alta em Xangai), enquanto o índice Hang Seng (Hong Kong), que retornou do intervalo na sexta-feira, fechou em ligeira queda.

No Brasil, após uma semana marcada por mais uma alta de juros, com a taxa Selic chegando a 10,75% ao ano, o mercado conhecerá, na próxima terça-feira (8), os próximos passos da política monetária com a divulgação da ata do Copom.

Na quarta-feira (9), será conhecida a inflação de janeiro medida pelo Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA). O Itaú prevê variação mensal de 0,55%. “A leitura deve continuar pressionada por itens industriais (especialmente no grupo de transportes, com preços mais altos de veículos novos e usados), serviços (em especial alimentação fora de casa e aluguéis) e alimentação em casa (explicada por uma pressão sazonal natural em janeiro, devido a condições climáticas”, diz a análise do banco.

O noticiário corporativo será influenciado nos próximos dias pelos relatórios de produção da Vale e Petrobras e balanços do Bradesco, Itaú e Usiminas.

Nesta segunda, BB Seguridade (BBSE3) divulga seu balanço antes do início do pregão, enquanto Porto Seguro (PSSA3) revela seus números após o fechamento da bolsa.

Confira os destaques desta sessão:

1. Bolsas Mundiais

Estados Unidos

Os índices futuros dos EUA recuam nesta manhã, após S&P 500 registrar melhor semana do ano, impulsionado por relatórios de ganhos trimestrais e um relatório de emprego de janeiro melhor que o esperado.

O Departamento do Trabalho divulgou na última sexta-feira (4) que 467.000 empregos foram criados em janeiro, bem acima dos 150.000 economistas consultados pela Dow Jones esperavam.

Veja o desempenho dos mercados futuros:

  • Dow Jones Futuro (EUA), -0,16%
  • S&P 500 Futuro (EUA), -0,13%
  • Nasdaq Futuro (EUA), -0,17%

Ásia

Os mercados asiáticos fecharam mistos, após o feriado do Ano Novo Lunar na semana passada. O destaque foi a alta de 2,03% da bolsa de Shanghai.

  • Shanghai SE (China), +2,03% (fechado)
  • Nikkei (Japão), -0,70% (fechado)
  • Hang Seng Index (Hong Kong), +0,03% (fechado)
  • Kospi (Coreia do Sul), -0,19 (fechado)

Europa

Os mercados europeus operam mistos à medida que os investidores continuaram a considerar os dados de empregos da semana passada dos EUA e as decisões do banco central na Europa.

  • FTSE 100 (Reino Unido), +0,12%
  • DAX (Alemanha), +0,47%
  • CAC 40 (França), +0,33%
  • FTSE MIB (Itália), -0,51%

Commodities

Os preços do petróleo recuam após subirem para novas máximas de sete anos na sexta, em meio às expectativas de que a oferta global permaneceria apertada à medida que a demanda aumenta e minimiza os sinais de progresso nas negociações nucleares EUA-Irã.

  • Petróleo WTI, -1,06%, a US$ 91,33 o barril
  • Petróleo Brent, -0,56%, a US$ 92,75 o barril
  • Minério de ferro negociado na bolsa de Dalian teve alta de 2,45%, a 817 iuanes, o equivalente a US$ 128,48

Bitcoin

  • Bitcoin, +2,36% a US$ 42.636,52

2. Agenda

Após uma semana marcada por mais uma alta de juros, com a taxa Selic chegando a 10,75% ao ano, o mercado conhecerá, na próxima quarta-feira (9), a inflação do último mês de janeiro medida pelo Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA). É um dos principais indicadores da semana e que pode impactar a postura do Banco Central sobre o ciclo de aperto monetário no país.

O Itaú prevê variação mensal de 0,55%. “A leitura deve continuar pressionada por itens industriais (especialmente no grupo de transportes, com preços mais altos de veículos novos e usados), serviços (em especial alimentação fora de casa e aluguéis) e alimentação em casa (explicada por uma pressão sazonal natural em janeiro, devido a condições climáticas”, diz a análise do banco.

Na terça-feira, o Copom divulgará a ata de sua última reunião, provavelmente dando mais pistas sobre o que pretende para os próximos passos da política monetária.

Confira a a agenda desta segunda:

Brasil

8h: IGP-DI

8h: Indicador de Antecedente de Emprego

8h: Boletim Focus

10h: Venda de veículos, Anfavea

15h: Balança Comercial

3. “PEC Kamikaze” prevê desoneração para energia, auxílio diesel e subsídio para gás

A Proposta de Emenda à Constituição (PEC) elaborada pelo senador Carlos Fávaro (PSD-MT), chamada pela equipe econômica de “PEC Kamikaze”, permite que a União repasse até R$ 5 bilhões a Estados e municípios, para projetos de mobilidade urbana que beneficiem idosos. Além disso, determina um auxílio diesel de R$ 1.200 para caminhoneiros e eleva de 50% para 100% o subsídio ao gás de cozinha para famílias de baixa renda.

De acordo com a equipe econômica, a PEC geraria uma perda de receita de aproximadamente R$ 100 bilhões, visto que R$ 75 bilhões são de reduções de impostos sobre combustíveis e energia.

O texto foi protocolado na última quinta-feira, mas ainda depende da assinatura de 27 senadores para seguir adiante.

Bolsonaro volta a defender revisão de tributos sobre combustíveis e minimiza perdas fiscais

O presidente Jair Bolsonaro voltou a defender, neste domingo, a revisão da carga tributária sobre combustíveis e minimizou perdas fiscais com propostas em tramitação no Congresso. 

Para Bolsonaro, a composição do preço dos combustíveis “é bastante grave”. “Tem que pensar no povo, não no Estado. Em primeiro lugar, a população”, disse, ao chegar ao Alvorada. O presidente voltou a jogar a culpa pelo valor elevado dos combustíveis na cobrança do ICMS definida pelos governadores. “Desde janeiro de 2019, o valor, por parte do governo federal, sempre foi o mesmo. Já no tocante ao ICMS, quase dobrou o valor desses impostos”, declarou.

BC amplia acesso à depósitos remunerados

O Banco Central ampliará o acesso aos depósitos voluntários remunerados para fins de política monetária para instituições financeiras a partir de segunda-feira. O BC passará a acolher depósitos de instituições financeiras titulares de conta de Reservas Bancárias ou de Conta de Liquidação. Atualmente, o acesso é facultado somente às instituições credenciadas a operar como dealers com o Demab.

Déficit na indústria atinge pior resultado desde 2015

O déficit comercial da indústria de transformação aumentou no ano passado, atingindo US$ 53,3 bilhões. Foi o pior resultado desde 2015, mesmo num ano em que o superávit total da balança fechou em nível recorde. Em 2019, o saldo da indústria foi negativo em US$ 42 bilhões, segundo o Instituto de Estudos para o Desenvolvimento Industrial. 

 

4. Covid

No Brasil, a média móvel de mortes por Covid em 7 dias no Brasil ficou em 767, elevação de 149% em comparação com o patamar de 14 dias antes, segundo informações do consórcio de veículos de imprensa, às 20h.  O Brasil registrou neste domingo 420 mortes pela Covid-19 nas últimas 24 horas, totalizando 632.289 óbitos desde o início da pandemia.

A média móvel de novos casos em sete dias foi de 169.301, o que representa alta de 13% em relação ao patamar de 14 dias antes. 

Chegou a 150.824.709 de pessoas totalmente imunizadas contra a Covid no Brasil, o equivalente a 70,21% da população.

O número de pessoas que tomaram ao menos a primeira dose de vacinas atingiu 166.598.264 pessoas, o que representa 77,55% da população.

A dose de reforço foi aplicada em 49.981.526 pessoas, ou 23,27% da população.

Fiocruz identifica casos de variante da Ômicron nos Estados do Rio de Janeiro e Santa Catarina.

A Fiocruz identificou dois casos de variante da Ômicron nos Estados do Rio de Janeiro e Santa Catarina.

A Secretaria de Saúde de SP já havia identificado dois outros casos esta semana em Sorocaba e Guarulhos.

O Governo de SP avalia 4ª dose da vacina contra a covid-19 para toda a população do Estado.

5. Radar Corporativo

Petrobras (PETR3;PETR3)

A Petrobras (PETR3;PETR4) finalizou a venda de sua participação em sete concessões, denominadas Polo Alagoas, para a empresa Origem Energia S.A (antiga Petro+). A operação foi concluída após o recebimento, pela Petrobras de US$ 240 milhões.

O valor recebido no fechamento se soma ao montante de US$ 60 milhões pagos à Petrobras na assinatura do contrato de venda, totalizando US$ 300 milhões.

Segundo a Petrobras, essa operação está alinhada à estratégia de gestão de portfólio e à melhoria de alocação de capital, “visando à maximização de valor e maior retorno à sociedade”.

A estatal também confirmou que vendeu a Unidade de Fertilizantes Nitrogenados III (UFN-III), no município de Três Lagoas, no Mato Grosso do Sul, para o grupo russo Acron.

Gol (GOLL4)

A Gol (GOLL4) registrou em janeiro um aumento de 26,2% em sua oferta total de voos (ASK), acelerando em comparação aos doze meses encerrados no primeiro mês do ano, que subiram 19,8%.

O total de assentos, de forma consolidada, cresceu 29,8% em janeiro, também num ritmo superior aos últimos doze imediatamente anteriores, de alta de 23,2%.

Em janeiro, a Gol registrou também uma alta de 29,3% do número de decolagens, mas a taxa de ocupação recuou 0,7 ponto porcentual, para 82,6%.

Hapvida (HAPV3) e Notre Dame (GNDI3)

A Hapvida (HAPV3) e a Notredame Intermédica (GNDI3) realizam teleconferência, às 10h da manhã, sobre a combinação de negócios.

M. Dias Branco (MDIA3)

O conselho de administração da M. Dias Branco (MDIA3) aprovou o pagamento R$ 588.235.294,12 em juros sobre o capital próprio (JCP). O valor a ser pago aos acionistas será de R$ 1,7455898010 por ação. Com a incidência de 15% de imposto retido na fonte, o valor líquido será de R$ 1,4837513309 por ação.

Oi (OIBR3)

O Ministério Público Federal (MPF) recomendou ao Conselho Administrativo de Defesa Econômica (Cade) que reprove a compra da Oi (OIBR3;OIBR4) pela TIM (TIMS3), Vivo (VIVT3) (Telefônica) e Claro devido a “violações à concorrência”. A avaliação da Procuradoria é que a operação é prejudicial ao mercado e que as teles feriram a lei ao formarem um consórcio para comprar a concorrente.

Em parecer, o procurador da República Waldir Alves, representante do MP junto ao órgão, determinou ainda a instauração de dois processos administrativos contra as três teles para apurar irregularidades. Um processo para investigar a existência de conduta combinada entre as empresas e “eventuais práticas exclusionárias”. Outra investigação foi determinada para averiguar se as operadoras comunicaram o Cade da operação dentro do prazo definido na legislação.

(Com Estadão, Bloomberg e Agência Brasil)

Procurando uma boa oportunidade de compra? Estrategista da XP revela 6 ações baratas para comprar hoje.

Compartilhe