Pré-mercado

Ibovespa futuro tem mais um dia de queda; dólar e juros futuros voltam a subir

Petróleo e minério de ferro operam abaixo dos US$ 100; inflação ao produtor é destaque nos EUA

Por  Mitchel Diniz -

O Ibovespa futuro opera em baixa nos primeiros negócios desta quinta-feira (14), em sintonia com o pré-mercado nos Estados Unidos e as Bolsas na Europa. O mercado repercute mais dados sobre a inflação americana, números fracos da temporada de balanços e os temores de uma recessão global. O preço das commodities também recua forte, o que tende a pesar contra ações importantes da Bolsa brasileira. Tanto o petróleo quanto o minério de ferro operam abaixo dos US$ 100.

Em Brasília, a Câmara aprovou em segundo turno a PEC dos auxílios, com gastos de R$ 41 bilhões. Ao todo 469 deputados votaram a favor e apenas 17 foram contrários.

Prévia do PIB do Banco Central, IBC-Br cai 0,11% em maio frente abril

Às 9h15 (horário de Brasília), o Ibovespa futuro para agosto operava em queda de 0,76%, aos 97.955 pontos.

O dólar comercial subia 0,94%, a R$ 5,456 na compra e R$ 5,457 na venda. O dólar futuro para agosto subia 1,24%, a R$ 5,85.

Os juros futuros operam em baixa: DIF23, estável, a 13,88%; DIF25, – 0,07 pp a 13,14%; DIF27, – 0,06 pp, a 12,96%; e DIF29, – 0,05 pp, a 13,08%.

Em Nova York, o Dow Jones futuro caía 1,55%, enquanto os futuros do S&P 500 e Nasdaq recuavam, respectivamente, 1,47% e 1,13%.

Os índices dão sequência às perdas da véspera – ontem, as Bolsas em Wall Street recuaram com a alta da inflação ao consumidor, que acumula 9,1% em 12 meses e está no maior patamar em mais de 40 anos. Hoje, o clima é de apreensão sobre um segundo dado: o índice de preços ao produtor (PPI, na sigla em inglês).

O dia também começou com resultados corporativos fracos. O JP Morgan, primeiro banco a divulgar balanço na temporada, reportou uma queda de 28% em seu lucro líquido no segundo trimestre. O JP atribuiu a baixa ao aumento de provisões para empréstimos inadimplentes, que chegaram a US$ 428 milhões no período.

As receitas do banco também vieram abaixo do esperado, em US$ 31,63 bilhões. No pré-mercado em Nova York, as ações do banco recuavam quase 3%.

Na Europa, a possibilidade de um racionamento de gás, com a interrupção no fornecimento do gasoduto russo Nord Stream 1, segue injetando pessimismo e alimenta temores de uma recessão. Hoje, a Comissão Europeia aumentou a previsão de inflação ao consumidor em 2022, de 6,1% para 7,6% em 2022 e de 2,7% para 4% em 2023.

A meta da inflação no bloco econômico é de 2% e o Banco Central Europeu, se prepara para subir juros na reunião de política monetária da semana que vem. Além da inflação, a Comissão Europeia também revisou para baixo as projeções para o PIB da zona do euro, para 2,6% em 2022 e 1,4% em 2023.

As Bolsas do continente voltam a cair. O índice Stoxx 600 recua 0,92%.

A escalada da inflação nos Estados Unidos refletiu hoje no desempenho das Bolsas asiáticas – a maioria fechou em queda. Em Hong Kong, ações de incorporadoras tiveram baixa da ordem de 7%. Compradoras de imóveis estão se recusando a pagar por hipotecas de imóveis que ainda não foram concluídos. Isso tende a piorar a situação de liquidez dessas companhias.

No Japão, a produção industrial sofreu uma queda mensal de 7,5% em julho, pior que a esperada. Na comparação anual, houve uma retração de 3,1%.

Análise técnica por Pamela Semezatto, analista de investimentos e especialista em day trader da Clear Corretora

Ibovespa

“Ainda na região de consolidação, sem mostrar força para continuidade da queda e nem de reversão para altas. Me chama a atenção que depois do candle forte da venda do dia 11/07, não conseguiu fechar com nenhum corpo comprador, diferente do que aconteceu das outras vezes, que testou o suporte. Ainda assim, falta o candle de rompimento para esperarmos teste no suporte de 94.000.”

Dólar

“Testou a resistência de R$ 5,500 ontem e deixou um candle de indecisão, confirmando a possibilidade de um movimento mais lateral nessa região, já que no dia 08/07 mudou o comportamento mostrando correções mais longas. Se perder a mínima do candle de ontem, espero por teste no suporte de R$ 5,300.”

Oportunidade de compra? Estrategista da XP revela 6 ações baratas para comprar hoje. Assista aqui.

Compartilhe