Dados do BC

Prévia do PIB do Banco Central, IBC-Br cai 0,11% em maio frente abril

Na semana passada, Banco Central tinha divulgado dados atrasados do IBC-Br de março e abril, mas dados foram revisados hoje para baixo

Por  Equipe InfoMoney -

O Banco Central informou na manhã desta quinta-feira (14) que seu Índice de Atividade Econômica (IBC-Br), considerado um indicador prévio de desempenho do Produto Interno Bruto (PIB), teve queda de 0,11%% em maio na comparação com abril, na série com ajuste. A projeção de consenso era de avanço de 0,05% nesta base de comparação.

Se comparada com igual mês de 2021, a alta foi de 3,74% (ante projeção de alta de 4%), enquanto no acumulado em 12 meses passou a uma alta de 2,66%, de acordo com números observados. O índice é importante por revelar o desempenho da atividade econômica do país.

Na última semana, o BC divulgou os dados atrasados do indicador. O dado apresentado na semana passada tinha mostrado queda de 0,44% em abril, considerando a série livre de efeitos sazonais. Em março, a alta divulgada havia sido de 1,09%, já em fevereiro foi de 0,71%.

Já nesta quinta, junto com a divulgação do IBC-Br de maio, os dados para março e abril foram revisados para baixo. O dado de março passou a ser de alta de 1% na base mensal e de abril passou a ser de queda mais forte, de 0,64%.

Conhecido como uma espécie de “prévia do BC” para o Produto Interno Bruto (PIB), o IBC-Br serve mais precisamente como parâmetro para avaliar o ritmo da economia brasileira ao longo dos meses. A projeção atual do BC para a atividade doméstica em 2022 é de crescimento de 1,70%, conforme o Relatório Trimestral de Inflação (RTI) de junho.

(com Estadão Conteúdo)

Procurando uma boa oportunidade de compra? Estrategista da XP revela 6 ações baratas para comprar hoje.

Compartilhe