Resumo do mercado

Ibovespa futuro sobe, seguindo exterior e dando sequência aos ganhos da véspera; dólar cai

Índices no exterior repercutem resultados dos bancos no 3º trimestre; agenda também traz indicadores de emprego e inflação, nos EUA, e de serviços no Brasil

arrow_forwardMais sobre
gráfico de ações e índices em cuva de alta
(Shutterstock)

SÃO PAULO – O Ibovespa futuro abre os negócios desta quinta-feira (14) em alta, acompanhando o desempenho positivo das Bolsas no exterior. Assim, o mercado de ações no Brasil, que ontem performou melhor do que os índices internacionais e testou o patamar dos 114 mil pontos, tende a dar sequência aos ganhos, amparado pelo bom humor do estrangeiro.

Depois dos feriados da semana, a agenda de indicadores volta a ficar cheia e alguns dados divulgados nesta manhã prometem movimentar os mercados. Aqui no Brasil, agora há pouco, o IBGE informou que o volume de serviços no mês de agosto avançou 0,5% em agosto frente a julho. Na comparação anual, a alta foi de 16,7%, acima das expectativas.

É um dado positivo, já que o setor responde a mais de 60% do Produto Interno Bruto (PIB) brasileiro. É também um alento, já que os últimos números de produção industrial e do varejo decepcionaram.

Nos Estados Unidos, os pedidos de auxílio-desemprego nos EUA atingiram 293 mil na semana encerrada em 9 de outubro, enquanto a previsão dos analistas era de 319 mil pedidos. O Índice de Preços ao Produtor (PPI) também veio levemente abaixo do esperado, com alta de 0,5% em setembro frente a agosto e 8,6% no acumulado de 12 meses. Os economistas previam alta mensal de 0,6% e de 8,7% em 12 meses.

Os números ajudam a mostrar se o aumento dos preços está sendo acompanhando por um aquecimento da atividade econômica e podem indicar também os próximos passos do Federal Reserve, o Banco Central americano.

Atualmente, o Fed tem desembolsado cerca de US$ 120 bilhões por mês em compras de títulos públicos e hipotecários com o objetivo de estimular a economia americana. Além disso, mantém a taxa de juros do país numa faixa próxima de zero (entre 0% e 0,25%). Ontem, porém, a ata da última reunião do Fomc (o Copom do Banco Central dos EUA), indicou que a retirada desses estímulos pode ter início já a partir do mês que vem.

O Ibovespa futuro com vencimento em dezembro de 2021 abriu em alta e às 9h11, horário de Brasília, subia 0,62% aos 115.065 pontos.

O dólar comercial opera em baixa, com queda de 0,48%, a R$ 5,482 na compra e R$ 5,483 na venda. O dólar futuro com vencimento em novembro de 2021 recuava 0,63% a R$ 5,496.

O Banco Central faz um leilão extra de swap cambial na manhã de hoje, com a oferta de até 20 mil contratos, totalizando US$ 1 bilhão. Ontem, o BC fez um leilão parecido, de última hora, e conseguiu tirar o dólar das máximas em seis meses.

PUBLICIDADE

No mercado de juros futuros, o DI para janeiro de 2023 recua dois pontos-base, a 9,04%; DI para janeiro de 2025 cai três pontos-base a 9,98%; e o DI para janeiro de 2027 registrava variação negativa de cinco pontos-base a 10,39%.

Nos Estados Unidos, segue a temporada de divulgação de resultado dos bancos no terceiro trimestre. Bank of America, Morgan Stanley e Wells Fargo apresentaram balanços melhores que o esperado agora de manhã.

Os índices futuros americanos em Nova York repercutem os últimos resultados dos bancos e avançam forte. O Dow Jones Futuro subia 0,75%; o S&P 500 futuro avançava 0,82% e o Nasdaq Futuro tinha alta de 0,93%.

Os preços do petróleo voltam a subir com força, com a queda maior que o esperado dos estoques de combustíveis nos Estados Unidos. O Brent negociado para dezembro de 2021 tinha alta de 1,15%, a US$ 84,14 o barril. O WTI, para novembro de 2021, avançava 1,16% a US$ 81,37 o barril. O minério de ferro em Qingdao teve alta de 1,4%, a US$ 125,91 por tonelada.

Na Europa, as Bolsas também apresentam ganhos robustos. O Stoxx 600, que reúne empresas de 17 países europeus em setores-chave, avançava 0,89%. A Bolsa de Londres (FTSE100) tinha alta de 0,72% e a de Frankfurt (DAX) subia 0,87%.

Na China, a inflação ao consumidor (CPI) avançou 0,7% em setembro, abaixo da expectativa de 0,9%. Já os preços ao produtor (PPI) no mesmo período subiram 10,7%, acima das projeções de 10,4%. O governador do Banco Popular da China, Yi Gang, afirmou na quarta que avalia que a inflação é moderada de forma geral.

As bolsas asiáticas fecharam a quinta-feira em altas, em sua maioria.

Radar corporativo

Cyrela (CYRE3)

PUBLICIDADE

A Cyrela registrou R$ 2,2 bilhões em valor geral de vendas (VGV) de lançamentos no terceiro trimestre de 2021, alta de 33,2% ante o mesmo período de 2020. Segundo a prévia operacional da empresa, divulgada nesta quarta-feira, a companhia lançou 12 empreendimentos entre julho e setembro.

Por outro lado, as vendas líquidas contratadas no terceiro trimestre somaram R$ 1,366 bilhão, valor 20,2% inferior ao registrado no mesmo intervalo do ano anterior e 12,5% abaixo do segundo trimestre de 2021.

Cury (CURY3)

A Cury lançou seis empreendimentos no terceiro trimestre, com um VGV de R$ 720,2 milhões e alta de 81,5% em relação a igual período de 2020.

Even (EVEN3)

O VGV total da Even foi de R$ 767 milhões, com R$ 658 milhões direcionados à companhia, montante que superou em 5,7% igual período de 2020.

Houve queda de 42,3% nas vendas líquidas, que somaram R$ 277 milhões nos primeiros nove meses do ano.

Melnick (MELK3)

Melnick anunciou o lançamento de dois empreendimentos no terceiro trimestre, com o VGV líquido de R$ 162,5 milhões, alta de 84,6% na base de comparação anual.

Moura Dubeux (MDNE3)

Os lançamentos imobiliários da Moura Dubeux subiram 52,1% no terceiro trimestre na comparação anual, para R$ 336,2 milhões em VGV líquido. As vendas contratadas subiram 23,4% e foram a R$ 343 milhões.

EDP Brasil (ENBR3)

A EDP Brasil divulgou sua prévia operacional do terceiro trimestre de 2021. No segmento de distribuição, a empresa viu aumento de 4,2% no volume de energia distribuída entre julho e setembro sobre o mesmo período do ano passado, a 6,446 MWh, sendo alta de 3,8% na EDP São Paulo (3,927 MWh) e 5% na EDP Espírito Santo (2,518 Mhw).

PUBLICIDADE

No acumulado e janeiro a setembro, o volume de energia distribuída cresceu 8% ante igual período do ano anterior, com alta de 8,2% na EDP São Paulo e 7,9% na EDP Espírito Santo.

PetroReconcavo (RECV3)

A petroleira brasileira PetroReconcavo venceu chamada pública para o fornecimento de gás natural para a Companhia Paraibana de Gás (PBGás), distribuidora do insumo na Paraíba, a partir de janeiro de 2022, informou a companhia em nota nesta quarta-feira.

O contrato, a ser celebrado na primeira semana de novembro, terá duração de dois anos, com fornecimento de 50 mil m3/dia de gás natural em 2022 e 150 mil m³/dia em 2023.

Log-in (LOGN3)

A operadora logística Log-In anunciou nesta quarta-feira a compra de dois navios porta-contêineres a serem construídos pelo estaleiro chinês Zhoushan Changhong e com entregas previstas para fim de 2023 e maio de 2024.

A companhia afirmou em fato relevante ao mercado que o valor de cada embarcação é de 42,6 milhões de dólares e que eles têm capacidade nominal de 3.158 TEUs, unidade equivalente a um contêiner de 20 pés.

Segundo a Log-In, a capacidade dos navios é cerca de 25% maior do que a do Log-In Polaris, a embarcação mais moderna da frota da companhia. “Porém, com performance similar de consumo de combustível por contar com tecnologia mais atual e eficiente”, afirmou a empresa no fato relevante.

Hapvida (HAPV3)

A Hapvida comunicou a aquisição, por meio da subsidiária Ultra Som Serviços Médicos, de 100% do capital social da empresa Viventi Hospital Asa Sul, em Brasília (DF), por R$ 22 milhões. Além do hospital, a Hapvida fechou acordo com o proprietário do imóvel onde está o Hospital Viventi.

Analista da Clear apresenta plano detalhado para começar a construir uma renda diária utilizando a Bolsa de Valores. Inscreva-se grátis.