Fechamento

Ibovespa cai 4,25%, volta aos 95 mil pontos e devolve quase toda a alta de outubro com novos lockdowns na Europa

Mercado teve um dia de pânico diante das preocupações com a retomada da economia global em um contexto de segunda onda do coronavírus

Aprenda a investir na bolsa

SÃO PAULO – O Ibovespa fechou em queda nesta quarta-feira (28) conforme cresceram as preocupações com a segunda onda do coronavírus. Depois da chanceler alemã, Angela Merkel, fazer acordo para um lockdown parcial de um mês na Alemanha, foi a vez do presidente francês, Emmanuel Macron, decretar lockdown em todo o país a partir da sexta-feira (30) até 1º de dezembro.

Países do bloco europeu já adquiriram mais de um bilhão de doses de vacinas que estão sendo desenvolvidas contra o coronavírus.

Enquanto isso, mesmo sem medidas recessivas específicas, os temores em torno da economia americana também se avolumam. A média móvel de novas infecções diárias pela Covid-19 nos EUA atingiu um recorde de 69.967, de acordo com dados compilados pela universidade Johns Hopkins. As internações por conta da doença cresceram 5% ou mais em 36 estados do país.

Aprenda a investir na bolsa

Ao mesmo tempo, o presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, admitiu que não haverá pacote de estímulos antes das eleições, frustrando uma das maiores expectativas dos investidores internacionais nas últimas semanas.

Com isso, os índices Dow Jones, S&P 500 e Nasdaq recuaram respectivamente 3,43%, 3,53% e 3,73%.

Por aqui, as notícias também não são boas para investimentos. O ministro da Economia, Paulo Guedes, culpou a política pelo atraso na agenda de privatizações, ao passo que o presidente da Câmara dos Deputados, Rodrigo Maia (DEM-RJ), culpou a base aliada do governo pela demora.

O Ibovespa teve queda de 4,25%, aos 95.368 pontos com volume financeiro negociado de R$ 29,418 bilhões. Foi a maior baixa em um único pregão desde 24 de abril, quando o índice caiu 5,45%.

A queda de hoje também levou o benchmark à sua menor cotação de fechamento desde 2 de outubro, dia em que encerrou a sessão cotado em 94.015 pontos. Assim, a Bolsa praticamente apagou todos os ganhos do mês, já que em 30 de setembro o Ibovespa estava em 94.603 pontos.

Enquanto isso, o dólar comercial subiu 1,43% a R$ 5,7620 na compra e a R$ 5,7630 na venda. Foi a quinta desvalorização do real ante a moeda americana consecutiva, levando o câmbio à mínima em cinco meses. Já o dólar futuro com vencimento em novembro sobe 0,95% a R$ 5,761 no after-market.

PUBLICIDADE

Em 2020 o real é uma das moedas emergentes com pior desempenho, desabando 30% em meio à soma dos temores acerca do coronavírus com as preocupações de que o governo brasileiro fure o teto de gastos para financiar programas sociais.

No mercado de juros futuros, o DI para janeiro de 2022 subiu seis pontos-base a 3,53%, o DI para janeiro de 2023 teve alta de cinco pontos-base a 5,04%, o DI para janeiro de 2025 avançou dois pontos-base a 6,72% e o DI para janeiro de 2027 registrou variação negativa de cinco pontos-base a 7,49%.

Vale lembrar que hoje tem decisão do Comitê de Política Monetária (Copom) depois do fechamento do pregão. Também serão divulgados os resultados de Bradesco (BBDC3; BBDC4), Petrobras (PETR3; PETR4) e Vale (VALE3). Para mais destaques de ações, clique aqui.

Perda de leitos e privatizações no SUS

Na terça-feira, um decreto do governo federal incluiu as unidades básicas de saúde no PPI (Programa de Parcerias de Investimentos), um programa de concessões e privatizações do governo federal. O documento é assinado pelo presidente Jair Bolsonaro (sem partido) e pelo ministro da Economia, Paulo Guedes.

O documento determina que sejam feitos estudos “de parcerias com a iniciativa privada para a construção, a modernização e a operação de unidades básicas de saúde”. O governo pretende estruturar projetos-piloto para esse tipo de parcerias, e afirmou à folha que analisa possíveis “modelos de negócios”.

A medida deve sofrer resistência, pois há temor de que afete políticas de saúde básica. Em vídeo divulgado na terça-feira, o presidente do Conselho Nacional de Saúde, Fernando Pigatto, disse enxergar a privatização dos postos de saúde. Ele afirmou que o conselho estuda possíveis medidas legais.

Além disso, a Folha de S. Paulo estampa como reportagem de capa o fechamento de leitos de UTI após a queda do número de casos de covid no Brasil. Até janeiro, o setor privado tinha 22.586 leitos de UTI, e o SUS tinha 22.841, segundo dados do Conselho Federal de Medicina.

A partir de abril, o governo abriu outros 14.843 leitos de UTI para adultos e 249 pediátricos. Quase dois terços foram fechados, e restam 5.233 deste excedente.

PUBLICIDADE

Agora, secretários estaduais de Saúde dialogam com o governo para que mantenha pelo menos 5.000 dos novos leitos em regiões que sempre tiveram falta. Os leitos extras podem se mostrar necessários caso o Brasil apresente a aceleração de novos casos de coronavírus, como vem ocorrendo nos Estados Unidos e na Europa, onde há temor de um novo colapso de hospitais devido a internações.

Radar corporativo

Depois do fechamento, serão divulgados os números da Petrobras (PETR3PETR4), Vale (VALE3) e Bradesco (BBDC3BBDC4).

Para a mineradora, a expectativa é de um terceiro trimestre positivo, impulsionado por maiores preços e vendas de minério de ferro. A Petrobras, por sua vez, deve ter resultados sequencialmente melhores com a alta de 6,6% da produção de petróleo e o avanço de 30% do barril do Brent no período. O Bradesco deve ter lucros maiores do que os registrados nos dois primeiros trimestres e uma queda no custo de risco.

Na terça-feira, a Smiles anunciou lucro líquido de R$ 50,2 milhões no terceiro trimestre de 2020. A Localiza anunciou lucro líquido acima das expectativas, de R$ 325 milhões, levando o Credit Suisse a reforçar a avaliação de outperform (expectativa de valorização acima da média do mercado).

E a Cielo anunciou lucro líquido de R$ 100 milhões. O Credit Suisse manteve recomendação neutra para a companhia (expectativa de valorização dentro da média do mercado).

As vendas brutas do Carrefour no terceiro trimestre atingiram R$ 19,3 bilhões, um resultado classificado como “excepcional” pelo Credit Suisse.

A Notre Dame acertou a compra do Hospital Santa Brígida, em Curitiba, por R$ 48,5 milhões.

A Localiza anunciou que elevou o plano de recompra de debêntures para $ 1,3 bilhão.

PUBLICIDADE

E o BNDES afirmou que votará em assembleia a favor de processo contra os irmãos Batista, donos da JBS.

A Petrobras anunciou a compra da plataforma P-71, no Espírito Santo, por US$ 353 milhões e ainda a alteração de sua política de dividendos, permitindo o pagamento de dividendos mesmo sem lucro contábil.

Quer descobrir como alguns investidores conseguem rentabilidades maiores que as suas? Assista de graça ao treinamento do professor Leandro Rassier para o InfoMoney