5 assuntos

Futuros dos EUA operam estáveis antes de dados de inflação; vendas do varejo no Brasil e mais assuntos do mercado hoje

Já bolsas da Europa têm uma nova sessão de queda depois de sinalizações do BCE, enquanto índices chineses repercutiram dados de inflação

Por  Felipe Moreira -

Os mercados asiáticos fecharam mistos, enquanto índices futuros de Nova York operam próximos da estabilidade na manhã desta sexta-feira (10), com dados de inflação chinesa para maio em grande parte em linha com as expectativas e antes do índice de preços ao consumidor (CPI) dos EUA de maio.

O consenso Refinitiv aponta para alta de 0,7% na comparação com abril e alta de 8,3% na base anual. A expectativa é de que o núcleo do índice, que desconsidera os preços voláteis de alimentos e energia, recue em 0,1 ponto percentual, para 0,5%, em alta de 5,9% na base anual. Se o relatório corresponder às expectativas ou mostrar ganhos mais lentos, Wall Street pode considerar isso como um sinal de que a inflação pode ter atingido o pico e que o Federal Reserve pode ser menos agressivo com o avanço dos juros no final do ano.

A inflação ao produtor chinês em maio subiu em linha com as expectativas, saltando 6,4% em relação ao ano anterior, segundo dados do Bureau of Statistics do país.

Enquanto isso, a inflação ao consumidor chinês em maio também registrou um aumento próximo às expectativas. O índice de preços ao consumidor subiu 2,1% em relação ao ano anterior, um pouco abaixo da previsão em uma pesquisa da Reuters para um aumento de 2,2%.

Já as bolsas da Europa recuam ainda mais na sessão de hoje,, com investidores digerindo a última reunião de política do Banco Central Europeu. O BCE confirmou na quinta-feira sua intenção de aumentar as taxas de juros em 25 pontos base em sua reunião de julho, com um novo aumento esperado em setembro, cuja escala será determinada pelas perspectivas de inflação de médio prazo.

Por aqui, depois do IPCA bem abaixo esperado, investidores aguardam pelos dados de vendas do varejo de abril, com consenso Refinitiv de alta de 2,6% na base anual.

No campo corporativo, Ministério de Minas e Energia divulgou a lista dos indicados da União para Conselho de Administração da Petrobras. Já a Eletrobras foi privatizada com oferta de ações de R$ 33,7 bilhões na Bolsa.

Confira mais destaques:

1. Bolsas Mundiais

Estados Unidos

Os índices futuros dos EUA operam sem uma direção definida nesta sexta antes do dado de inflação para maio. O índice pode ajustar as apostas para o Fomc de setembro, que ainda divide Wall Street. Para as reuniões da semana que vem e de julho, o consenso é de dois aumentos de 50 pontos-base do juro.

Na semana até agora, o Dow caiu 1,9%, a caminho de sua 10ª semana de queda nos últimas 11. O S&P 500 e o Nasdaq Composite caíram mais de 2%, a caminho de sua nona semana de perdas em 10 .

Ainda na sexta-feira, uma leitura preliminar do sentimento do consumidor para junho será divulgada após a abertura do mercado de ações.

Veja o desempenho dos mercados futuros:

  • Dow Jones Futuro (EUA), -0,03%
  • S&P 500 Futuro (EUA), +0,13%
  • Nasdaq Futuro (EUA), +0,34%

Ásia

Os mercados asiáticos fecharam mistos, com destaque para valorização das ações da China, que lideraram os ganhos regionalmente, devido a recuperação das ações do Alibaba. A alta das ações chinesas ocorreu apesar das autoridades terem retomado algumas restrições nas principais cidades de Pequim e Xangai.

Além disso, os mercados repercutiram dados de inflação chinesa para maio em linha com as expectativas, o que ajudou a impulsionar o ânimo dos investidores.

  • Shanghai SE (China), +1,42%
  • Nikkei (Japão), -1,49%
  • Hang Seng Index (Hong Kong), -0,29%
  • Kospi (Coreia do Sul), -1,13%

Europa

Os mercados europeus caem acentuadamente após reunião do Banco Central Europeu e à espera de dados de inflação dos EUA.

Leia também: BCE mantém juros, mas anuncia que pretende elevá-los em julho e setembro

O banco central elevou significativamente suas expectativas de inflação para a zona do euro e rebaixou suas previsões de crescimento.

Christine Lagarde, presidente do BCE, não descartou ontem um aumento de 50 pontos-base (pb.) do juro na zona do euro em setembro, durante entrevista coletiva que seguiu a decisão monetária na última quinta-feira. De acordo com ela, o ritmo de alta dependerá da perspectiva inflacionária. Caso ela se deteriore até lá, é possível que um aumento mais agressivo seja apropriado, disse.

  • FTSE 100 (Reino Unido), -0,98%
  • DAX (Alemanha), -1,49%
  • CAC 40 (França), -1,34%
  • FTSE MIB (Itália), -2,36%

Commodities

Os preços do petróleo operam em leve alta nesta sexta-feira (10), tendo como plano de fundo temores sobre as novas medidas de bloqueio do Covid-19 em Xangai e a sólida demanda por combustíveis nos Estados Unidos, maior consumidor do mundo.

  • Petróleo WTI, +0,21%, a US$ 121,77 o barril
  • Petróleo Brent, +0,23%, a US$ 123,33 o barril
  • Minério de ferro negociado na bolsa de Dalian teve baixa de 1,72%, a 914,50 iuanes, o equivalente a US$ 136,66

Bitcoin

  • Bitcoin, -1,55% a US$ 30.009,94 (em relação à cotação de 24 horas atrás)

2. Agenda

No Brasil, sai o dado de vendas do varejo de abril nesta sexta-feira (10) e a projeção da Refinitiv é de alta de 2,6% na base anual e de 0,4% na comparação com março.

O índice de preços ao consumidor nos Estados Unidos também será divulgado nesta sexta-feira.

Brasil

9h: Vendas no varejo de abril, consenso Refinitiv aponta para alta de 0,4% em relação a março e alta de 2,6% na base anual

9h: Bolsonaro participa da Segunda Sessão Plenária da IX Cúpula das Américas

EUA

9h30: Índice de preços ao consumidor de maio, consenso Refinitiv espera alta de 0,7% na comparação com abril e alta de 8,3% na base anual; para o núcleo, projeção é de avanço de 0,5% na base mensal e de 5,9% na anual

11h: Pesquisa de condições de negócios Michigan

15h: Contagem de sonda Baker Hughes

15h: Balanço orçamentário federal mensal

3. PEC dos combustíveis

O presidente do Senado, Rodrigo Pacheco (PSD-MG), afirmou na última quinta-feira, na saída do Palácio do Planalto, que vai definir neste fim de semana se o Senado votará o pacote dos combustíveis na próxima segunda-feira.

A expectativa é que o Senado aprecie na próxima segunda-feira o projeto de lei complementar que estabelece um teto para o ICMS incidente sobre os combustíveis. O texto integra o pacote apresentado pelo Executivo para tentar frear a alta dos combustíveis.

Guedes diz que governo não conseguirá dar reajuste a servidores

Os servidores federais não deverão ter reajuste neste ano, disse nesta quinta-feira (9) o ministro da Economia, Paulo Guedes. Segundo ele, o governo federal não conseguirá dar aumento ao funcionalismo público em 2022 e que um eventual reajuste poderá ocorrer mais à frente, após a aprovação da reforma administrativa.

PSDB oficializa apoio à pré-candidatura de Simone Tebet à presidência

O PSDB oficializou na véspera o apoio à pré-candidatura da senadora Simone Tebet (MDB) para a Presidência da República. A decisão ocorreu por meio de votação da executiva nacional do partido, em Brasília.

4. Covid

Na última quinta-feira (9), o Brasil registrou 148 mortes e 45.644 casos de covid-19 em 24h, segundo informações do consórcio de veículos de imprensa, às 20h.

A média móvel de mortes por Covid em 7 dias no Brasil ficou em 124, elevação de 13% em comparação com o patamar de 14 dias antes.

A média móvel de novos casos em sete dias foi de 37.191, o que representa alta de 65% em relação ao patamar de 14 dias antes.

Chegou a 166.645.677 o número de pessoas totalmente imunizadas contra a Covid no Brasil, o equivalente a 77,57% da população.

O número de pessoas que tomaram ao menos a primeira dose de vacinas atingiu 178.778.099 pessoas, o que representa 83,22% da população.

A dose de reforço foi aplicada em 95.497.318 pessoas, ou 44,45% da população.

5. Radar Corporativo

Petrobras (PETR3;PETR4)

A Petrobras (PETR3;PETR4) confirmou o recebimento da lista dos indicados da União, como acionista controlador, para Conselho de Administração da estatal.

Caio Paes de Andrade foi confirmado como indicado a diretor-presidente, em substituição a José Mauro Ferreira Coelho, que foi demitido após pouco mais 40 dias no cargo.

Eletrobras (ELET3;ELET6)

A Eletrobras informou que o preço por ação foi fixado em R$ 42,00, perfazendo o montante total de R$ 33,7 bilhões.

A oferta marca a maior privatização de uma empresa no Brasil em mais de 20 anos.

Bradesco (BBDC3;[ativo=BBDC4)

O Conselho de Administração do Bradesco (BBDC3;BBDC4) aprovou pagamento de juros sobre o capital próprio (JCP) intermediários, relativos ao primeiro semestre de 2022, no valor total de R$ 2 bilhões, sendo R$ 0,178723065 por ação ordinária e R$ 0,196595372 por ação preferencial.

Oi (OIBR3)

A Oi (OIBR3) informou que ocorreu o fechamento da alienação parcial da UPI InfraCo (V.tal) ao Investidor Globenet
Cabos Submarinos, cuja proposta foi homologada como vencedora pelo Juízo da 7ª Vara Empresarial do Rio de Janeiro em procedimento competitivo judicial realizado em conformidade com o Aditamento ao Plano de Recuperação Judicial aprovado pelos credores e homologado por aquele juízo em 5 de outubro de 2020.

O valor da Operação, considerando o somatório da Parcela Primária; da Parcela Secundária; das Parcelas Primárias Adicionais; e do valor justo da Incorporação do Investidor, totaliza um montante de R$12,923 bilhões.

Após o fechamento da operação, o Investidor passou a deter 51% das ações representativas do capital social total da V.tal, e a Oi, 49% das mesmas ações.

(Com Estadão, Reuters e Agência Brasil)

Procurando uma boa oportunidade de compra? Estrategista da XP revela 6 ações baratas para comprar hoje.

Compartilhe