Novidade

Exchange Coinbase lança versão beta de seu marketplace de NFTs

Na plataforma, anunciada em outubro do ano passado, é possível negociar tokens não fungíveis baseados na rede Ethereum

Por  CoinDesk -

A exchange de criptomoedas Coinbase lançou a versão beta de seu tão esperado marketplace de tokens não fungíveis (NFTs) nesta quarta-feira (20), permitindo que um pequeno grupo de usuários de uma lista de espera de 3 milhões use a plataforma pela primeira vez.

O projeto, anunciado em outubro do ano passado, permitirá a negociação de NFTs baseados no Ethereum (ETH), e tem um “toque de mídia social” que pode distingui-lo dos concorrentes.

No marketplace, os usuários poderão mostrar seu perfil pessoal e seguir contas cujas publicações aparecem em um feed chamado “Para você”, que é visualmente semelhante a plataformas como Instagram e TikTok. Os users também poderão “curtir” e comentar as postagens uns dos outros, disse um representante da corretora ao CoinDesk.

“Esse produto é mais do que apenas comprar e vender; é sobre construir sua comunidade”, disse Sanchan Saxena, vice-presidente de produtos da Coinbase, a repórteres em uma coletiva de imprensa na terça-feira (19). “Trata-se de garantir que você possa se conectar e interagir com eles na plataforma.”

O marktplace suportará “todos os tipos de carteiras de auto custódia”, além da wallet oficial da Coinbase, uma decisão que a exchange tomou para criar “um ambiente de NFTs aberto para todos”, de acordo com o briefing. A plataforma também permitirá compras fiduciárias por meio de cartões de crédito.

A plataforma começará com taxas de transação zeradas (além dos custos de gas da rede Ethereum e royalties implementados pelo criador), mas eventualmente implementará uma “taxa baixa de um dígito”, disse Saxena. Gas é o nome da tarifa cobrada para realizar transações na blockchain Ethereum.

Planos da Coinbase para NFTs

A Coinbase tem um plano que está chamando de “descentralização progressiva” do mercado. A ideia é que certos recursos comecem centralizados, mas eventualmente passem para o controle da própria blockchain.

Um desses recursos são os comentários dos usuários. Os threads serão inicialmente armazenados nos servidores da exchange, mas eventualmente vão ser movidos para a cadeia.

Outro é o que a exchange está chamando de “gráfico de seguidores” de um usuário, que os users poderão levar com eles de plataforma em plataforma.

Um novo caminho para os NFTs?

Um mercado focado em mídia social é novo no cenário atual dos NFTs, mas pode se tornar a norma à medida que mais participantes entrarem no setor.

Em março, o CEO da Meta (antigo Facebook), Mark Zuckerberg, anunciou que os tokens não fungíveis eventualmente chegariam ao Instagram, embora os detalhes sobre a integração permaneçam desconhecidos.

Independente de o foco estar em social media ou não, qualquer projeto que entre no mundo dos NFTs baseados na rede Ethereum terá que lidar com a OpenSea. O marketplace hospedou 95% de todos os trades de NFTs da segunda maior blockchain do mundo nos últimos 30 dias, de acordo com dados do DappRadar.

Até onde as criptomoedas vão chegar? Qual a melhor forma de comprá-las? Nós preparamos uma aula gratuita com o passo a passo. Clique aqui para assistir e receber a newsletter de criptoativos do InfoMoney

Compartilhe