Economia

Em coletiva, presidente do Fed descarta juros negativos nos EUA

Após reduzir a taxa de juros em um ponto percentual, Jerome Powell considera "inapropriada" uma política de juros negativos

Durante uma coletiva logo após a decisão do Fed de reduzir a zero as taxas de juros de referência americanos, o presidente do órgão, Jerome Powell, afirmou que dificilmente uma política de juros negativos será o próximo passo no combate econômico às consequências do coronavírus.

“Nós não vemos políticas de taxas negativas como uma resposta apropriada aqui nos Estados Unidos”, disse Powell após o segundo corte emergencial nos juros do país em menos de duas semanas – no início do mês, o Fed já havia reduzido as taxas em 0,5 ponto percentual.

PUBLICIDADE

Outras medidas anunciadas pela entidade foram um programa de estímulos de US 700 bilhões (US$ 500 bilhões para a compra de títulos do Tesouro americano e US$ 200 bilhões em hipotecas), a redução da taxa dos depósitos compulsórios dos bancos para zero e um programa de swap coordenado com os bancos centrais da Europa, Canadá, Inglaterra, Japão e Suíça.

As decisões, embora surpreendentes, até agora não tiveram o efeito desejado no mercado. Os índices futuros americanos registram forte na noite de domingo, chegando a atingir o limite de baixa de 5%., influenciados justamente pelo aumento drástico nos números de infectados (3 mil) e mortes (pelo menos 57) pelo coronavírus nos EUA.

Newsletter InfoMoney
Informações, análises e recomendações que valem dinheiro, todos os dias no seu email:
Concordo que os dados pessoais fornecidos acima serão utilizados para envio de conteúdo informativo, analítico e publicitário sobre produtos, serviços e assuntos gerais, nos termos da Lei Geral de Proteção de Dados.
check_circle_outline Sua inscrição foi feita com sucesso.
error_outline Erro inesperado, tente novamente em instantes.