DEM dificulta trabalhos na Câmara, mas PEC da CPMF deve ser votada nesta terça

Para analisar a prorrogação do tributo, ainda é preciso concluir a votação da MP 384/07 e iniciar a apreciação da de número 385/07

Por  Equipe InfoMoney -

SÃO PAULO – Como prometido, o DEM fez tudo o que pôde na última segunda-feira (8) para dificultar a aprovação das duas MPs (Medidas Provisórias) que trancam a pauta da Câmara Federal. A manobra é uma tentativa de atrasar ao máximo a aprovação da prorrogação da CPMF (Contribuição Provisória sobre Movimentação Financeira) até 2011, que deve ocorrer em segundo turno ainda nesta terça-feira (9).

Durante os trabalhos, a oposição fez requerimento para que fosse retirada de discussão a MP 384/07, que institui o Programa Nacional de Segurança Pública com Cidadania (Pronasci). Todos os parlamentares, portanto, iniciaram por volta das 23 horas a votação nominal do pedido. O tema volta a ser discutido na manhã desta terça, após pedido de sessão extraordinária feita pelo presidente da Casa, Arlindo Chinaglia.

Destino

De acordo com a Agência Câmara, a outra MP que tranca a pauta, a de número 385/07, deve ser apreciada em sessão ordinária, marcada para as 16 horas. Depois que os dois textos tiverem sido aprovados, os deputados poderão finalmente concluir a apreciação da PEC (proposta de emenda à Constituição) da CPMF e encaminhá-la ao Senado.

Na outra Casa, o texto passará pela votação das comissões de Assuntos Econômicos (CAE) e de Constituição, Justiça e Cidadania (CCJ), ambas do Senado. No plenário, são necessários 49 votos favoráveis dos senadores, também em dois turnos.

Compartilhe