Criptos hoje

Bitcoin perde força e volta a testar os US$ 20 mil, Ethereum desaba 40% na semana e grande fundo cripto é liquidado

Crise em empresas cripto ainda podem contaminar setor e provocar mais baixas pela frente, temem analistas

Por  Paulo Alves, CoinDesk -

O Bitcoin (BTC) vem flertando com o nível de US$ 20 mil há dois dias, mas se mantém nesta sexta-feira (17) ao redor dos US$ 21 mil às 7h01 de hoje, com queda de 1,1% nas últimas 24 horas. Na semana, o ativo digital acumula perdas de 30% – entre as principais criptos por valor de mercado, o resultado só não é pior do que o do Ethereum (ETH), que recua 39% no mesmo período, para US$ 1.093.

Até onde as criptomoedas vão chegar? Qual a melhor forma de comprá-las? Nós preparamos uma aula gratuita com o passo a passo. Clique aqui para assistir e receber a newsletter de criptoativos do InfoMoney

Apesar de o BTC se manter acima de US$ 21 mil e o Ethereum preservar os US$ 1 mil, a perda de força das criptos após a confirmação de aumento da taxa de juros dos EUA em 0,75 ponto percentual deixa analistas pessimistas.

“Investidores e traders devem estar preparados para que a recuperação [de quarta-feira] possa acabar rapidamente”, escreveu o analista sênior da FxPro, Alex Kuptsikevich, ontem. Segundo ele, os investidores precisam estar prontos porque “criptomoedas e ativos de risco nos mercados financeiros provavelmente não se recuperarão antes que haja sinais de que a economia parou de desacelerar”.

Além da incerteza quanto à capacidade de recuperação da economia global em meio à alta da inflação, especialistas levam em consideração fatores internos do ecossistema de ativos digitais, que vem dando sinais de risco de contaminação.

Um dos pontos de atenção é a situação dos usuários da plataforma Celsius, que suspendeu saques no começo da semana e mantém bilhões de dólares de clientes bloqueados. “Estou muito preocupado que os clientes – incluindo muitos investidores de varejo – precisem acessar imediatamente seus ativos, mas não consigam sacar de suas contas”, disse Joseph Rotunda, diretor de fiscalização do Conselho de Valores Mobiliários do Estado do Texas, à Reuters ontem. “A incapacidade de acessar seu investimento pode resultar em consequências financeiras significativas.”

Outra fonte de preocupação é a saúde financeira do fundo cripto Three Arrows Capital (3AC), que estaria a ponto da insolvência após supostamente ter tido posições altamente alavancadas liquidadas em diversos projetos de finanças descentralizadas e plataformas de empréstimos em geral – a empresa usava criptos dos clientes para abrir posições de risco e obter altos retornos para remunerar investidores.

Segundo uma reportagem do Financial Times publicada ontem, a Three Arrows teria tido posições liquidadas pela plataforma de empréstimos BlockFi e por outras empresas do setor após não ter conseguido atender a chamadas de margem (alertas para aumentar garantias de uma posição alavancada). Logo depois, a BlockFi confirmou a liquidação de um “grande cliente”.

“Exercemos nosso melhor julgamento recentemente com um grande cliente que não cumpriu suas obrigações em um empréstimo com margem de garantia excessiva”, afirmou o CEO Zac Prince, via Twitter. “Aceleramos totalmente o empréstimo e liquidamos ou protegemos totalmente todas as garantias associadas”.

Há quem veja o momento como oportuno para o amadurecimento do mercado. É o caso do empresário e apresentador Kevin O’Leary, que apontou ao CoinDesk o que vê de errado na estratégia da plataforma Celsius Celsius. “Parece que quando chegou a hora de um evento de liquidez, eles não foram capazes de fornecê-la”, disse. “[Mas] É  uma espécie de parto. É o começo de uma indústria nascente. As más ideias precisam ser eliminadas”.

  • Assista: O que aconteceu com o Bitcoin e o que esperar para o preço da criptomoeda

Confira o desempenho das principais criptomoedas às 7h01:

CriptomoedaPreçoVariação nas últimas 24 horas
Bitcoin (BTC)US$ 21.176,95-1,1%
Ethereum (ETH)US$ 1.093,13-2,5%
Binance Coin (BNB)US$ 218,160%
Cardano (ADA)US$ 0,491022-0,7%
XRP (XRP)US$ 0,330794-3,6%

As criptomoedas com as maiores altas nas últimas 24 horas:

CriptomoedaPreçoVariação nas últimas 24 horas
Theta Fuel (TFUEL)US$ 51,10+21,93%
Helium (HNT)US$ 3,64+17,20%
Monero (XMR)US$ 10,47+16,84%
Elrond (EGLD)US$ 0,05956+16,80%
Basic Attention Token (BAT)US$ 31,36+13,70%

As criptomoedas com as maiores quedas nas últimas 24 horas:

CriptomoedaPreçoVariação nas últimas 24 horas
Radix (XRD)US$ 0,063971-8,3%
Nexo (NEXO)US$ 0,669411-7,4%
THORChain (RUNE)US$ 1,74-6,5%
cETH (CETH)US$ 21,91-6,1%
Flow (FLOW)US$ 1,45-5,6%

Confira como fecharam os ETFs de criptomoedas no último pregão:

ETFPreçoVariação
Hashdex NCI (HASH11)R$ 18,05-3,57%
Hashdex BTCN (BITH11)R$ 26,50-0,37%
Hashdex Ethereum (ETHE11)R$ 18,45+0,81%
Hashdex DeFi (DEFI11)R$ 15,90+4,59%
Hashdex Smart Contract Plataform FI (WEB311)R$ 16,90+5,62%
QR Bitcoin (QBTC11)R$ 6,93-4,01%
QR Ether (QETH11)R$ 4,42-1,55%
QR DeFi (QDFI11)R$ 2,71-3,21%

Veja as principais notícias do mercado cripto desta sexta-feira (17):

Bancos pedem cautela com euro digital

O o Instituto de Finanças Internacionais (IIF), que faz lobby para grandes empresas de serviços financeiros, como JPMorgan Chase, Goldman Sachs, KPMG, Visa e Coinbase, defende publicamente que a União Europeia precisa considerar cuidadosamente o impacto da emissão de um euro digital.

Em resposta a uma consulta da Comissão Europeia que terminou ontem, o IIF disse que uma moeda digital do banco central (CBDC) pode ser uma boa ideia, mas que a suposição precisa ser verificada com cuidado.

Jessica Renier, diretora de finanças digitais do IIF, afirmou em entrevista que deseja ver “uma avaliação clara do impacto qualitativo e quantitativo da gama de possíveis designs de um euro digital”, analisando os “vários riscos … para a estabilidade financeira”.

Emissora do USDC, Circle anuncia stablecoin Euro Coin (EUROC)

A Circle Internet Financial, emissora da stablecoin indexada ao dólar USD Coin (USDC), anunciou ontem que deve lançar até o final do mês um novo token, desta vez lastreado na moeda única europeia.

A Euro Coin (EUROC) será totalmente garantida por reservas denominadas em euros mantidas sob custódia de instituições financeiras que se enquadram “no perímetro regulatório dos EUA”, anunciou a empresa na quinta-feira (16).

O EUROC se junta a uma pequena lista de stablecoins lastreadas em euros, incluindo EURt, emitida pela Tether, e EURS, da Stasis, com sede em Malta. O Tether também é o emissor da USDT, maior moeda atrelada ao dólar, com valor de mercado de mais de US$ 70 bilhões – a USDC, que é a segunda maior, tem capitalização de US$ 54 bilhões.

Até onde as criptomoedas vão chegar? Qual a melhor forma de comprá-las? Nós preparamos uma aula gratuita com o passo a passo. Clique aqui para assistir e receber a newsletter de criptoativos do InfoMoney

Compartilhe