Criptoativos

Criptomoedas perdem US$ 182 bilhões com ameaça a ativos de risco e mais assuntos que movimentam o mercado de criptos hoje

Ethereum perde força e cai abaixo dos US$ 3.800 com receio de aumento das taxas de juros nos Estados Unidos

Por  Paulo Alves -

O mercado de criptomoedas registra novo dia de perdas em meio ao início da reunião do Federal Reserve (FED) que pode sinalizar aumento de juros nos Estados Unidos. O temor é que, se a mudança se confirmar, investidores possam fechar posições de ativos de risco em busca de retornos mais seguros em títulos do governo americano.

A soma de todos os criptoativos mais importantes caiu US$ 182 bilhões em um dia, de US$ 2,41 trilhões para US$ 2,39 trilhões, no maior recuo diário do mês. Desde o começo de dezembro, as perdas totais já chegam a US$ 530 bilhões.

Quer aprender a investir em criptoativos de graça, de forma prática e inteligente? Nós preparamos uma aula gratuita com o passo a passo. Clique aqui para assistir

O Bitcoin (BTC), que chegou a cair para US$ 45 mil, tenta recuperar a região de US$ 47 mil nesta manhã enquanto investidores dos ETFs de BTC nos EUA já perdem o apetite pelo produto. Como consequência, os contratos futuros da bolsa de Chicago, que servem como referência para os fundos, negociam com preços menores do que no mercado à vista.

Hoje, no entanto, quem sofre mais é o Ethereum (ETH), com compradores desistindo de segurar o preço e abrindo caminho para uma queda mais brusca de um ativo que até então vinha se mantendo menos volátil.

O ETH perdeu os US$ 4 mil e é negociado a US$ 3.776 na manhã de hoje, trazendo consigo diversas outras criptomoedas aliadas, como Polygon (MATIC) e Polkadot (DOT), além de rivais diretas, como Solana (SOL) e Cardano (ADA) – todas recuam entre 4,1% e 8,4% nas últimas 24 horas.

Apesar disso, especialistas seguem otimistas para o médio prazo. “É importante notar que o Ether confirmou um rompimento para novas máximas em novembro, criando uma projeção de movimento perto de US$ 6 mil, fornecendo uma estrutura de alta de longo prazo”, explicou Katie Stockton, fundadora e sócia da Fairlead Strategies, em relatório publicado na noite de ontem.

No curto prazo, a situação é diferente. Das 100 maiores criptomoedas por capitalização, apenas seis registram ganhos hoje: Tezos (XTZ), IoTeX (IOTX), eCash, OKB (OKB) (XEC) e EOS (EOS), que avançam entre 1,7% e 4,6%, e a Decentralized Social (DESO), que dispara 39% após listagem na corretora Coinbase, a maior dos EUA.

Segundo Eddie van der Walt, da Bloomberg, é possível esperar um período de baixa para as criptomoedas como um todo, mas não por tanto tempo quanto em 2018, por exemplo. Para ele, a presença de investidores institucionais no mercado e a proximidade de um novo corte na emissão de Bitcoin, previsto para 2024, torna os momentos de estabilidade de preços mais curtos que antes.

Confira o desempenho das principais criptomoedas às 7h21:

CriptomoedaPreçoVariação nas últimas 24 horas
Bitcoin (BTC)US$ 46.946,80-4,0%
Ethereum (ETH)US$ 3.776,46-5,5%
Binance Coin (BNB)US$ 526,19-4,3%
Solana (SOL)US$ 153,83-7,4%
Cardano (ADA)US$ 1,22-6,8%

As criptomoedas com as maiores altas nas últimas 24 horas:

CriptomoedaPreçoVariação nas últimas 24 horas
Decentralized Social (DESO)US$ 132,23+39,1%
EOS (EOS)US$ 3,34+4,6%
OKB (OKB)US$ 28,12+2,4%
eCash (XEC)US$ 0,00011677+2,2%
IoTeX (IOTX)US$ 0,115729+1,7%

As criptomoedas com as maiores baixas nas últimas 24 horas:

CriptomoedaPreçoVariação nas últimas 24 horas
Olympus (OHM)US$ 420,97-11,9%
Radix (XRD)US$ 0,237796-7,7%
Theta Fuel (TFUEL)US$ 0,194496-5,7%
Waves (WAVES)US$ 14,33-5,7%
Zcash (ZEC)US$ 148,96-4,1%

Confira como fecharam os ETFs de criptomoedas no último pregão:

ETFPreçoVariação
Hashdex NCI (HASH11)R$ 50,17-4,98%
Hashdex BTCN (BITH11)R$ 63,59-2,5%
Hashdex Ethereum (ETHE11)R$ 63,68-6,14%
QR Bitcoin (QBTC11)R$ 16,83-2,2%
QR Ether (QETH11)R$ 15,61-6,07%

Veja as principais notícias do mercado cripto desta terça-feira (14):

Nike dobra aposta no metaverso e adquire startup de NFT de moda

A Nike fechou a compra da RTFKT, uma startup especializada em NFTs colecionáveis e de moda, em mais um passo que indica a aposta da fabricante de materiais esportivos no conceito de metaverso. Os termos do acordo não foram divulgados.

Segundo o CoinDesk, um dos principais produtos da RTFKT é um tênis colecionável híbrido NFT e físico, inspirado na coleção NFT CryptoPunks. Além disso, em março deste ano, uma campanha entre a startup e um artista digital resultou na venda de US $ 3,1 milhões em calçados digitais no metaverso.

“Esta aquisição é mais um passo que acelera a transformação digital da Nike e nos permite servir atletas e criadores na interseção de esporte, criatividade, jogos e cultura”, disse em nota o presidente da Nike, John Donahoe.

“Estamos adquirindo uma equipe muito talentosa de criadores com uma marca autêntica e conectada. Nosso plano é investir na marca RTFKT, servir e aumentar sua comunidade inovadora e criativa e estender a pegada digital e as capacidades da Nike”.

Plataforma de jogos play-to-earn sofre hack de US$ 140 milhões

A plataforma de jogos play-to-earn (jogue para ganhar) Vulcan Forged, que roda na rede Polygon, sofreu um ataque hacker na segunda-feira (13) que ocasionou perdas de 4,5 milhões de tokens PYR, o equivalente a US$ 140 milhões.

O ataque se deu mediante o roubo de 96 chaves privadas (assinaturas digitais) de alguns dos maiores usuários. Com isso, o preço dos tokens PYR despencou 34%, estendendo o prejuízo também para usuários que não tiveram suas carteiras invadidas.

Na manhã de hoje, os desenvolvedores da plataforma anunciaram o ressarcimento de quase a totalidade dos tokens roubados diretamente para as carteiras das vítimas. Os valores são provenientes de um fundo destinado a situações de crise.

Bug da Solana não foi causado por ataque, afirma cofundador

A segunda falha em três meses da Solana não foi causada por um ataque DDoS, disse o cofundador Raj Gokal em uma série de postagens no Twitter. O desenvolvedor inclusive garantiu que o bug não chegou a deixar a rede fora do ar, mas apenas lenta demais para alguns usuários.

“Para algumas pessoas, a rede ficou mais lenta por um dia e algumas transações foram interrompidas. Sem perda de fundos, sem êxodo de usuários ou desenvolvedores. A maioria de nós realmente não percebeu”, disse.

Segundo Gokal, a culpa da pane foi na verdade de uma oferta de NFTs do projeto SolChicks, que atraiu uma quantidade grande de usuários e acabou derrubando uma das corretoras descentralizadas que rodam na Solana.

Segundo os desenvolvedores, o incidente fez o desempenho da rede cair para cerca de 50 mil para 1 mil transações por segundo, o que parece uma perda grande, mas ainda assim deixa a Solana à frente do Ethereum em questão de capacidade transacional.

Quer aprender a investir em criptoativos de graça, de forma prática e inteligente? Nós preparamos uma aula gratuita com o passo a passo. Clique aqui para assistir

Compartilhe