Criptoativos

Bitcoin e altcoins se recuperam, moeda Ômicron dispara 900% e mais assuntos que vão movimentar o mercado de criptos hoje

Criptomoeda desconhecida com mesmo nome da nova variante do coronavírus saltou de US$ 70 para US$ 700 em dois dias

Por  Paulo Alves -

A forte queda no mercado de criptomoedas na sexta-feira (26) em meio ao temor da nova variante Ômicron do coronavírus que abalou as bolsas mundiais pode ter cessado. Após recuar 8% e chegar próximo de US$ 53.300, o Bitcoin (BTC) é negociado em alta de 4,2%, para US$ 56.808, às 7h de hoje.

A recuperação começou no domingo (28), com o preço ultrapassando brevemente a marca dos US$ 58 mil na abertura das bolsas asiáticas. Embora tenha fechado a segunda semana seguida de queda, a moeda digital permanece em terreno positivo no mês.

Quer aprender a investir em criptoativos de graça, de forma prática e inteligente? Nós preparamos uma aula gratuita com o passo a passo. Clique aqui para assistir

O dia é de ganhos generalizados para a maioria das 100 principais criptos por valor de mercado, com exceção de seis ativos – Amp (AMP), Elrond (EGLD), Basic Attention Token (BAT), Filecoin (FIL), Theta Fuel (TFUEL) e THORChain (RUNE), que recuam entre 1% e 5,6%.

The Sandbox (SAND) é mais uma vez a que registra melhor desempenho, com avanço de 15,4%, para US$ 7,19, em dia de lançamento da versão Alpha do jogo que vem sendo considerado o mais promissor a abrir caminho para o metaverso. A game coin Gala (GALA) também se destaca com subida de 13,2% hoje, somando alta de mais de 80% na semana.

Outro ativo que se recupera com confiança é o Stacks (STX), token nativo da blockchain onde foram cunhadas as moedas MiamiCoin e NYCCoin, criadas por entusiastas de criptomoedas e depois abraçadas pelos prefeitos de Miami e Nova York para levantar capital para as cidades. O STX sobe 11,1% em 24 horas.

O resultado dessas criptos, no entanto, fica bem abaixo do registrado por um ativo desconhecido que disparou 900% logo após o anúncio do nome da nova variante do coronavírus – ele também se chama Ômicron.

Confira o desempenho das principais criptomoedas às 7h:

CriptomoedaPreçoVariação nas últimas 24 horas
Bitcoin (BTC)US$ 56.808,60+4,2%
Ethereum (ETH)US$ 4.279,36+5,2%
Binance Coin (BNB)US$ 604,28+1,2%
Solana (SOL)US$ 202,10+6,7%
Cardano (ADA)US$ 1,56+3,8%

As criptomoedas com as maiores altas nas últimas 24 horas:

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

CriptomoedaPreçoVariação nas últimas 24 horas
The Sandbox (SAND)US$ 7,19+15,4%
Gala (GALA)US$ 0,682916+13,2%
Stacks (STX)US$ 2,02+11,1%
Sushi (SUSHI)US$ 7,69+10,7%
Leo Token (LEO)US$ 3,47+10,7%

As criptomoedas com as maiores baixas nas últimas 24 horas:

CriptomoedaPreçoVariação nas últimas 24 horas
Amp (AMP)US$ 0,064274-6,2%
Elrond (EGLD)US$ 399,04-5,7%
Basic Attention Token (BAT)US$ 1,57-5,7%
Filecoin (FIL)US$ 54,08-2,2%
Theta Fuel (TFUEL)US$ 0,296923-2,2%

Confira como fecharam os ETFs de criptomoedas no último pregão:

ETFPreçoVariação
Hashdex NCI (HASH11)R$ 58,51-7,27%
Hashdex BTCN (BITH11)R$ 74,96-6,34%
Hashdex Ethereum (ETHE11)R$ 74,00-4,09%
QR Bitcoin (QBTC11)R$ 19,70-5,28%
QR Ether (QETH11)R$ 16,92-8,24%

Veja as principais notícias do mercado cripto desta segunda-feira (29):

Cripto com mesmo nome de variante do coronavírus dispara 900%

Uma criptomoeda desconhecida disparou 900% sem razão aparente, a não ser por ter o mesmo nome da nova variante Ômicron do coronavírus.

A Omicron (OMIC) é a moeda de um protocolo de finanças descentralizadas (DeFi) construído em Ethereum que oferece farming (rendimentos em DeFi) por meio de títulos tokenizados. O ativo é negociado na exchange descentralizada (DEX) SushiSwap (SUSHI).

Essas características são relativamente comuns no mercado, mas nada disso parece ter sido levado em conta por investidores. Assim que a Organização Mundial da Saúde (OMS) confirmou a escolha do nome da nova variante, o preço do token saltou de US$ 70 na sexta-feira e chegou a atingir US$ 711 no domingo.

Fan token do Santos é o primeiro a ganhar distribuição via DeFi

O Santos tornou-se, na sexta-feira (26) o quinto time de futebol brasileiro a aderir aos fan tokens. O clube do litoral paulista, no entanto, é o primeiro do Brasil a ter seu ativo distribuído por meio de plataforma de finanças descentralizada (DeFi).

O protocolo PancakeSwap (CAKE) anunciou uma Oferta Inicial de Farming (IFO, na sigla em inglês) do token SANTOS. Farming é o processo de obter criptos mediante o depósito de um outro ativo digital. O processo é comum no meio DeFi como forma de obter rendimentos ou, no caso de IFO, para lançar uma nova moeda no mercado.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

A iniciativa está ligada a um acordo do Santos com a Binance, que é a patrocinadora da rede Binance Smart Chain (BSC), onde roda o protocolo PancakeSwap. O Santos é o primeiro clube da América Latina a fechar parceria com a corretora para lançamento de fan token. A maioria dos demais times, incluindo Atlético Mineiro, Corinthians, Flamengo e São Paulo, optaram pela Socios.com.

O farming do fan token SANTOS estará disponível a partir de quarta-feira (1º) mediante o depósito de tokens CAKE. A própria Binance também oferecerá benefício similar, porém hospedado em sua plataforma centralizada. Para participar e ganhar fan tokens, usuários deverão depositar Binance Coin (BNB) por um período predeterminado.

Reino Unido quer impor taxação de 2% para transações com criptomoedas

Exchanges de criptomoedas do Reino Unido poderão pagar 2% de impostos sobre todas as transações caso uma decisão do Her Majesty’s Revenue and Customs (HMRC), órgão equivalente à Receita Federal, se confirme.

A taxação é proveniente de uma lei que abarca empresas de tecnologia, criada para aumentar a arrecadação proveniente de gigantes como Google, Amazon e Meta. No entendimento dos técnicos do governo britânico, as bolsas de criptos devem ganhar a mesma categorização.

Segundo um relatório recente do órgao, os ativos digitais não se enquadram como dinheiro ou commodities, portanto as corretoras do setor não podem ser classificadas como instituições financeiras, hoje isentas de pagamento do tributo.

Em uma atualização do guia de pagamento de impostos, o HMRC disse ser “improvável que as corretoras de criptoativos possam se beneficiar da isenção para os mercados financeiros online”.

(Com The Telegraph)

Quer aprender a investir em criptoativos de graça, de forma prática e inteligente? Nós preparamos uma aula gratuita com o passo a passo. Clique aqui para assistir

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Compartilhe