Balanço da elétrica

Copel (CPLE6) lucra 63,6% a menos no 4º trimestre de 2021, para R$ 396,2 milhões

O lucro antes juros, impostos, depreciação e amortização (Ebitda, na sigla em inglês) caiu 31,5%, totalizando R$ 943 milhões.

Por  Felipe Moreira -

A Copel (CPLE6) registrou lucro líquido de R$ 396,2 milhões no quarto trimestre de 2021 (4T21), o que representa um recuo de 63,6% em relação ao mesmo trimestre de 2020.

O lucro antes juros, impostos, depreciação e amortização (Ebitda, na sigla em inglês) caiu 31,5%, totalizando R$ 943 milhões.

A margem Ebitda (Ebitda sobre receita líquida) atingiu 14,3% no período, baixa de 11,1 p.p. frente a margem registrada em 4T20.

Leia também:

O Ebitda ajustado, excluídos os itens não recorrentes, atingiu R$ 1,039 bilhão no 4T21, montante 26,6% inferior aos R$ 1,417 bilhão registrados no 4T20.

“Essa redução deve-se, sobretudo, à queda no resultado da Usina Termelétrica de Araucária e da Copel GeT, parcialmente compensado pelo bom resultado da Copel Distribuição”, explica a empresa.

Já a margem operacional alcançou 6,5% no 4T21, queda de 9,9 p.p. na comparação com 4T20.

O retorno sobre patrimônio líquido foi de 8,1% no quarto trimestre de 2021, uma redução de 20 pontos percentuais em relação ao quarto trimestre de 2020.

A receita líquida somou R$ 6,593 bilhões entre outubro e dezembro do ano passado, alta de 16,6% na comparação com igual etapa de 2020.

Segundo a Copel, o aumento da receita é reflexo, principalmente, do crescimento de 20,7% na linha “suprimento de energia elétrica”, decorrente, sobretudo, da comercialização dos 360 GWh de energia produzida pela UTE Araucária com preço médio de venda (CVU) superior aos R$ 2.000,00/MWh para o 4T21, ante aproximadamente R$ 438,00/MWh médios no 4T20, além do maior volume de energia vendida em contratos bilaterais pela Copel Mercado Livre.

No 4T21, os custos e despesas operacionais aumentaram 28,0%, totalizando R$ 6,046 bilhões

A dívida líquida da companhia ficou em R$ 11,826 bilhões no final de dezembro de 2021, crescimento de 18,9% em relação ao mesmo período de 2020.

O indicador de alavancagem financeira, medido pela dívida líquida/Ebitda ajustado, ficou em 1,0 vez em dezembro/21, queda de 0,3 vez em relação ao mesmo período de 2020.

Procurando uma boa oportunidade de compra? Estrategista da XP revela 6 ações baratas para comprar hoje.

Compartilhe