Comissão discute baratear transporte urbano coletivo

Comissão de Desenvolvimento Urbano levantará questões como diminuição do preço do óleo diesel e criação de vale transporte social

Por  Flávia Furlan Nunes -

SÃO PAULO – A Comissão de Desenvolvimento Urbano, da Câmara, discutirá, na manhã da terça-feira (29), o barateamento das tarifas do transporte público, convocada pelo deputado e coordenador da Frente Parlamentar do Transporte Público Jackson Barreto (PMDB-SE).

Entre as medidas a serem discutidas estão a desoneração tarifária, como a redução em metade do preço do óleo diesel usado para abastecimento do transporte coletivo urbano, e de inclusão social, como a criação do vale-transporte social, previsto no PL 5058/05 do deputado.

Transporte caro para classes D e E

De acordo com o parlamentar, pesquisas realizadas por entidades e pelo próprio governo mostram que cerca de 37 milhões de brasileiros das classes D e E não têm acesso ao transporte, porque não têm dinheiro para pagar a passagem.

“O transporte público nas cidades, garantido na Constituição como serviço essencial, virou artigo de luxo para os mais necessitados”, disse Barreto.

Pesquisa

Segundo estudo publicado pelo economista Márcio Pochmann, professor da Universidade de Campinas (Unicamp), que analisou o orçamento familiar dos trabalhadores brasileiros de 1958 a 1995, o aumento nas tarifas de transporte fez com que a população “desviasse” dinheiro, que antes era utilizado para compra de alimento e para a habitação.

Os dados mostram que, em 1958, o setor de Alimentação correspondia a 45% do orçamento familiar; a Habitação, 33%; e os Transportes, 2%. Já em 1995, essa representatividade passou para, respectivamente, 27%; 24% e 14%.

Compartilhe