Resgate cripto

CEO da exchange FTX diz que vale a pena perder dinheiro para sustentar mercado cripto

Sam-Bankman Fried também disse que estava disposto a comprar Bitcoin caso a moeda atingisse um determinado preço

Por  CoinDesk -

O cofundador e CEO da exchange FTX, Sam-Bankman Fried, disse que não se importa em perder algum dinheiro se estiver ajudando a manter a infraestrutura da indústria cripto funcionando.

“Não é um problema fazer um negócio que seja razoavelmente ruim para ajudar o mercado”, disse o executivo no evento Bloomberg Crypto Summit, em Nova York, na terça-feira (19). Segundo Bankman-Fried, a necessidade de ser um “ator bom e construtivo neste espaço” justifica “queimar uma pequena quantia de dinheiro”.

“A questão não é se isso oferece um bom retorno sobre o investimento”, disse. “É mais sobre manter a saúde da indústria em geral”, completou.

Tanto a FTX quanto a Alameda Research, uma grande firma de trading ligada a Bankman-Fried, ofereceram altos valores em resgates ao provedor de serviços financeiros cripto BlockFi e à exchange de criptomoedas Voyager Digital em meio a um forte sell-off do mercado – e Bankman-Fried disse que está aberto a ajudar ainda mais.

Os milhões de dólares despejados nessas empresas, porém, não necessariamente conseguiu salvá-las. A BlockFi, por exemplo, negociou um acordo em que a FTX poderia comprar a empresa, enquanto a Voyager entrou com pedido de falência no início deste mês. Quando o assunto da Voyager surgiu durante seu painel no evento, Bankman-Fried riu e deu de ombros para a quantia que pode ter sido “incinerada”.

O bilionário disse, contudo, que as conversas que está tendo com outras empresas de criptomoedas mostram que muitas delas ainda não definiram sua situação financeira –  e esse é o requisito mínimo para mantê-lo no telefone, sugeriu.

“O primeiro passo é, literalmente: sabemos o que está acontecendo?'”, disse.

Compra de Bitcoin?

Bankman-Fried também disse que a FTX estava pronta para começar a comprar Bitcoin (BTC) se o preço caísse para um determinado fundo, sem dizer qual. “Tivemos conversas sobre isso em algum momento”, disse ele. “Havia um preço, mas não o atingimos”.

Quando o Bitcoin despencou um terço, para US$ 20 mil no mês passado, Bankman-Fried disse que estava viajando e que seu primeiro impulso foi correr de volta para sua empresa para ajudá-la a lidar com o cenário. Mas ele disse que esse teste de estresse forçado provou que os sistemas criados pela FTX não precisavam de nenhuma intervenção. “Nada estava pegando fogo”, disse.

Em meio ao “inverno cripto”, o bilionário afirmou que, para ele, está claro que a regulamentação do setor provavelmente exigiria que as empresas tivessem a devida garantia para obter os empréstimos que contraíram em seus negócios, o que teria evitado parte do contágio atual. Uma enxurrada de empréstimos não garantidos mostrou quais empresas tomaram decisões apropriadas de gerenciamento de risco, argumentou.

Até onde as criptomoedas vão chegar? Qual a melhor forma de comprá-las? Nós preparamos uma aula gratuita com o passo a passo. Clique aqui para assistir e receber a newsletter de criptoativos do InfoMoney

Compartilhe