BlackRock eleva fatia nas Casas Bahia para 5,1%, Camil conclui recompra de ações e mais

Confira os principais destaques do noticiário corporativo desta quinta-feira (25)

Felipe Moreira

Megastore das Casas Bahia (Divulgação)

Publicidade

O radar corporativo desta quinta-feira (25) traz a conclusão do programa de recompra de ações de emissão da Camil (CAML3). Além disso, a BlackRock atingiu posição equivalente a aproximadamente 5,133% do número total de ações ordinárias da Casas Bahia.

Santander (SANB11) aprova programa de recompra de até 36,2 milhões de ações.

acionistas da Telefônica Brasil (VIVT3) aprovaram redução de capital de R$ 1,5 bilhão.

Treinamento Gratuito

Manual dos Dividendos

Descubra o passo a passo para viver de dividendos e ter uma renda mensal previsível, começando já nas próximas semanas

E-mail inválido!

Ao informar os dados, você concorda com a nossa Política de Privacidade.

A Petrobras (PETR4), por sua vez, quer exercer direito de preferência em bloco Jaspe a ser licitado no pré-sal.

A REAG passou a deter 66,36% do capital da Getninjas após OPA.

Confira mais destaques:

Continua depois da publicidade

Camil (CAML3)

A Camil Alimentos concluiu o programa de recompra de ações de emissão da Companhia aprovado pelo Conselho de Administração em janeiro de 2023, por meio do qual foram adquiridas 9.000.000 de ações ordinárias, totalizando 8.984.400 ações remanescentes em tesouraria para atendimento de outorgas, cancelamento,
permanência em tesouraria ou alienação.

Casas Bahia (BHIA3)

O Grupo Casas Bahia (BHIA3) informou que a BlackRock atingiu posição equivalente a aproximadamente 5,133% do número total de ações ordinárias da companhia.

Aura Minerals (AURA33)

A Aura (AURA33) informou que sua subsidiária Aura Almas tem mudanças na estrutura de liderança e gestão, com saída de Andréia Nunes do cargo de Diretora de Operações da Aura Almas.

Banco do Brasil (BBAS3)

O Banco do Brasil (BBAS3) divulgou nesta quarta-feira que Jayme Pinto Junior renunciou ao cargo de diretor de agronegócios e agricultura familiar. Everton Luís Kapfenberger foi indicado para ocupar o cargo.

Vamos (VAMO3)

A Fitch Ratings atribuiu, hoje, o Rating Nacional de Longo Prazo ‘AAA(bra)’ à décima emissão de debêntures da Vamos Locação de Caminhões, Máquinas e Equipamentos S.A. (Vamos), que totaliza BRL500 milhões e tem vencimento final em 2029. As debêntures são da espécie quirografária e seus recursos serão destinados a fins corporativos gerais, incluindo, mas não se limitando a, capital de giro, gestão de caixa e reforço de liquidez. A Fitch classifica a Vamos com Rating Nacional de Longo Prazo ‘AAA(bra)’, com Perspectiva Estável.

Telefônica Brasil (VIVT3)

Os acionistas da Telefônica Brasil (VIVT3), dona da Vivo, aprovaram nesta quarta-feira (24), em Assembleia Geral Extraordinária (AGE), a redução do capital social da companhia, no valor de R$ 1,5 bilhão, sem cancelamento de ações, mediante restituição de valores aos acionistas.

Cada ação ordinária da companhia dará direito ao recebimento de R$ 0,90766944153.

Santander (SANB11)

O Conselho de Administração do Santander (SANB11) aprovou nesta quarta-feira (24) um novo programa de recompra de até 36,2 milhões de units de sua própria emissão, o que representa cerca de 1% da totalidade do capital social do banco.

O programa tem prazo para aquisição de 18 meses contados a partir de 06 de fevereiro de 2024, encerrando-se em 06 de agosto de 2025.

Petrobras (PETR4)

A Petrobras (PETR4) manifestou nesta quarta-feira ao Conselho Nacional de Política Energética (CNPE) o interesse no direito de preferência no bloco Jaspe, na Bacia de Campos, a ser licitado no Sistema de Oferta Permanente, sob o regime de Partilha de Produção, informou a companhia em comunicado.

Getninjas (NINJ3)

A Getninjas (NINJ3) anunciou nesta quarta-feira (24) que o fundo REAG Alpha adquiriu 16.867.584 ações ordinárias de emissão da companhia, representativas de 33,21% de seu capital social, por meio de uma oferta pública de aquisições (OPA). As ações ordinárias foram adquiridas pelo preço de R$ 5,00 por ação, totalizando o valor de R$ 84,3 milhões.