Reguladores de olho

Binance dos EUA vira alvo de investigação da SEC, diz The Wall Street Journal

Regulador investiga a relação da corretora com outras duas empresas fundadas por Changpeng Zhao

Por  CoinDesk -

A Securities and Exchange Commission (SEC, a Comissão de Valores Mobiliários dos Estados Unidos) está investigando as relações entre o braço americano da exchange de criptomoedas Binance e duas empresas de propriedade do fundador da corretora, Changpeng Zhao. As informações são do The Wall Street Journal.

As duas firmas, Sigma Chain AG e Merit Peak Ltd., negociam criptomoedas na Binance.US como formadores de mercado – traders que compram e vendem continuamente para ajudar a aliviar a volatilidade, lucrando com as pequenas diferenças nos preços de compra e venda.

Documentos corporativos de 2019 e ex-executivos confirmaram os laços de Zhao com as empresas, e as fontes disseram que ele estava no controle de ambas no final do ano passado.

A principal preocupação é se as afiliadas recebem tratamento preferencial da exchange em termos de acesso ou velocidade, de acordo com o The Wall Street Journal.

Fontes disseram ao jornal que os reguladores estão investigando o quanto a Binance.US divulgou aos clientes sobre seus laços com as empresas, e a SEC solicitou informações da corretora.

  • Assista: O que as tensões na Ucrânia têm a ver com o Bitcoin? Analista da Ohm Research responde no Cripto+

“As atividades de market making são padrão tanto nas finanças tradicionais quanto nas criptomoedas, como as realizadas na Citadel Securities ou na FTX (exchange) pela Alamada Research, empresa de propriedade do fundador da FTX, Sam Bankman-Fried. Elas garantem liquidez e dão suporte para um mercado vibrante, eficiente e saudável que beneficia os usuários finais”, disse um porta-voz da Binance ao CoinDesk em resposta à reportagem do jornal.

Em 2019, a Binance foi proibida de operar nos Estados Unidos e abriu a Binance.US para cumprir as leis do país.

A exchange passou por um crescente escrutínio de fiscalizadores financeiros em todo o mundo no ano passado, incluindo uma investigação da U.S. Commodity and Futures Trading Commission (CFTC), que regula o mercado de derivativos, sobre a possível negociação ilegal de derivativos na Binance.US.

Até onde as criptomoedas vão chegar? Qual a melhor forma de comprá-las? Nós preparamos uma aula gratuita com o passo a passo. Clique aqui para assistir e receba a Newsletter de criptoativos do InfoMoney

Compartilhe