Criptos no mês

As maiores altas e baixas de criptomoedas em abril

Token de exchange multi-redes dispara 60%, enquanto cripto ucraniana decepciona e lidera baixas

Por  Paulo Alves, Rodrigo Tolotti

Abril chega ao fim como mais um mês negativo para o mercado de criptomoedas, com o Bitcoin (BTC) recuando 15,90%, ficando na casa de US$ 38.400, enquanto o Ethereum (ETH) caiu 15,20%, em torno de US$ 2.800.

Segue no mercado um clima de maior apreensão, que também pesa para uma grande volatilidade, conforme as criptomedas registram uma correlação com o mercado de ações, que também recuaram em abril. A tensão com a invasão da Ucrânia e apreensão sobre a alta de juros nos Estados Unidos têm sido os dois principais fatores negativos para o mercado.

Mas enquanto todas as maiores criptomoedas em valor de mercado caíram no último mês, outros ativos digitais chamaram atenção positivamente, caso da criptomoeda ApeCoin, do projeto de NFTs Bored Ape Yatch Club, e a Stepn, subindo mais de 50% cada.

Entre as perdas também tiveram diversos tokens com fortes perdas no mês, com destaque para a já famosa Axie Infinity, ligada ao jogo de mesmo nome e que explodiu em 2021.

Confira abaixo as maiores altas e baixas de abril (lembrando que o mercado de criptomoedas não fecha, podendo haver variações durante o fim de semana):

Maiores altas do mês

A criptomoeda Kyber Network Crystal (KNC), que alimenta a exchange descentralizada Kyber Network, foi a que mais subiu em abril, com alta na ordem de 60%. O resultado vem em meio à boa aceitação da plataforma entre traders pela compatibilidade do produto com múltiplas blockchains, o que ajuda a reduzir custos de transação.

Na sequência veio a ApeCoin (APE), criptomoeda ligada ao famoso projeto NFT Bored Ape Yatch Club que foi lançada em abril e acumulou alta de mais de 50%. Nem um hack que resultou no roubo de diversos NFTs da coleção Bored Ape abalou a alta do token, que disparou principalmente pela expectativa do lançamento de um metaverso que usará o APE como moeda.

Na cola da ApeCoin ficou a Stepn (GMT), criptomoeda de um jogo que se propõe a pagar pela realização de exercícios físicos – quanto mais o usuário corre usando o app do projeto, mais moedas GMT ganha. Para participar, o interessado deve comprar um NFT que pode custar milhares de dólares. A exchange Binance é uma das investidoras.

As criptomoedas com as maiores altas do mês de abril (até às 17h do dia 29):

CriptomoedaFechamento do mêsVariação
Kyber Network Crystal (KNC)US$ 5,16+58,77%
ApeCoin (APE)US$ 19,90+56,82%
Stepn (GMT)US$ 3,81+53,01%
Kava (KAVA)US$ 5,04+12,00%
XDC (XDC)US$ 0,06313+10,27%

Maiores quedas do mês

Já na ponta negativa, o principal destaque ficou com a cripto ucraniana Waves (WAVES), uma criptomoeda inflacionária oferecida como recompensa por blocos de mineração em sua blockchain descentralizada e de código aberto. A queda ocorreu em um cenário de bastante desconfiança sobre os usuários em relação ao seu projeto.

Na virada do mês, vários usuários do Twitter acusaram a equipe da Waves de manipular o preço de seu token nativo por meio de sua plataforma de empréstimos de finanças descentralizadas (DeFi) Vires.finance.

Isso levou o Neutrino (USDN), uma stablecoin algorítmica do ecossistema Waves, a desabar e perder sua paridade com o dólar americano. Além de toda a desconfiança, pesa também o fato da WAVES ter disparado mais de 200% em março, o que pesa para uma correção ainda mais forte quando uma notícia negativa como essa ocorre.

Na sequência ficou a Zilliqa (ZIL), que se mostrou mais um caso da famosa máxima do mercado de “sobe no boato, cai no fato”.

O token, que promete uma rede rápida e que busca competir com métodos tradicionais de pagamento como Visa e Mastercard, havia disparado em março após anunciar o lançamento do metaverso Metapolis. Porém, desde que lançou o projeto, tem sofrido uma forte correção, indicando que seu preço estava bastante exagerado após os ganhos do mês passado.

Completando o Top 3 das quedas em abril apareceu uma das criptos mais comentadas dos últimos meses, a Axie Infinity (AXS), do jogo de mesmo nome.

Além de um cenário mais negativo em geral e do aumento da concorrência com outros games no modelo “play-to-earn” surgindo, pesou para o ativo o grande hack ocorrido na Ronin no fim de março.

Os nós validadores da blockchain Ronin Network (RON) de propriedade da Sky Mavis, desenvolvedores da rede e os mesmos criadores do Axie Infinity e da organização Axie DAO, sofreu o que se tornou o maior ataque hacker da história das criptos, perdendo mais de US$ 625 milhões, gerando grande tensão e desconfiança no mercado, pesando para a cotação do token.

As criptomoedas com as maiores baixas do mês de abril (até às 17h do dia 29):

CriptomoedaFechamento do mêsVariação
Waves (WAVES)US$ 14,23-73,95%
Zilliqa (ZIL)US$ 0,08249 -53,55%
Axie Infinity (AXS)US$ 33,65-46,97%
Harmony (ONE)US$ 0,0891-44,56%
THORChain (RUNE)US$ 6,75-41,10%

Até onde as criptomoedas vão chegar? Qual a melhor forma de comprá-las? Nós preparamos uma aula gratuita com o passo a passo. Clique aqui para assistir e receber a newsletter de criptoativos do InfoMoney

Compartilhe