Volatilidade

Ibovespa zera ganhos acompanhando virada no exterior; dólar volta a subir

Preocupações com inflação local voltam a impactar mercado em dia de poucos negócios com feriado nos EUA

arrow_forwardMais sobre
stocks mercado ações índices bolsa baixa queda crash sell
(Getty Images)

SÃO PAULO – O Ibovespa não conseguiu sustentar a alta que vinha apresentando desde cedo, zerou ganhos e inverteu sinal. Movimento semelhante foi visto no mercado dos Estados Unidos, onde os títulos do Tesouro não estão sendo negociados hoje. por conta do feriado do Columbus Day. Os investidores acompanham mais uma disparada nos preços do setor de energia. Por um lado, isso sustentou as ações do segmento, mas agora a escalada das cotações renova preocupações com a inflação global.

Às 14h28, horário de Brasília, o Ibovespa recuava 0,22%, aos 112.583 pontos.  O Ibovespa futuro para outubro de 2021 recuava 0,32% aos 112.635.

O dólar comercial voltou a subir e avançava 0,25% a R$ 5,530 na compra e R$ 5,530 na venda. O dólar futuro com vencimento em novembro de 2021 avançava 0,28% R$ 5,545.

No mercado de juros futuros, o DI para janeiro de 2023 avança seis pontos-base, a 9,08%; DI para janeiro de 2025 também sobe seis pontos-base a 10,10%; e o DI para janeiro de 2027 registrava variação positiva de seis pontos-base a 10,52%

Na última sexta-feira, o Ibovespa chegou a subir mais de 3%, depois de três sessões seguidas próxima do zero. A Bolsa brasileira não funcionará amanhã por conta do feriado nacional de Nossa Senhora Aparecida.

“A liquidez dos negócios hoje é baixa, então é comum ter distorções. Ainda mais com o vencimento de opções que ocorre no final desta semana, então tende a ser uma semana volátil”, afirma Henrique Esteter, especialista em mercado de ações do InfoMoney.

Aqui no Brasil, as projeções para a inflação foram revisadas para cima pela 27ª semana consecutiva. Os economistas do mercado financeiro elevaram a previsão para o Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA) de 2021 de 8,51% na semana passada, para 8,59%. Para 2022 a previsão subiu de 4,11% para 4,17%.

Já em relação ao Produto Interno Bruto (PIB) as projeções se mantiveram em expansão de 5,04% para 2021; porém, para 2022, foram reduzidas de 1,57% para 1,54%. As estimativas para o dólar avançaram de R$ 5,20 para R$ 5,25 em 2021 e se mantiveram em R$ 5,25 para 2022. Por fim, a projeção para a taxa básica de juros, Selic, manteve-se em 8,25% ao ano para 2021 e subiu de 8,50% para 8,75% ao ano para

PUBLICIDADE

Os índices em Nova York também inverteram sinal. O Dow Jones recuava 0,3%; o S&P 500 caía 0,3% e o Nasdaq tinha baixa de 0,16%.

Esta semana deve ser marcada pela divulgação de resultados de grandes bancos nos Estados Unidos relativos ao terceiro trimestre. Entre eles, estão os resultados de JP Morgan Chase, Goldman Sachs, Bank of America, Morgan Stanley, Wells Fargo e Citigroup.

As perspectivas de retirada de estímulos da economia americana diminuíram após dados de emprego mais fracos do que o esperado na sexta. O Departamento de Emprego dos Estados Unidos informou que foram adicionados 194 mil empregos em setembro no país, frente à expectativa de 500 mil de analistas ouvidos pela Dow Jones. Neste ritmo, o mercado de trabalho deve se recuperar a níveis pré-pandêmicos apenas em julho de 2022.

O banco Goldman Sachs cortou sua previsão para o crescimento da economia dos Estados Unidos a 5,6% em 2021 e a 4% em 2022.

As Bolsas europeias fecharam com tendências mistas. O Stoxx 600, que reúne empresas de 17 países europeus em setores-chave, fechou em leve alta de 0,05%. A Bolsa de Londres (FTSE100) terminou o dia em alta de 0,72% e a de Frankfurt (DAX) recuou 0,05%.

Os investidores seguem atento aos desdobramentos da crise energética no continente, que tem sido provocada por escassez no fornecimento de gás natural e alta nos preços da matéria-prima. Hoje os preços das commodities voltaram a subir, incluindo o minério de ferro e o petróleo.

O barril do petróleo tipo Brent para dezembro de 2021 era negociado em torno dos US$ 84 o barril, com alta de quase 2%. O WTI para novembro de 2021 é cotado a US$ 81 por barril, com alta de  2,07%.

As bolsas asiáticas tiveram resultados variados entre si. O índice Hang Seng, de Hong Kong, fechou em alta de 1,96%, com destaque positivo para os papéis do Meituan, que avançaram 8,36%.

PUBLICIDADE

Na sexta, o regulador dos mercados na China afirmou que multou a empresa em 3,4 bilhões de yuans chineses, o equivalente a US$ 527,71 milhões, abaixo da multa de 18,23 bilhões de yuans, ou US$ 2,8 bilhões, que o Alibaba recebeu em abril. Na sexta, o Alibaba avançou 7,91%, e o Tencent, 2,95%.

Na segunda, a incorporadora China Evergrande Group, que passa por uma crise, enfrentou ou pagamento de mais juros de dívidas. No mês passado, a emprega já deixou de pagar os juros de duas dívidas que venciam.

Na China continental, o Shanghai composto se manteve estável, em 3.591,71 pontos; no Japão, o Nikkei teve alta de 1,6%.

Radar corporativo

Kora Saúde (KRSA3)

A Kora Saúde Participações comunicou que, em 9 de outubro de 2021, sua subsidiária Camburi Participações celebrou um contrato de compra e venda de quotas e outras avenças para a compra de 80% do Grupo OTO. A empresa deve formar uma sociedade com acionistas fundadores do Grupo OTO para operar todas as suas atividades no Ceará.

No comunicado enviado à CVM, a Kora afirma que o Grupo OTO foi fundado em 1991, e é um dos maiores e mais tradicionais grupos hospitalares do Ceará, com presença em Fortaleza, Caucaia e Messejana. O Hospital Otoclinica Matriz possui 194 leitos, dos quais 44 são de UTI.

A compra terá valor total de R$ 248 milhões, dos quais R$ 140 milhões serão à vista, na data de fechamento; R$ 79 milhões a prazo em 6 anos e; R$ 29 milhões pela troca de ações referentes a participações da Kora nos Hospitais Gastroclinica e Hospital São Mateus, de Fortaleza. Estes serão incorporados ao Grupo OTO, sobre o qual a Kora passa a deter 80% das ações.
Os acionistas fundadores do Grupo OTO ficam com os outros 20% de participação.

Gol (GOLL4)

A Gol atualizou suas expectativas para o terceiro trimestre de 2021 e calcula prejuízo menor por ação no período. Na previsão anterior, divulgada na última sexta-feira, a companhia aérea previa prejuízo de R$ 3,20 por ação entre julho e setembro deste ano. No entanto, calcula agora que o prejuízo será de R$ 2,58 por papel.

A Gol informou que a receita unitária de passageiro (PRASK) para o trimestre tende a ser maior em aproximadamente 5%, quando comparada ao mesmo período do ano passado. A GOL espera uma receita unitária (RASK) 5% maior em relação ao 3T20. Na previsão anterior, a companhia previa queda das receitas.

PUBLICIDADE

Ainda segundo o comunicado, as vendas diárias encerraram o trimestre em torno de R$28 milhões, representando um aumento de 48% em relação ao final do 2T21. Com 82% de taxa de ocupação no trimestre, a GOL segue ajustando sua oferta à demanda. A companhia informou que superou suas projeções financeiras para o período, apesar da desvalorização cambial.

“Nosso foco no 4T21 é adequar diligentemente nossa capacidade ao aumento da demanda, tanto no segmento de viagens a negócios como as viagens a lazer em função da temporada de férias, aumentar o inventário de assentos para as vendas da Black Friday e o retorno das rotas internacionais para Punta Cana, Cancún e Montevidéu”, escreveu o vice-presidente financeiro da Gol, Richard Lark.

Banco do Brasil (BBAS3) e Bradesco (BBDC4)

Segundo comunicado divulgado na sexta-feira (8), o Banco do Brasil vendeu sua participação no banco digital Digio para o Bradesco. Assim, o Bradesco celebrou com a BB Elo Cartões Participações, controlada do Banco do Brasil, um contrato para a compra de 49,99% do Digio.

O valor que o Bradesco pagará será de R$ 625 milhões. Ao fim da transação, o Bradesco passará a deter, de forma indireta, 100% do capital social do Digio.

O banco Digio foi criado pelo Grupo Elopar, uma holding criada em 2015 por meio de uma parceria entre Banco do Brasil e Bradesco que, atualmente, conta com 2 milhões de cartões de crédito e uma carteira de crédito com R$ 2,5 bilhões.

A conclusão da transação ainda precisa passar por aprovação do Banco Central e do Conselho Administrativo de Defesa Econômica (Cade).

Plano&Plano (PLPL3)

Segundo comunicado enviado ao mercado na sexta-feira (8), as vendas líquidas da Plano&Plano foram de R$ 326 milhões no terceiro trimestre de 2021, uma alta de 45,3% em comparação com o mesmo período do ano anterior.

As vendas sobre oferta (VSO) tiveram alta de 6 pontos percentuais em 12 meses, a 43%. A construtora informou também que encerrou o mês de setembro com 8.392 unidades em estoque. Em janeiro havia 9.293 em estoque.

Omega Geração (OMGE3)

A Assembleia-Geral de Acionistas e o Conselho de Administração da Omega Energia elegeram o ex-presidente da Petrobras Roberto Castello Branco para vice-presidente do Conselho de Administração, informou a empresa em comunicado ao mercado na sexta-feira.

A eleição vale até a Assembleia-Geral Ordinária referente às demonstrações contábeis do exercício social a ser encerrado em 31 de dezembro de 2023.

A posse, no entanto, está condicionada à efetivação da listagem da Omega Energia no Novo Mercado da B3.
Vibra Energia (BRDT3)

A Vibra Energia (Ex-BR Distribuidora) comprou uma participação de 50% na comercializadora de energia Comerc, afirmou à Reuters uma fonte familiarizada com o assunto na sexta-feira.

A Comerc estava trabalhando para a realização de uma oferta pública inicial (IPO) para arrecadar cerca de R$ 1,5 bilhão, que deveria ser precificada na noite desta sexta-feira.

Petrobras (PETR3PETR4)

A empresa informou nesta segunda-feira (11) que concluiu a venda da sua participação de 50% no campo terrestre de Rabo Branco, localizado na Bacia de Sergipe-Alagoas, no estado de Sergipe, para a empresa Petrom Produção de Petróleo e Gás Ltda (Petrom).

Segundo a estatal, a venda ocorreu por conta do exercício do direito de preferência da empresa previsto contratualmente. O valor total da venda ficou em US$ 1,5 milhão, que já havia sido depositado em uma conta-garantia para a Petrobras em 7 de maio deste ano.

Na última sexta-feira, a Petrobras determinou a elevação do preço médio da gasolina e do gás de cozinha nas refinarias em 7,2% a partir de sábado, refletindo o avanço do petróleo no mercado externo e fortalecimento do dólar.

Com os reajustes, a gasolina passa a ser vendida pela petroleira nas refinarias às distribuidoras a R$ 2,98 por litro, após um período de estabilidade de 58 dias, segundo a Petrobras.

No acumulado do ano, a gasolina da Petrobras soma alta de mais de 60%. Já o diesel, que sofreu aumento na semana passada, acumula avanço de mais de 50%.

O gás de cozinha, após o ajuste, será comercializado a R$ 3,86 por kg, equivalente a R$ 50,15 por botijão de 13 kg, depois de 95 dias com preços estáveis.

Analista da Clear apresenta plano detalhado para começar a construir uma renda diária utilizando a Bolsa de Valores. Inscreva-se grátis.