Controle da pandemia

Doria anuncia mutirão para acelerar vacinação de crianças contra a Covid-19 em São Paulo

5.200 salas estarão abertas neste sábado (5), das 7h às 19h, para a vacinação de crianças entre 5 e 11 anos

Por  Equipe InfoMoney -

O governo de São Paulo anunciou, no início da tarde desta quarta-feira (2), um mutirão para acelerar a vacinação das crianças no estado contra a Covid-19.

O Dia C, como foi nomeado pelo governador João Doria (PSDB), será neste sábado (5) e contará com ao menos 5.200 salas de vacinação distribuídas pelos 645 municípios paulistas.

Os pais ou os responsáveis pelas crianças terão acesso aos postos de vacinação das 7h às 19h. Doria disse que vai aportar cerca de R$ 5 milhões para quitar as horas extras dos vacinadores que trabalharão no mutirão.

O público-alvo é de crianças entre 5 e 11 anos — elas receberão dose pediátrica da Pfizer, imunizante aprovado pela Anvisa (Agência Nacional de Vigilância Sanitária) para esta faixa etária.

Leia também:
• Menino Xavante, de 8 anos, é a primeira criança vacinada contra a Covid-19 no Brasil

Pouco mais de 1.4 milhão de crianças que vivem no estado já receberam a primeira dose de vacina contra o coronavírus, o que representa 35,92% do grupo populacional apto a se vacinar no estado. A meta da gestão Doria é, até 10 de fevereiro, fornecer a primeira dose a todas as crianças.

Em coletiva à imprensa nesta quarta realizada no Palácio Bandeirantes, na zona oeste da capital paulista, o governador Doria também disse que o Instituto Butantan fez ofertas de doses pediátricas da Coronavac para o Ministério da Saúde.

Segundo Dimas Covas, diretor do Butantan, já foram ofertadas 17 milhões de doses, por ofício, à pasta chefiada por Marcelo Queiroga. À imprensa, o ministério já sinalizou que deverá incorporar o imunizante ao plano nacional de imunização a este público.

No estado de São Paulo, até esta quarta, 93 milhões de doses já tinham sido aplicadas em 80% da população — estas concluíram, segundo o governo, o ciclo de imunização.

Regiane de Paula, coordenadora do Plano Estadual de Imunização, chamou a atenção para o fato de que 2,2 milhões de pessoas no estado ainda não concluíram a imunização.

Quem estiver nesta situação pode se deslocar a qualquer posto de vacinação do estado para receber a vacina. “Outras 16,5 milhões já tomaram a terceira dose”, complementou a coordenadora.

Cadastre-se na IMpulso e receba semanalmente um resumo das notícias que mexem com o seu bolso — de um jeito fácil de entender:
Concordo que os dados pessoais fornecidos acima serão utilizados para envio de conteúdo informativo, analítico e publicitário sobre produtos, serviços e assuntos gerais, nos termos da Lei Geral de Proteção de Dados.
check_circle_outline Sua inscrição foi feita com sucesso.
error_outline Erro inesperado, tente novamente em instantes.
Compartilhe