SUPER LIVES Elena Landau (economista e ex-diretora do BNDES) e Cassiana Fernandez (economista-chefe do JP Morgan) debatem o cenário econômico e a agenda de reformas no Brasil

Elena Landau (economista e ex-diretora do BNDES) e Cassiana Fernandez (economista-chefe do JP Morgan) debatem o cenário econômico e a agenda de reformas no Brasil

Imunização contra Covid-19

Butantan: produção em escala industrial de CoronaVac 100% nacional começa em janeiro de 2022

As obras da nova fábrica de vacinas estão dentro do cronograma, informou o instituto

arrow_forwardMais sobre
Frascos com CoronaVac no Butantan (REUTERS/Amanda Perobelli)

SÃO PAULO – O Instituto Butantan espera começar em janeiro de 2022 sua produção em escala industrial da CoronaVac, vacina contra Covid-19 desenvolvida pela entidade em parceria com o laboratório chinês Sinovac. Nessa etapa, insumos e envases serão totalmente nacionais.

“Para isso, as obras da nova fábrica de vacinas seguem seu ritmo e cronograma”, informou o Instituto Butantan em publicação no Twitter.

As obras devem ser concluídas em setembro. Já a instalação de equipamentos ocorrerá em outubro de novembro de 2021.

Por fim, a aprovação da Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) deve acontecer em dezembro. Segundo o Instituto Butantan, a primeira dose da vacina 100% nacional fica pronta ainda em dezembro de 2021. O início da produção em larga escala ficará para janeiro de 2022.

A informação já havia sido antecipada por João Doria (PSDB), governador de São Paulo, em coletiva realizada no final de fevereiro.

A fábrica de 10 mil metros quadrados ficará no complexo do instituto, na zona oeste da capital paulista. A instalação exigiu um investimento de R$ 160 milhões e contou com doações de empresas, como Americanas, B2W e iFood.

A capacidade de produção do instituto com a nova fábrica é de 100 milhões de doses anuais da CoronaVac, segundo estimativas divulgadas no final de janeiro. A instalação também permitirá a produção de doses de outras vacinas do instituto, como a contra a influenza.

Entregas da CoronaVac

Contando com uma entrega de 2 milhões de vacinas realizada na manhã desta quarta-feira (17), 22,6 milhões de doses da CoronaVac já foram entregues desde o início do acordo de distribuição – firmado com o Ministério da Saúde em 17 de janeiro.

O acordo prevê o envio de 46 milhões de doses até o final de abril. Ainda, o Butantan deve entregar mais 54 milhões de doses até agosto deste ano, totalizando 100 milhões de doses da CoronaVac.

PUBLICIDADE

Até o final deste mês, mais de 36 milhões de imunizantes CoronaVac serão entregues ao todo para o ministério. Veja o planejamento da pasta para a entrega de doses contra a Covid-19 em 2021, incluindo a CoronaVac: 

Transformar a Bolsa de Valores em fonte recorrente de ganhos é possível. Assista a aula gratuita do Professor Su e descubra como.