Pandemia

Adultos vacinados com Janssen terão de receber segunda dose contra a Covid-19, anuncia Queiroga

Depois da segunda dose, os imunizados com a Janssen terão uma dose extra à disposição, em caráter de reforço, que será aplicada cinco meses depois

Por  Dhiego Maia

GONÇALVES (MG) — O ministro da Saúde, Marcelo Queiroga, anunciou nesta terça-feira (16) que as pessoas adultas vacinadas com a Janssen, aplicada até então como dose única, receberão uma segunda dose.

“No início, a recomendação era que essa vacina fosse de dose única. Hoje, nós sabemos que é necessária essa proteção adicional. Então, os que tomaram a vacina da Janssen vão tomar a segunda dose do mesmo imunizante”, afirmou Queiroga.

Leia também: Covid-19: Ministério da Saúde reduz intervalo e libera dose de reforço da vacina para todos os adultos

Depois da segunda dose, os imunizados com a Janssen terão uma terceira dose à disposição, em caráter de reforço, que será aplicada cinco meses depois. O imunizante escolhido para a inoculação extra será, preferencialmente, diferente da Janssen, disse o ministro.

A nova recomendação da pasta da Saúde do governo de Jair Bolsonaro (sem partido) diz seguir uma postura tomada por outras nações, como os Estados Unidos, onde a população local vacinada com Janssen já vem recebendo reforço na imunização.

Segundo Rosana Leite de Melo, secretária extraordinária de Enfrentamento à Covid-19, embora a vacina produzida pelo laboratório da Johnson seja de dose única, “compete a nós [Ministério da Saúde] as definições”.

“A pessoa tomará as duas doses em um intervalo de dois meses”, complementou a secretária da área.

O ministério prevê distribuir novas doses da Janssen a partir desta sexta-feira (19) aos estados e municípios. Na semana passada, um lote com 1 milhão de doses da vacina foi enviado ao país, uma parte das 36,2 milhões de vacinas contratadas com a fabricante para serem entregues até dezembro.

A nova recomendação em relação à Janssen foi anunciada por Queiroga em coletiva à imprensa, nesta terça, para o lançamento da campanha “Mega Vacinação” cujo objetivo é reforçar a imunização dos brasileiros contra a Covid-19.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Entre os principais anúncios do dia, Queiroga disse que todos os adultos do país com cinco meses completados da segunda dose de vacina contra o coronavírus terão acesso a uma terceira dose de reforço.

Essa possibilidade de dose adicional, antes do anúncio, era restrita para idosos, imunossuprimidos e profissionais de saúde.

Aprenda a transformar a Bolsa de Valores em fonte recorrente de ganhos. Assista a aula gratuita do Professor Su e descubra como.

Compartilhe