Imunização

Covid-19: Ministério da Saúde reduz intervalo e libera dose de reforço da vacina para todos os adultos

Mais de 12,4 milhões de brasileiros estão aptos, em novembro, a tomar a dose de reforço

Por  Mariana Zonta d'Ávila -

SÃO PAULO — O Ministério da Saúde anunciou nesta terça-feira (16) a redução do intervalo da dose de reforço da vacina contra a Covid-19 para todos os adultos, de seis para cinco meses, após a conclusão do esquema vacinal.

A pasta também liberou a dose adicional para qualquer pessoa com mais de 18 anos. Até então, a dose extra podia ser aplicada apenas nos maiores de 60 anos, pessoas imunossuprimidas e profissionais da saúde.

Segundo o ministério, mais de 12,4 milhões de brasileiros estão aptos, em novembro, a tomar a dose de reforço.

Veja também: Quer receber aluguel sem precisar ter um imóvel? Este treinamento gratuito do InfoMoney ensina a investir em fundos imobiliários começando do zero.

“Estamos juntos em um só objetivo: tornar as políticas públicas ainda mais eficientes. Ultrapassamos os Estados Unidos no percentual da população imunizada. Reforçamos que é fundamental a segunda dose para que se complete o esquema vacinal”, afirmou o ministro da saúde Marcelo Queiroga, durante coletiva de imprensa realizada nesta manhã.

Atualmente, o Brasil possui cerca de 60% da população totalmente imunizada.

Nesta terça, a pasta também anunciou a campanha de megavacinação contra o coronavírus. O objetivo é reforçar a importância de completar o esquema vacinal (dose única ou duas doses) para garantir a proteção.

De acordo com o Ministério da Saúde, mais de 21 milhões de pessoas precisam voltar aos postos de vacinação para tomar a segunda dose no país.

Leia também:

CDB com 300% do CDI? XP antecipa Black Friday com rentabilidade diferenciada para novos clientes. Clique aqui para investir agora!

Compartilhe