CEB (CEBR3)

CEB ON

error_outline Atualizado 17/04/24 às 16h52. Delay 15 min
arrow_downward

21,42

-0.83%

21,42

21,69

71.303,00

Fechamento anterior 21,60
Abertura 21,69
Negócios 23,00
Volume$ 71303
Mín — Máx (Dia) 21,42 - 21,69
Variação (Dia) -0.83%
Variação (Mês) +1.03%
Variação (2024) +22.75%
Variação (52 semanas) +93.91%

Invista com corretagem zero

Sobre Ceb

Sigla: CEBR3

Tipo: Ações

Setor: Energia E Saneamento

Receita Líquida R$ 352,57 M
Lucro Líquido (LL) R$ 235,02 M
Margem Líquida 66.65%
Ebitda R$ 142,09 M
Margem Ebitda 40.29%
Ativo Total R$ 1,41 B
Dívida Líquida R$ -682,91 M
Patrimônio Líquido (PL) R$ 1,26 B
Índice de preço sobre lucro (P/L) 6,62
Retorno sobre o PL (ROE) +18.51%
Retorno sobre o Capital (ROIC) +6.97%

A Companhia Energética de Brasília (CEB) é a controladora do Grupo CEB, holding oriunda da antiga Companhia de Eletricidade de Brasília. Atua com com geração e distribuição de energia no Distrito Federal e região. As suas controladas integrais são a CEB Distribuição, CEB Geração e CEB Participação. Tem controle ainda sobre CEB Lajeado, Energética Corumbá e Corumbá Concessões. É coligada com a CEB Gás e BSB Energia.

Por meios de suas controladas, gera energia nas Usinas do Paranoá, na Termoelétricas de Brasília, e na Usina de Queimado. Ainda gera energia na hidrelétrica Luis Eduardo Magalhães, em Tocantins, além de Corumbá III e IV.

Em 2019, o governo do Distrito Federal possuía 93,21 % das ações com direito a voto e 80,20% do total. O FIA Mistyque, gerido pela Vinci Equities, era o segundo maior acionista da companhia. Este fundo é destinado a receber, exclusivamente, aplicações de Investidores Profissionais. A Eletrobras possuía um pouco mais de 4 % das ações preferenciais. Ao final de 2018, cerca de 1.023 investidores pessoas físicas tinham ações da CEB em carteira.

Em 1968 foi criada a Companhia de Eletricidade de Brasília, a partir do Departamento de Força e Luz da Novacap. Na década de 1970 a empresa distribuía no DF a energia gerada em Furnas.

Em 1978 a CEB finalizou um Plano Bienal de iluminação Pública, atingindo a marca de 50 mil pontos de luz em todo o DF.

Em 1992 a CEB passou à denominação Companhia Energética de Brasília, obtendo concessão de gás canalizado em 1993. A partir de 1994 também obteve concessão para participar de consórcios de aproveitamento hidrelétrico.

Em 2006 a empresa passou por reestruturação, criando a CEB Distribuição, CEB Geração e CEB Participação.

A CEB está listada na B3 com ações ordinárias (CEBR3) e preferenciais do tipo A e B (CEBR5 e CEBR6). Também está no mercado fracionário (CEBR3F, CEBR5F, CEBR6F).

Seja sócio das melhores empresas da Bolsa: abra uma conta na XP Investimentos – é grátis!

Dados complementares fornecidos pela

Com dinheiro