AGORA Liga de FIIs: Dividendos ou valorização? O que esperar do BRCO11, o fundo imobiliário mais recomendado nos últimos 12 meses; assista

Liga de FIIs: Dividendos ou valorização? O que esperar do BRCO11, o fundo imobiliário mais recomendado nos últimos 12 meses; assista

Atompar (ATOM3)

ATOMPAR ON

error_outline Atualizado às 15h59. Delay 15 min
arrow_downward

2,64

-2.58%

2,64

2,72

40.778,00

Fechamento anterior 2,71
Abertura 2,71
Negócios 39,00
Volume$ 40778
Mín — Máx (Dia) 2,64 - 2,72
Variação (Dia) -2.58%
Variação (2022) +2.54%
Variação (52 semanas) -42.49%

Invista com corretagem zero

Sobre Atompar

Sigla: ATOM3

Tipo: Ações

Setor: Holding

Receita Líquida R$ 33,77 M
Lucro Líquido (LL) R$ 8,87 M
Margem Líquida 26.28%
Ebitda R$ 8,97 M
Margem Ebitda 26.56%
Ativo Total R$ 35,88 M
Dívida Líquida R$ -20,63 M
Patrimônio Líquido (PL) R$ 25,62 M
Índice de preço sobre lucro (P/L) 7,27
Retorno sobre o PL (ROE) +34.63%
Retorno sobre o Capital (ROIC) +22.35%

A ATOM Empreendimentos e Participações S.A. é uma empresa que atua no setor financeiro. Seu foco é prop trading (negociação de ativos ou outros instrumentos financeiros) e consultoria. Ela também lançou uma fintech voltada para criptomoedas, a Takion Technology. A empresa ainda realiza atividades relacionadas a treinamento e educação.

Criada em 2009, a ATOM surgiu a partir da Inepar Telecomunicações. Em vez de realizar um IPO, a empresa ingressou no mercado com uma OPA (Oferta Pública de Aquisição). A operação envolveu a totalidade dos papéis da empresa de telecom, que se encontrava em recuperação judicial.

A Takion foi anunciada em 2017 e já opera a venda de tokens digitais. Em 2018 a empresa adquiriu 50,10% da corretora de criptomoedas TG COIN, porém, desfez a sociedade em 2019. O argumento foram os “potenciais riscos regulatórios”. Em contrapartida, a empresa contratou a Flow BTC para fazer a custódia e negociação de ativos.

Em 2018, o sócio e presidente do conselho da ATOM, José Joaquim Paifer, e sua empresa, Paiffer Management, foram condenados pela CVM (Comissão de Valores Mobiliários) a pagar R$ 684 mil e R$ 1,71 milhão, respectivamente, sob a acusação de manipulação do mercado através da inserção de ordens artificias de compra e venda, modalidade conhecida como spoofing.

A ATOM está listada na B3 com ações ordinárias (ATOM3) e também está presente no mercado fracionado (ATOM3F).

Seja sócio das melhores empresas da Bolsa: abra uma conta na XP Investimentos – é grátis!

Dados complementares fornecidos pela

Com dinheiro