RADAR INFOMONEY CPI da Covid enfraquece governo e trava reformas, dizem analistas; programa desta segunda também fala sobre Petrobras e Oi

CPI da Covid enfraquece governo e trava reformas, dizem analistas; programa desta segunda também fala sobre Petrobras e Oi

Transportes: quase 30% dos brasileiros já deixaram de sair por não ter dinheiro

Segundo levantamento do Ipea, a região Norte apresenta o maior índice de pessoas que já passaram por essa situação (48,12%)

SÃO PAULO – No Brasil, 28,91% das pessoas já deixaram de ir a algum lugar por falta de dinheiro para pagar o transporte

Segundo o Sips (Sistema de Indicadores de Percepção Social): Mobilidade Urbana, divulgado nesta segunda-feira (24), pelo Ipea (Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada), esse índice é maior na região Norte do País, onde 48,12% das pessoas já desistiram de ir a algum lugar por falta de dinheiro.

A região Nordeste aparece em segundo lugar, quando o motivo da desistência é o dinheiro, com 29,64%; seguida pelo Sudeste (28,57%), Centro-Oeste (23,62%) e Sul (18,95%).

Transporte
De acordo com o levantamento, a ausência de transporte também é um dos motivos pelos quais os brasileiros deixam de sair, com 35,30% das respostas.

Os brasileiros da região Norte são os mais afetados pela ausência de transporte, já que 53,38% dos respondentes disseram que já deixaram de ir a algum lugar por esse motivo.

Por outro lado, os moradores do Sul são os menos afetados pela falta de transporte. Na região, 20,53% desistiram de sair por esse motivo. No Centro-Oeste, esse índice sobe para 29,13%, enquanto no Nordeste e Sudeste esse percentual é ainda maior, de 31,23% e 39,47%, respectivamente.

Renda
Quando se trata da renda, 38,5% dos brasileiros que ganham até dois salários mínimo disseram que já deixaram de sair por falta de dinheiro. Esse índice cai conforme a renda aumenta.

Entre aqueles com renda de dois a cinco salários mínimos, 24,7% disseram ter desistido de sair por falte de dinheiro, enquanto entre aqueles que recebem entre cinco e dez mínimo o índice reduz para 17,1%.

Apenas 16,4% dos brasileiros que ganham de dez a 20 salários mínimos deixaram de ir a algum lugar por não ter dinheiro. Entre os que ganham mais de 20 mínimos, o número de pessoas que já se encontraram nessa situação é nulo.

PUBLICIDADE