Santander leiloa 29 imóveis residenciais na sexta (8); veja como participar

Valores iniciais das propriedades variam entre R$ 68,1 mil e R$ 578 mil

Maria Luiza Dourado

Publicidade

O Santander vai promover um leilão para ofertar 29 imóveis residenciais em 10 estados, incluindo casas e apartamentos, com valores que podem chegar a 42% de deságio (desconto) em relação aos preços de mercado. Interessados poderão dar lances até sexta-feira (8) pela plataforma Superbid Exchange ou pelo portal do Santander Imóveis. O leilão está marcado para as 15 h (horário de Brasília).

Os valores iniciais das propriedades variam entre R$ 68,1 mil e R$ 578 mil. Os lotes estão localizados nos estados de Bahia (1), Ceará (1), Mato Grosso (1), Mato Grosso do Sul (1), Minas Gerais (2), Paraná (1), Pará (1), Rio Grande do Sul (6), Sergipe (1) e São Paulo (10).

No estado de São Paulo estão localizados dez imóveis, com valores entre R$ 96 mil, de uma casa em Americanopolis, e R$ 308 mil, referente a uma residência em Guarulhos. No bairro da Mooca, há um apartamento sendo ofertado por R$ 225 mil. Além disso, no litoral, dois apartamentos no Guarujá estão sendo leiloados, com ofertas de R$ 205 mil e R$ 269 mil, e um em Santos, por R$ 221 mil.

Planilha Gratuita

O seu bolso vai agradecer

Organize a sua vida financeira com a planilha de gastos do InfoMoney; download liberado

E-mail inválido!

Ao informar os dados, você concorda com a nossa Política de Privacidade.

No Rio Grande do Sul, seis imóveis fazem parte do leilão, com lances entre R$ 151,2 mil, um apartamento em Capão da Canoa, e R$ 362 mil, uma casa com 221,85 m².  Em Novo Hamburgo, um apartamento tem lance inicial de R$ 189,4 mil. Já em Lajeado, um outro apartamento tem lance inicial de R$ 350,4 mil até o momento.

No Paraná há quatro imóveis sendo leiloados com lances iniciais entre R$ 68,1 mil, referente a um apartamento em Ponta Grossa, e R$ 364,8 mil, relativo a uma casa em São João de 325 m².

Pagamento

Segundo o Santander, os vencedores poderão financiar o imóvel, que deve ser exclusivamente residencial, em até 420 meses (35 anos). Além disso, débitos de condomínio e IPTU serão quitados pelo banco até a data do leilão.

Continua depois da publicidade

O edital do certame permite o uso do FGTS (Fundo de Garantia do Tempo de Serviço) para abatimento das parcelas do financiamento ou quitação total do imóvel, e pagamento do sinal, em caso de pagamento de crédito imobiliário.

Para arrematar o imóvel, será necessário o pagamento de uma entrada de 20% do seu valor; os 80% restantes poderão ser financiados junto ao Santander.

Demais condições devem ser consultadas no edital, disponível nos links de cada leilão ou no portal do Santander Imóveis.

Tópicos relacionados

Maria Luiza Dourado

Repórter de Finanças do InfoMoney. É formada pela Cásper Líbero e possui especialização em Economia pela Fipe - Fundação Instituto de Pesquisas Econômicas.