Como são formados os preços da gasolina e do diesel? Entenda cálculo

Petrobras diz que só é responsável por 38,8% do preço da gasolina e 63,2% do diesel (e que o restante é formado por outros custos)

Lucas Sampaio

Publicidade

A Petrobras (PETR3;PETR4) vive novos dias turbulentos nesta semana, com o aumento da pressão política sobre a estatal após mais um reajuste de preços nas refinarias e a renúncia do presidente da companhia, José Mauro Coelho, nesta segunda-feira (20).

Após quase 100 dias de congelamento dos preços da gasolina nas refinarias e de quase 40 dias do diesel, a empresa reajustou no sábado (18) os valores em respectivamente 5,18% e 14,26%. Com isso, o preço médio da gasolina passou de R$ 3,86 para R$ 4,06 por litro e do diesel, de R$ 4,91 para R$ 5,61.

Apesar da pressão política sobre a estatal, a Petrobras diz que só é responsável por 38,8% do preço da gasolina e 63,2% do diesel (e que o restante é formado por outros custos). Para fazer o cálculo, a empresa usa o preço médio dos combustíveis coletado semanalmente pela ANP.

Planilha Gratuita

O seu bolso vai agradecer

Organize a sua vida financeira com a planilha de gastos do InfoMoney; download liberado

E-mail inválido!

Ao informar os dados, você concorda com a nossa Política de Privacidade.

O preço da gasolina e do diesel é formado basicamente por 4 custos:

  1. A parte da Petrobras;
  2. Os impostos federais e estaduais (os federais são a Cide, o PIS/Pasep e a Cofins; o estadual é o ICMS)
  3. O custo de distribuição e revenda;
  4. O custo da adição de biocombustíveis (a gasolina comum tem 27,5% de etanol anidro e a premium, 25%; o diesel tem 10% de biodiesel)

Segundo a Petrobras, atualmente, um terço do preço da gasolina é formado por tributos (33,6%, ou R$ 2,44), sendo 24,1% estaduais (R$ 1,75) e 9,5%, federais (R$ 0,69). Já o diesel tem 11,7% de ICMS (R$ 0,82) e no momento não há a cobrança de tributos federais, que estão zerados desde março.

Composição do preço da gasolina cobrada nos postos, segundo a Petrobras*:

Continua depois da publicidade

Petrobras  R$   2,81 38,8%
Custo do etanol anidro  R$   0,96 13,2%
Distribuição e revenda  R$   1,04 14,3%
Imposto estadual  R$   1,75 24,1%
Impostos federais  R$   0,69 9,5%
Total  R$   7,25 100%

* Elaboração da estatal a partir de dados da ANP e do CEPEA/USP, baseados nos preços médios realizados pela Petrobras (gasolina A) e nos preços médios ao consumidor final (gasolina C) nos 26 estados e no Distrito Federal.

Composição do preço do diesel cobrado nos postos, segundo a Petrobras**:

Petrobras  R$   4,43 63,2%
Custo do biodiesel  R$   0,73 10,4%
Distribuição e revenda  R$   1,03 14,7%
Imposto estadual  R$   0,82 11,7%
Impostos federais***  –
Total  R$   7,01 100%

** Elaboração da estatal a partir de dados da ANP, baseados nos preços médios de diesel S-10 da Petrobras (diesel A) e nos preços médios de diesel S-10 ao consumidor final (diesel B) nos 26 estados e no Distrito Federal.
*** Os impostos federais estão temporariamente zerados desde março. A medida vale até 31 de dezembro de 2022.

Lucas Sampaio

Jornalista com 12 anos de experiência nos principais grupos de comunicação do Brasil (TV Globo, Folha, Estadão e Grupo Abril), em diversas funções (editor, repórter, produtor e redator) e editorias (economia, internacional, tecnologia, política e cidades). Graduado pela UFSC com intercâmbio na Universidade Nova de Lisboa.