Retenção de talentos

Citi diz que trabalho remoto lhe dá vantagem sobre rivais

Medida vai contra a adotada por bancos como JPMorgan e Goldman Sachs, cujas abordagens são mais linha dura para o home office

Por  Bloomberg -

(Bloomberg) – O Citigroup seguiu os passos de rivais como o UBS ao promover suas políticas de trabalho flexível como ferramenta que oferecerá uma vantagem competitiva na contratação e retenção de talentos de alto nível.

Os funcionários do banco terão a opção de trabalhar em casa pelo menos parcialmente, disse o corresponsável de banco de investimento, Manolo Falco, durante coletiva de imprensa virtual na quarta-feira. Isso vai diferenciar o banco de alguns rivais nos Estados Unidos, que têm adotado uma abordagem mais linha dura para o trabalho remoto, disse, citando o JPMorgan Chase e o Goldman Sachs.

Bancos de investimento globais estão divididos sobre a abordagem para o trabalho flexível. Enquanto muitos nos EUA exigem o retorno das equipes ao escritório, um número crescente de bancos europeus, como UBS e Deutsche Bank, diz que maior flexibilidade de forma mais permanente pode deixar a equipe mais animada e, talvez, proporcionar vantagem nas contratações.

Em março, a diretora-presidente do Citigroup, Jane Fraser, disse logo após assumir o cargo que estar no escritório é importante para a competitividade, a colaboração e a orientação de jovens funcionários. Mas também destacou que a maioria das funções do banco ainda serão designadas como híbridas, com as equipes no escritório pelo menos três dias na semana e trabalhando em casa por até dois.

O plano é abrir os escritórios do Citigroup no bairro de Tribeca, em Nova York, para até 30% da força de trabalho no mês que vem. O banco também fez mudanças em seu programa de estágio de verão nas últimas semanas, dizendo que permitirá que alguns visitem a sede do banco em Nova York em julho. Em março, o Citi havia dito que o programa de verão de 10 semanas seria totalmente virtual.

A política do Goldman Sachs é mais rígida. O banco ordenou que quase todos os funcionários dos EUA retornem às mesas dos escritórios. O JPMorgan, da mesma forma, pediu à maioria da força de trabalho nos EUA que retome as jornadas habituais no escritório em 6 de julho.

E o CEO do Morgan Stanley, James Gorman, recentemente mandou um aviso para funcionários que desejam continuar trabalhando em casa: “Se você pode ir a um restaurante na cidade de Nova York, pode entrar no escritório e queremos você no escritório”.

No Bank of America, a expectativa é que todos os funcionários vacinados retornarão ao escritório após o feriado do Labor Day nos EUA no início de setembro, disse o CEO Brian Moynihan no início do mês. O banco dos EUA então se concentrará nos planos para o retorno de trabalhadores não vacinados às instalações.

A posição do Citigroup está mais próxima de muitos rivais na Europa, que têm oferecido mais flexibilidade à medida que as restrições à pandemia são suspensas. No mês passado, o Société Générale assinou um acordo com representantes sindicais nacionais para permitir que os funcionários trabalhem em casa até três dias por semana.

O Deutsche Bank anunciou um modelo híbrido no qual os empregados podem dividir as horas de trabalho entre escritório e casa.

Curso gratuito mostra como iniciar carreira no mercado financeiro começando do zero, com direito a certificado. Inscreva-se agora.

Compartilhe