Aumento da renda não acompanha crescimento econômico na AL, diz OIT

Trabalhadores latinos-americanos não sentem no bolso o bom desempenho econômico dos seus países

Aprenda a investir na bolsa

SÃO PAULO – A renda média real dos trabalhadores da América Latina não cresceu na mesma proporção que a economia dos países da região, segundo afirmou a diretora da OIT (Organização Internacional do Trabalho) no Brasil, Laís Abramo.

A RMR (Remuneração Média Real) do trabalhador latino-americano em 2008 ficou em 3,2%, sendo que a média de crescimento da economia dos países que compõem a América Latina, nesse período, foi de 4,6%. Entre 2004 e 2008, a média de crescimento na região ficou em 5,4%.

Nessa RMR consta o crescimento de 8% da renda dos trabalhadores argentinos. Se for excluído esse número, a média de 3,2% despenca para 0,6%, conforme dados divulgados pela Agência Brasil.

Brasil

Aprenda a investir na bolsa

Por aqui, a disparidade entre crescimento econômico e renda não é tão alta. O Brasil, dessa forma, apresenta números melhores que o resto da região.

Segundo a OIT, o aumento do RMR foi de 1,6%, com crescimento do salário mínimo de 3,2% em 2008. De acordo com Laís Abramo, o mínimo cresceu mais de 50% entre 2000 e 2008.