Stock Pickers

Verde Asset: texto da reforma tributária merece nota zero com louvor

Daniel Leichsenring, economista-chefe da Vede Asset, faz um alerta vermelho (ou verde) sobre a reforma encaminhada pelo governo

Texto originalmente enviado aos assinantes da newsletter Stock Pickers no sábado, 10 de julho de 2021. Para recebê-la, clique aqui.

Se eu fosse você, daria atenção ao que o Daniel Leichsenring costuma dizer sobre o governo.

Leichsenring é o economista-chefe da Verde Asset, não só uma das maiores assets do Brasil, com R$ 50 bilhões sob gestão, mas também gestora do lendário fundo Verde, um dos fundos mais vitoriosos da história do Brasil gerido por Luis Stuhlberger — o príncipe do Condado.

Em agosto de 2020, quando o governo começou a flertar com a possibilidade de estender o auxílio emergencial, que estava na faixa de R$ 600,00/mês, Leichsenring fez um relatório super detalhado com 12 páginas explicando de forma lúdica por que o Brasil não tinha condição de manter o programa de auxílio emergencial da forma como o governo federal queria.

Semanas depois, o governo anunciou que iria estender o auxílio, mas com um valor reduzido. Se foi por conta do relatório, ou não, jamais saberemos, mas o fato é que o estudo teve uma repercussão enorme por demonstrar o risco que era estender a ajuda nos moldes da anterior.

Já neste ano, Leichsenring voltou a falar sobre questões ligadas ao governo, mas desta vez sobre a vacinação em São Paulo. O ritmo da vacinação no Brasil como um todo não vinha empolgando muito, porém, em São Paulo, parecia que o governo estadual estava com o freio de mão puxado, pois havia vacina em estoque e o ritmo não acelerava.

O motivo, como Leichsenring mostrou num artigo no Brazil Journal no final de maio, foi a mudança no critério de vacinação que de abril para maio passou a ser por grupos com comorbidade e não idade.

Isso desacelerou o ritmo, porque, segundo Leichsenring, o critério de grupos com comorbidade era muito falho.

Na sequência, o economista participou de um Coffee & Stocks sobre o tema e reforçou seu ponto: “a vacinação por comorbidade é MUITO FALHA e está atrasando todo processo”.

Coincidência ou não, no mesmo dia o governador do estado, João Doria, anunciou a volta para o critério de vacinação anterior (por idade).

Leichsenring tem sido muito assertivo em suas colocações e inclusive voltou ao Stock Pickers nesta quinta-feira para participar da gravação do primeiro podcast ao vivo com transmissão em nosso canal no YouTube e não poupou críticas ao texto inicial da reforma tributária ao qual ele deu nota zero, pois não poderia dar nota negativa.

Para começar, Leichsenring pontuou que a nota era zero pelos seguintes motivos:

  1. Aumenta brutalmente a carga tributária;
  2. Aumenta enormemente a complexidade do sistema;
  3. Cria mais passivos e contingentes;
  4. E atrapalha o crescimento.

“É difícil você ticar tantos boxes assim quanto essa reforma tributária e por isso eu acho que ela não merece muito mais do que zero”, comentou durante o episódio.

Mas como o economista não costuma criticar por criticar, também apontou o que deve ser feito para reformar a reforma tributária — olhando em retrospecto, talvez seja bom você se atentar aos pontos levantados pelo economista, porque essas podem ser as modificações que iremos ver no texto nos próximos dias.

Alterar

  1. Imposto sob dividendos deve cair para pelo menos 15%. O ideal seria cair para 10%;
  2. IRPJ deve cair pelo menos 10 pontos percentuais;
  3. A “pejotização” deveria diminuir a zero o limite de dividendo.

Eliminar

  1. Pagamento de imposto sob dividendo entre empresas e fundos;
  2. Imposto de renda sobre ganho de capital indireto;
  3. Toda parte da reforma que trata da questão de offshore.

Manter

  1. Trecho da reforma que trata dos fundos fechados;
  2. Eliminação do JCP (Juros sobre Capital Próprio).

Leichsenring acredita que, se as sugestões forem acatadas, a reforma poderá buscar uma nota bem melhor do que zero e nós teremos certeza que não só Paulo Guedes como também vários congressistas reservam um horário na quinta-feira para escutar o melhor podcast de ações do Condado.

Caso você não tenha acompanhado ao vivo na quinta, o episódio está no podcast e no YouTube. A vantagem de ver a gravação é que você pode acelerar o player para ouvir mais rápído já que o papo foi bem longo (teve mais de 2h de duração).

Além da reforma tributária, falamos sobre a surpresa positiva dos economistas com a vacinação e com a economia brasileira. Ficou imperdível.

Stock Pickers estreia novo formato de “podcast ao vivo”…

A partir desta quinta-feira (8/jul), as gravações do podcast Stock Pickers serão transmitidas ao vivo em nosso canal no Youtube. Essa live começará às 17h (horário de Brasília) e tem duração estimada de 90 minutos.

Esse formato de “live podcast” é replicado com muito sucesso no mundo todo: lá fora, temos como grande referência o Joe Rogan, que transmite suas longas conversas em vídeo e depois em áudio. Aqui no Brasil, o Flow Podcast pode ser considerado o grande caso de sucesso desse formato.

As “gravações ao vivo” do Stock Pickers acontecerão sempre às quintas-feiras no final da tarde – mesmo dia da publicação do podcast, que continuará sendo publicado às quintas, logo após a live.

Na estreia deste novo formato, receberemos Daniel Leichsenring, economista-chefe da Verde Asset. e Rachel de Sá, chefe de economia na Rico Investimentos (e nas horas vagas, vocalista da banda Rock Pickers, como vocês puderam ver semana passada no nosso evento Melhores da Bolsa 2021).

Kapitalo: mercado está difícil agora? Foque no cenário do final de ano…

No Coffee & Stocks desta quarta-feira (7), recebemos Carlos Woelz, gestor da Kapitalo Investimentos, gestora com 11 anos de estrada e que que possui mais de R$ 20 bilhões em ativos sob gestão.

Woelz explicou por que apesar de ele estar com baixa exposição a risco neste momento dentro dos fundos da Kapitalo, ele está com uma visão otimista para os mercados. No curto prazo, as preocupações em torno dos “sinais de pico” da atividade global e da inflação insistentemente alta mantêm o mercado sem tração; por outro lado, o cenário para o final do ano. Confira aqui!

6 dicas para encontrar os melhores vídeos de finanças da internet…

Convidamos Daniel Haddad, profissional com 15 anos de experiência no mercado financeiro, para escrever uma coluna em nosso blog sobre um de seus hobbies favoritos: compilar e compartilhar vídeos com conteúdos valiosos do mercado financeiro.

Haddad começou a assistir vídeos relacionados a negócios no YouTube em 2013, durante seu curso de MBA em NYU Stern, e passou a compartilhar os vídeos com amigos, que por sua vez compartilhavam reflexões interessantes e/ou me apresentavam outros vídeos. Ao longo desses anos sua lista foi expandindo (e segue aumentando a cada dia), resultando em uma videoteca constantemente atualizada, que posta em seu Twitter e Instagram.

Em seu texto no STPK, Haddad compartilhou 6 princípios que o nortearam e continuam norteando na criação/atualização da videoteca.

Biblioteca Stock Pickers: o que Daniel Leichsenring e Rachel de Sá leem…

Nossa biblioteca continua crescendo!

Após mais um episódio, temos duas novidades no maior acervo de indicações de livros do Condado.

Rachel de Sá, chefe de economia na Rico Investimentos, indicou um de seus livros favoritos: Paris é uma festa, de Ernest Hemingway.

Já Leichsenring recomendou um livro do consagrado escritor e Michael Lewis, O Projeto Desfazer, que conta a história de amizade e parceria entre Amos Tversky e Kahneman — dois psicólogos israelenses cujo trabalho deu origem ao livro Rápido e Devagar.

Visite nossa biblioteca e confira outras centenas de recomendações.

Josué Guedes
CMO do Stock Pickers

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE