Stock Pickers

Pra abrir uma gestora, não basta ser um bom gestor

Se no episódio #102 Arnaldo Cezar Coelho deu um conselho para os escritórios, no #103, Rodrigo Campos, alertou gestores, analistas e traders

Texto originalmente enviado aos assinantes da newsletter Stock Pickers no sábado, 03 de julho de 2021. Para recebê-la, clique aqui.

Mais de 3 milhões de CPFs na Bolsa (sem ajuda do Pelé), a volta de febre dos IPOs, Ibovespa renovando máxima histórica: o mercado de ações nunca esteve tão quente.

Além de muitos investidores, novas ações e muito de conteúdo na internet (sua caixa de e-mail sabe bem disso), o que também está em alta é o mercado de gestoras de recursos — ou asset se você quiser se enturmar com os faria limers.

Segundo a ANBIMA, existem no Brasil 754 assets e instituições financeiras.

Não são duas para cada empresa na bolsa, como costuma brincar o Renatão nos episódios, mas a relação não fica muito longe também uma vez que hoje temos 466 companhias com ações disponíveis para negociação na B3.

Na prática, uma gestora de recursos é o local em que você coloca o seu dinheiro para que alguém (gestor) tome decisões de investimentos para você. Mas, como não existe almoço grátis, ao investir num fundo, você pagará taxas: uma fixa e outra de performance (calculada a partir do rendimento acima do mercado que o gestor tiver).

Geralmente os gestores de novas assets possuem carreiras construídas em outras assets ou instituições financeiras e por isso resolvem construir suas próprias gestoras.

Mas será que um grande investidor da gestora X ou do banco Y também será um grande dono de asset?

Essa é a grande provocação que Rodrigo Campos, ex-gestor com mais de 30 anos de mercado, fez no episódio #103 do Stock Pickers.

“Muitas vezes um ótimo trader pode ser um péssimo chefe, ou muitas vezes uma asset perde um ótimo analista para ganhar um péssimo PM (‘gestor’) […] Eu acho muito natural esse movimento [de criação de novas assets], porque a carteira própria dos bancos diminuíram muito… mas isso não é trivial”, comentou Campos num dos episódios mais descontraídos da nossa história.

Na semana passada, o Arnaldo Cezar Coelho trouxe um alerta para os escritórios que querem virar corretora, pois são trabalhos bem diferentes.

E agora Campos, falando da sua experiência como gestor e criador de uma asset nos anos 2000, trouxe um novo alerta para os traders/analistas/gestores que querem criar suas próprias gestoras.

Além disso, Campos acredita que o que poderemos ver daqui para frente é um movimento de movimento de consolidação entre assets: “eu vejo que o pessoal que possui uma cultura parecida poderá se juntar para ´rachar´ custo e usar da sinergia para conseguir alcançar mais gente”.

Assim, talvez, com mais IPOs e consolidações de gestoras, o Brasil passe a ter mais ações listadas do que assets no Condado.

Trotes e trades: as muitas histórias da mais nova estrela do fintwit

Com uma trajetória de mais de 30 anos no mercado financeiro, feita de passagens por grandes gestoras, como a Constellation, e ao lado de grandes nomes, como Jorge Paulo Lemann, Rodrigo Campos vive hoje um hiato profissional. Mas ao invés de descansar, ele resolveu contar sua história nas duas mídias preferidas do mercado financeiro brasileiro de hoje: o Twitter e o Stock Pickers.

Por que Dorio Ferman, do Opportunity, e André Jakurski, da JGP, estão otimistas com as ações da Vale

Em meio a visões cada vez mais otimistas do mercado financeiro com a retomada da economia brasileira, por conta da expectativa de aceleração da vacinação no segundo semestre, investidores questionam quais são as ações com espaço adicional para ganhos e quais já estão negociadas a preços que embutem um cenário de normalização do país.

A julgar por declarações feitas na noite desta quarta-feira (30) por André Jakurski, sócio fundador da JGP, e Dorio Ferman, sócio e gestor do Opportunity, dois grandes gestores de fundos brasileiros, o investidor deve monitorar de perto os papéis da Vale.

Guia de salários: analista de ações começa ganhando 11 mil reais…

O salário de analistas novatos na profissão gira hoje em torno de R$11 mil, de acordo com o guia salarial 2021 da consultoria Robert Half. Um analista research iniciante ganha até mais, em torno de R$ 13.580 chegando a R$27.750 para analistas mais experientes.

“E mesmo com uma bela remuneração, este profissional está em falta”, diz Thiago Salomão, analista da RICO e criador do podcast Stock Pickers. Ele está lançando um curso para profissionais que querem entrar neste mercado. A série “Analista Stock Picker – O Profissional da Nova Década” oferece treinamento gratuito de 4 aulas com direito a certificado e material para download. Clique aqui para se inscrever.

O que Rodrigo Campos lê…

Com décadas de mercado, Rodrigo Campos, nosso convidado do último episódio, reafirmou algo que sempre escutamos por aqui sobre a importância do preparo psicologico para se tornar um bom investidor e recomendou um livro justamente sobre isso: The Daily Trading Coach.

Pelo título, você pode achar que é um livro apenas para traders, mas Rodrigo recomendou a leitura para qualquer investidor que deseja aprender a ter mais autocontrole.

Nossa Biblioteca que já soma mais de 200 livros recomendados.

Aproveite para visitá-la: Biblioteca Stock Pickers.

Josué Guedes
CMO do Stock Pickers

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE