Coffee & Stocks

ESG é mimimi? Quem pensa assim será atropelado pelo mercado, diz gestor

O Coffee & Stocks trouxe Fabio Alperowitch, sócio da Fama Investimentos, para falar como as empresas estão se adaptando ao ESG

Fundos ESG

O Coffee & Stocks desta segunda-feira contou com a presença de Fabio Alperowitch, fundador da Fama Investimentos e uma das vozes mais ativas sobre o “ESG” no Brasil. As três letras da sigla são as iniciais das palavras em inglês Environmental, Social and Governance, que traduzidas para o nosso bom português, significam Ambiental, Social e Governança.

Essa não foi a primeira vez que falamos com o Fabio sobre o tema. Mais recentemente, ele dividiu os microfones do Stock Pickers com Luiz Guerra, da Pragma, e ambos deram uma verdadeira aula sobre ESG. Em outra aparição, a primeira dele aqui no C&S, chamamos Alperowitch para contar a diferença entre empresas que praticam o ESG e outras que praticam o greenwashing. Veja a resposta:

“Empresas que exercem o ESG são as que colocam em prática medidas que garantem a longevidade e perenidade da empresa no longo prazo. O greenwashing é quando você tenta mostrar o que não é. É como se vestir para ir a uma festa sendo que nem banho você tomou.”

PUBLICIDADE

O assunto tem interessado não só os investidores profissionais como também as pessoas físicas. “Até 2018 nem se falava de ESG no Brasil, mas no ano passado a maioria das empresas começou a incluir alguns relatórios sobre sustentabilidade”, afirma. E sobre aqueles que dizem que “ESG é mimimi”? “Quem pensa assim será atropelado pelo mercado”, completa.

A jornada

Por outro lado, ele deixou claro que se tornar uma empresa ESG não é uma decisão simples e binária, mas sim um processo. Isso porque muitas vezes a empresa já implementou o Ambiental e o Social, mas ainda resta aperfeiçoar a Governança. Para Alperowitch, a Klabin (umas das posições da carteira da Fama) é uma dessas empresas que precisa melhorar o G da sigla.

Outros dois exemplos de empresas que estão buscando as boas práticas do ESG e que foram citadas por Alperwowitch, são a Arezzo e a NotreDame Intermédica:

“A NotreDame não tinha uma área de ESG até 2017. Ela está evoluindo nessa jornada muito fortemente. […] A Arezzo é uma empresa que já tinha uma cultura de ESG, por promover a diversidade e por ter um controlador preocupado com causas sociais, mas o conselho não auditava emissão de carbono, por exemplo. Estão na jornada, mas ainda não estão 100%.”

Como a Klabin, inclusive, é uma das principais posições da carteira da Fama, pedimos para Alperowitch enviar um vídeo sobre a tese de investimentos na empresa no grupo do Telegram do Stock Pickers. Clique aqui para fazer parte do grupo.

Entre as outras empresas do portfolio da Fama estão: Lojas Renner, Iguatemi, Fleury, MDias Branco e Localiza.

PUBLICIDADE

Se você quer entender um pouco mais sobre o tema, veja abaixo o Coffee & Stocks de hoje.

O Coffee & Stocks é transmitido todo dia útil ao vivo às 7:15 da manhã no Instagram do Stock Pickers. Ele é apresentado pelo co-criador do Stock Pickers, Thiago Salomão