Stock Pickers

Comprar Weg “cara” ou Itaú “barato”? Dois jeitos diferentes de fazer stock picking

Por que manter na carteira uma empresa cara demais? Como saber se uma empresa que está barata demais vale a pena?

Aprenda a investir na bolsa

 

A Weg é negociada hoje na Bolsa a um valor 88 vezes maior que seu lucro. Já o Itaú está cotado na mesma bolsa a cerca de 9,4 vezes. E as duas empresas são consideradas bons negócios. Como isso é possível?

A relação entre preço e lucro é um dos principais fundamentos para considerar se uma empresa está custando muito ou pouco, mas não é tudo, conforme descobrimos na última live da série especial Operação Stock Pickers.

Nela recebemos dois gestores que estão comprados em cada uma dessas ações — que estão entre as mais comentadas e estudadas da Bolsa brasileira justamente por causa de seu preço.

A Weg dobrou de tamanho nesse ano e triplicou nos últimos 12 meses, mas mesmo assim continua sendo considerada um bom negócio pela Sara Delfim, da Dhalia, uma das convidadas da live. “A tentação é não vender”, disse.

No caso do Itaú, muita gente tem torcido o nariz devido à concorrência das fintechs e à redução da lucratividade por causa da pandemia, que forçou os bancos a provisionar muito dinheiro para possíveis calotes. “Isso vai acabar em breve e 2021 e 2022 devem ser muito bons. Os melhores momentos para os bancos são pós-crises”, disse Mizrahi.

Clique no play e ouça.