Violência: Lula e Rebelo criticam governador de SP por não aceitar ajuda federal

Disputa eleitoral não deve interferir nesse momento, avalia Rebelo; situação não é normal nem está sob controle, diz Lula

Aprenda a investir na bolsa

SÃO PAULO – O presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) criticou o governado de São Paulo, Cláudio Lembo (PFL), por recusar a ajuda federal para enfrentar a crise de violência que assola o estado. Rebatendo as declarações de Lembo, Lula acredita que a situação não é normal nem está sob controle.

Em linha com esta percepção, o presidente da Câmara dos Deputados, Aldo Rebelo (PCdoB-SP), defendeu a cooperação entre governos federal e estadual. Na opinião do deputado, a disputa eleitoral não deve interferir nesse tipo de ação.

Mais de 70 ataques foram registrados

Desde a última terça-feira, mais de 43 ônibus foram incendiados em todo o estado. Segundo o último boletim divulgado pela Secretaria de Segurança Pública, ao todo 73 ataques foram registrados e ao menos nove pessoas teriam morrido vítimas de atentados.

Aprenda a investir na bolsa

Apesar deste aparente caos, Cláudio Lembo acredita que a situação está sob controle e que a política local tem plenas condições de contornar a situação e garantir a segurança dos contribuintes.