Mudanças na economia?

Trio econômico já deve anunciar medidas ao assumir; governo já fala de corte de gastos

Vale ressaltar que o governo já deve começar o anúncio de corte de gastos nesta semana, segundo o Valor, desengavetando projetos que estão em estudo na área econômica há algum tempo

SÃO PAULO – De acordo com informações dos jornais Folha de S. Paulo e Valor Econômico, mesmo sem a equipe econômica anunciada oficialmente por Dilma Rousseff, Joaquim Levy (mais cotado para o ministério da Fazenda), Nelson Barbosa (para o Planejamento) e Alexandre Tombini (manutenção no Banco Central) já estão trabalhando em medidas para a economia que devem ser anunciadas em breve. 

A intenção, segundo afirma a Folha, seria trazer “confiança e estabilidade” à economia num ajuste gradual e consistente das contas públicas. 

De acordo com o jornal Valor, a primeira tarefa dos três integrantes da equipe econômica no segundo governo Dilma (e que só devem ser anunciados na quinta-feira) será de viabilizar a política fiscal para 2015 de modo a afastar o risco de perda do grau de investimento. E Levy, segundo o Valor, pode levar para a secretaria do Tesouro Nacional Tarcísio Godoy, que foi secretário-adjunto do Tesouro em sua gestão e atualmente é diretor da Bradesco Seguros e Previdência. 

PUBLICIDADE

Vale ressaltar que o governo já deve começar o anúncio de corte de gastos nesta semana,  segundo o Valor, desengavetando projetos que estão em estudo na área econômica há algum tempo. A expectativa é de que o anúncio seja feito ainda nesta semana, mas a decisão depende do aval de Dilma e da nova equipe econômica.

Entre as medidas, estão o aumento do número de meses trabalhados para pagamento do abono salarial, a realização de curso de qualificação já no primeiro pedido de seguro-desemprego e o aumento do período de contribuição para ter acesso à pensão por morte.